Movimentos divulgam lista de reivindicações a governantes

Novo protesto em Porto Alegre foi confirmado para 18h desta quinta-feira

Novo protesto em Porto Alegre ocorre amanhã  Crédito: Tarsila Pereira

Novo protesto em Porto Alegre ocorre amanhã Crédito: Tarsila Pereira

Em reunião realizada na noite dessa terça-feira, o movimento intitulado Bloco de Luta pelo Transporte Público divulgou uma série de reinvindicações destinadas ao prefeito de Porto Alegre José Fortunati e ao governador do Estado Tarso Genro. O Movimento Passe Livre também esteve reunido ontem na Capital e elaborou uma lista de exigências destinadas aos chefes do Executivo municipal e estadual e à presidente da República Dilma Rousseff (confira abaixo).

Durante o encontro do Bloco de Luta pelo Transporte Público, realizado na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados do RS, o grupo decidiu que irá cobrar do prefeito da Capital a redução do preço da tarifa do transporte coletivo, a abertura das contas das empresas do setor e o passe livre para estudantes. Do governador, a reivindicação é o fim da criminalização de integrantes do movimento pela Brigada Militar. O movimento alega que algumas pessoas que participaram dos protestos estão sendo monitorados por policiais.

Essa reunião também serviu para avaliar as manifestações ocorridas na segunda-feira. “Foi um dia histórico para o Brasil. Centenas de milhares de pessoas estiveram nas ruas e Porto Alegre foi parte disso”, afirmou o estudante Matheus Gomes, integrante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e da Assembleia Nacional dos Estudantes Livres, que também participou da reunião.

Uma nova manifestação em Porto Alegre foi marcada para esta quinta-feira. O evento está agendado pelo Facebook e já tem mais de 22,7 mil pessoas confirmadas. O protesto #VempraRua #VempraLuta ocorre a partir das 18h, com concentração em frente à Prefeitura da Capital.

Exigências do Movimento Passe Livre:

Ao prefeito:

– Início imediato do planejamento e obra do METRO
– Início imediato do planejamento e obras contra enchentes em período de chuva
– Explicações sobre o BRT; quais são as melhorias pra cidade? Porque demora tanto? Qual a explicação para o péssimo planejamento que levou a desmanchar trechos prontos?
– Investimento na infraestrutura e no equipamento dos hospitais e postos de saúde relacionados ao SUS.
– Simplificação da burocracia na Saúde Pública
– Aumento do salário dos professores
– Investimento na infraestrutura das escolas municipais
– Investimento em programas de educação extracurriculares
– Gratuidade do Transporte Público
– Oposição oficial do município contra a PEC37
– Oposição oficial do município contra o Estatuto do Nasciturno
– Oposição oficial do município contra qualquer projeto de patologização do homossexualidade e afins
– Transparência máxima sobre os gastos públicos

Ao governador:

– Ajuda monetária às cidades para investimento em Saúde e Educação
– Pressão sobre que o prefeito de Porto Alegre cumpra nossas exigências
– Investimento na infraestrutura e no equipamento dos hospitais e postos de saúde relacionados ao SUS em todo Rio Grande do Sul
– Simplificação da burocracia na Saúde Pública em todo Rio Grande do Sul
– Investimento na infraestrutura das escolas estaduais no RS
– Investimento em programas de educação extracurriculares no RS
– Oposição oficial do RS contra a PEC37
– Oposição oficial do RS contra o Estatuto do Nasciturno
– Oposição oficial do RS contra qualquer projeto de patologização do homossexualidade e afins
– Oposição oficial do RS contra a violência em manifestações
– Transparência máxima sobre os gastos públicos

À presidente:

– Pressão sobre que nosso prefeito e governador cumpram nossas exigências
– Liberação de verba pra que os estados e municípios cumpram nossas exigências com maior efeito
– Investimento na infraestrutura e no equipamento dos hospitais e postos de saúde relacionados ao SUS.
– Simplificação da burocracia na Saúde Pública
– Investimento na infraestrutura das escolas federais
– Anulação completa da PEC37
– Anulação completa do Estatuto do Nasciturno
– Anulação completa de qualquer projeto de patologização do homossexualidade e afins
– Posicionamento claro sobre as manifestações e as respostas policiais
– Explicação sobre os gastos exorbitantes com a copa do mundo, em detrimento de problemas sociais gritantes e antigos
– Formulação de leis anticorrupção e penas muito mais severas aos corruptos
– Transparência máxima sobre os gastos públicos

Redução para R$ 2,80

A Câmara Municipal de Porto Alegre recebeu na tarde dessa terça-feira o projeto de lei que isenta o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) da passagem de ônibus. O objetivo é a redução dos valores das passagens de ônibus na Capital. O vice-prefeito Sebastião Melo pediu que a proposta tramite na Casa em regime de urgência.

O prefeito José Fortunati acredita que, com a medida, o valor da tarifa vai reduzir de R$ 2,85 para R$ 2,80. Ele destacou também que vai propor ao governo do Estado a isenção do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do óleo diesel para o transporte coletivo. Se a proposta for aceita pelo governador Tarso Genro, o preço pode chegar a R$ 2,75 em Porto Alegre.

Correio do Povo



Categorias:Manifestações

Tags:, , ,

48 respostas

  1. Governo (Tarso) divulga nota respondendo exigências de manifestantes

    http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=501226

    Vale a pena ler… apesar de achar que ninguém mais virá aqui.

    Curtir

  2. Nota do Bloco de Lutas Pelo Transporte 100% Público

    Somos um movimento que não nasce do nada e tampouco são novidades as lutas que fizemos nos anos anteriores pela redução da tarifa. O bloco de lutas é formado por setores dos movimentos populares, que representam diversas concepções ideológicas e que prezam pela unidade em torno da pauta do transporte 100% público, respeitando a diversidade e prezando pela autonomia e independência de classe. Este ano o Bloco surge com mais força e logramos pelas forças das ruas e da indignação popular uma importante conquista de fazer cair 20 centavos injustamente cobrados na passagem da população de Porto Alegre.

    A luta não é por centavos e tampouco somente em Porto Alegre, pois ganhamos um caráter nacional de mobilizações que extrapola a demanda do transporte público. Hoje, já são mais de dez cidades que anunciaram a redução da tarifa. Agora somos centenas de milhares de pessoas e ganhamos as ruas do Brasil lutando por nossos direitos. O tema da Copa já é recorrente nas manifestações. A mesma massa popular que questiona o modelo de transporte questiona também os milionários investimentos públicos em estádios, as remoções das famílias, o poder da Fifa e o Estado de Exceção que vai cercear os direitos da população.

    No entanto nos últimos meses sofremos uma grande investida por parte da polícia civil contra militantes do nosso movimento, jovens que estão sofrendo investigações e acusações por se manifestarem na nossa cidade. A polícia já aponta mais de 6 indiciados. E na última manifestação em que contamos com mais de 25 mil pessoas nas ruas, tivemos 60 pessoas presas e dezenas de feridos por balas de borracha, bomba de efeito moral e bombas de gás lacrimogêneo, sem falar na truculenta cavalaria que arrastou manifestantes pelas ruas de Porto Alegre. Mais do que a violência física que partiu da Brigada Militar também denunciamos a violência psicológica e a tortura que os participantes da marcha sofreram nos camburões e nas delegacias. Nós sabemos que o comando da polícia e de suas ações está sob responsabilidade política do Governador Tarso Genro. A história de criminalização infelizmente se repete como foi nos governos anteriores de Yeda e Rigotto.

    Afirmamos que os vândalos são os empresários que lucram exorbitantemente sob o direito da população de ir e vir. Assim como a grande mídia que promove um discurso criminalizador dos que ousam lutar. Vândalos também são os governos que não garantem direitos básicos do povo, como saúde e educação. Bem como, se utilizam de uma falsa democracia para acomodar os interesses das elites e criminalizar os direitos de manifestação, livre associação e organização.

    Lutamos por:

    – Transporte 100% público, abertura das contas das empresas de transporte, passe livre para estudantes, idosos, desempregados.

    – Pela retirada imediata dos inquéritos movidos contra manifestantes.

    – Contra o Estado de Exceção da Copa do Mundo de 2014, comandada pela FIFA.

    Saudamos com entusiasmo a luta nacional de todos os de baixo que se levantam contra as péssimas condições de vida. Pedimos a solidariedade de toda a população de Porto Alegre, movimentos sociais e populares e convocamos a se somarem nesta luta.

    Dia 20 de junho, às 18h, nos concentraremos em frente à Prefeitura para mais um grande ato.

    PELA SOLIDARIEDADE DE CLASSE E A FORÇA DAS RUAS

    Bloco de Luta pelo Transporte 100% Público.
    Porto Alegre, 19 de junho de 2013.

    Curtir

  3. http://outraspalavras.net/outrasmidias/?p=12643

    Fala das empresas de SP. Interessante que não é só aqui em Poa…

    Curtir

  4. Ninguém comentou sobre o novo cabeçalho do Blog… gostaram?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: