Tarso defende possibilidade de candidatos sem partidos e passe livre para estudantes

“É preciso canalizar de maneira democrática a energia positiva desse movimento”, diz Tarso | Divulgação

“É preciso canalizar de maneira democrática a energia positiva desse movimento”, diz Tarso | Divulgação

O governador Tarso Genro defendeu nesta segunda-feira (24), em entrevista a Rádio Gaúcha, a implementação do passe livre para estudantes da região metropolitana do Estado e a possibilidade de candidaturas avulsas nas próximas eleições. As propostas devem ser levadas a presidente Dilma hoje e debatidas em encontro com governadores e prefeitos de capitais para discutir soluções para a crise provocada pelos protestos em série que se espalham pelo país.

“É preciso canalizar de maneira democrática a energia positiva desse movimento”, defende Tarso. A candidatura sem partido se tornaria possível, conforme o governador, através de uma assembleia constituinte vinculada a reforma da constituição. Para o governador, essa seria a saída para a atual crise de representação política demonstrada nas ruas. Ao mesmo tempo, segundo ele, criaria canais para que esse novo fenômeno de participação das pessoas, por meio das redes, possa contribuir para a democracia.

Tarso alerta para o risco desse movimento ser cooptado pela extrema direita. Conforme o governador, essas pessoas que utilizam da violência nas ruas “não são uma minoria como a Rede Globo diz”. Conforme ele, é uma parte organizada de pelo menos 2 mil pessoas que está por trás disso e que visa à desestabilização política.

SUL 21



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:,

76 respostas

  1. Ao Rogeriomaestri

    Tchê, se tu realmente acha que a política no Brasil não é uma máfia, e que os governantes não fazem lavagem cerebral em época de eleições, desculpe mas quem vive no mundo de Bob é o senhor…

    Não leve a mal o exemplo bobo, mas por acaso já assistisse o filme tropa de elite 2?

    Curtir

  2. Caro Márcio.
    .
    Primeiro, partidos políticos no Brasil estão politicamente tão fracos que não conseguem nem convencer seus militantes de base. Logo achar que estes tem capacidade de realizar uma lavagem cerebral em alguém é antes de tudo uma imagem muito criativa e romântica.
    .
    O que temos no Brasil, como na maior parte do mundo, partidos que são governados por uma pauta econômica, isto está ficando completamente claro para a população européia, onde entra direita, sai esquerda e vice-versa e tudo fica na mesma. O econômico e tecnocrático estão enrijecendo as propostas partidárias.
    .
    O que temos é uma democracia representativa onde a base de tudo são os partidos e os poderes executivo e legislativo. Configurar os partidos como organizações mafiosas é outro grande erro, pois eles são governados no momento que viram poder pelas limitantes econômicas, e simplesmente se movimentam dentro dos limites que palavras como déficit público, contas externas, valorização e desvalorização do câmbio e mais dezenas delas limitam seus movimentos.
    .
    Quanto a propostas alternativas de democracia direta estas não tem a mínima originalidade e ineditismo, no início da revolução russa, a consigna era TODO PODER AOS SOVIETES, ou seja, a eliminação do poder dos partidos porque a vontade do povo seria respondida pelas organizações locais de operários, camponeses, profissionais, artistas e outros.
    .
    Só para relembrar os sovietes eram Sovietes órgãos são colegiados, ou corpos deliberativos, constituídos de operários ou membros da classe trabalhadora que regulariam e organizariam a produção material de um determinado território, ou mesmo indústria, ou seja a um regime de autogestão. Não haveria partidos, pois se todos governassem, não haveria partes. Os anarquistas lideravam em muitos sovietes, e estes a medida que o regime se consolidou foram os primeiros a serem expurgados.
    .
    Esta primeira parte da revolução Russa foi extremamente bonita, romântica e desastrosa. levando a desorganização total da produção, fome, miséria e desilusão. No ventre desta o partido que não deveria existir, criou a sua burocracia que a cada ano desvirtuava mais o espírito revolucionário, criando um Estado burocrático.
    .
    Veja estou traçando um paralelo entre um sonho e uma realidade do passado, não vejo nenhuma solução que não prescinda de partidos, pois na sucessão do poder é que se pode corrigir algo.
    .
    Hoje em dia vivemos um sonho anárquico-internético em que parece que uma ferramenta tecnológica pode corrigir o homem. A existência de um sistema de informação em rede já é viciado desde o início, pois como todos sabemos ele é administrado e vigiado por um grande país que pode interromper, filtrar e falsear toda a informação quando quiser.
    .
    Talvez o sonho dos dias de hoje seja o maior pesadelo da humanidade nos dias futuros, pois sendo a internet o meio de informação único, como tende a vir a ser, ele é o sistema mais passível de manipulação do que a manipulação tosca e primitiva que nossos partidos pretendem fazer.
    .
    Confio mais em deixar o meu futuro nas mãos de velhacos conhecidos, do que dar um salto de olhos fechados em esquemas que já estão teorizados, simulados e prontos para serem utilizados nesta pseudo-democracia do Big Brother. Não o Big Brother do programas de TV, mas o verdadeiro Grande Irmão, que foi descrito por George Orwell, que num relance de genialidade visualizou um mundo cinzento e cruel que na época não era possível mas que cada dia é mais plausível.
    .
    Me desculpe senhores, mas fico preocupado pois este caminho não terá volta

    Curtir

  3. Ao rogeriomaestri.

    Lhe agradeço por trazer a esse blog fatos ocorridos no passado da política brasileira na qual o senhor vivenciou enriquecendo as ideias dos jovens que aqui comentam e opinam fazendo uma ligação entre o passado e o presente.
    Porém senhor Rogério, o futuro esta sendo escrito agora pelos manifestantes nas ruas de todo país, e estamos fartos de viver num país democrata, onde o voto é obrigatório, onde deputados aumentam seus próprios salários e criam novos benefícios para si, onde obras são superfaturadas e não há punição, pois bem estamos cansados dessa enxurrada de partidos políticos e queremos a REFORMA POLÍTICA.

    Quero ser um revolucionário e daqui uns 20 anos quero olhar para traz e ver que minhas ideias junto a de outras pessoas surtiram efeito e toda essa maracutaia tenha acabado.

    Digo também que não existe da constituição brasileira uma maneira de mudar as leis por meio de um plebiscito por meio das opiniões da população, mas temos esperança que ir de encontro ao governo, mostrando nas urnas um descontentamento anulando o voto fazendo com que sejamos houvidos, porque o que alimenta os partidos são os votos em eleições.

    Não caio mais nessa conversinha mole de exercer minha cidadania votando, queremos respeito, queremos menos legenda de partidos, queremos que todos os partidos percam esses privilégios milionários que é pago pelo povo.

    Curtir

  4. Dica de blogs pro pessoal aqui ler e ver como as coisas funcionam:

    – coletivo marxista (http://coletivomarxista.blogspot.com.br/2010/04/as-chuvas-o-proletariado-e.html)
    – cao uivador (http://caouivador.sul21.com.br/2013/03/17/a-suposta-turma-socialista/)

    Curtir

    • Adriano.
      .
      Tu viste quem estava lá criticando os artigos dos mesmos. Em 13 de janeiro de 2011 e 4 de abril de 2013, critico tanto a esquerda, como a direita.
      .
      Demonstrasse a minha imparcialidade.

      Curtir

    • O Adriano leu rapidinho o meu comentário sobre o artigo no http://coletivomarxista.blogspot.com.br/2010/04/as-chuvas-o-proletariado-e.html e não notou que era uma crítica ao artigo que tentava criminalizar os governantes por efeitos naturais do clima.
      .
      Adrianinho, leia direito, com cuidado. Se quiseres faço até um resuminho para ti!
      .
      O tiro saiu pela culatra, né. Fostes por toda a rede procurando o que escrevi, para demonstrar que eu era um radical de extrema esquerda, leu atravessado, não entendeu o que tinha escrito e colocou os links aqui no blog, patetinha, querias me esculachar e me elogiou.

      Curtir

      • Não acho que tu é um radical de extrema esquerda, senão tu defenderia o Tarso. Pelos teus comentários desde sempre e pela defesa da Dilma no pronunciamentos de sexta, vejo que tua posição é da esquerda menos radical, como a do Jairo Jorge. Deixou escapar no inicio uma raivinha contra o PSDB, mas ainda assim não chega a radicalismo, como alguns outros que tem por aqui.

        Só quero dar o devido contexto às pessoas que lêem os comentários, pois teu poder de persuasão é superior ao resto.

        Inclusive, eu gostaria que o blog tivesse um perfil de cada comentarista, onde a pessoa se declararia politicamente: extrema esquerda, esquerda, centro, direita, etc…, além de outras dimensões políticas e talvez além da política. Assim a conversa poderia ser às claras. Isso é bem mais importante do que cada um dar seu nome real.

        Curtir

        • Adriano.
          .
          Não escondo o meu modo de pensar assim como não escondo o meu nome. Acho que o livre pensar, algo que em situações democráticas, é algo salutar. Nunca me prendi a esquemas pré-prontos, ou Marxistas-Lenistas ou muito menos Liberais.
          .
          Não acho o homem em geral pronto para nada, deveríamos ter antes de tudo caráter, e se tivéssemos caráter qualquer ideologia tenderia para o mesmo ponto. O Comunista com caráter não deixaria a sociedade cair na burocracia partidária, o Liberal com caráter procuraria fazer com que todos tivessem a mesma chance para que a sociedade convergisse para o bem comum, porém isto falta em todos.
          .
          Talvez o homem seja o pior das ideologias.

          Curtir

        • Adriano.
          .
          Quanto ao nome, não acho necessário, pois este não escolhemos, somos um indivíduo que se utilizarmos sempre a mesma denominação seremos reconhecido pela tal. Eu deixo público aqui porque coloco sempre o meu nome em toda e qualquer intervenção na rede, simplesmente como um autopoliciamento! Colocando o nome, tenho uma responsabilidade maior pelo que escrevo, e assim não me dou o direito de escrever qualquer coisa.

          Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: