Curto-circuito na loja 46 deu início a incêndio no Mercado Público

Polícia conclui perícia no Mercado Público

Avaliação inicia aponta que o incêndio foi originado por curto-circuito na banca 46  Foto: Cristine Rochol/PMPA

Avaliação inicia aponta que o incêndio foi originado por curto-circuito na banca 46 Foto: Cristine Rochol/PMPA

As equipes do Instituto Geral de Perícias (IGP) e da 17ª Delegacia de Polícia da Capital concluíram na tarde desta segunda-feira, 8, o levantamento de dados no Mercado Público para análise das causas do incêndio ocorrido no sábado, 6. A avaliação inicial feita a partir do material coletado no local e de depoimentos aponta que o incêndio foi originado por curto-circuito na banca 46, no andar superior, e que os equipamentos de combate a incêndio do Mercado estavam em plenas condições.

Conforme informou o perito criminal Rodrigo Ebert, o incêndio começou nas instalações da banca 46, propagando-se para o restante do espaço pela rede elétrica. Após concluir a avaliação no Mercado, o material continuará a ser avaliado nos laboratórios do IGP. O delegado responsável pelo caso, Hilton Muller, afirmou que o levantamento apontou que equipamentos de combate a incêndio estavam novos e em plenas condições de uso.

“Não estava faltando água no dia do incêndio. Verificamos com peritos que os hidrantes estavam funcionando, que as mangueiras e os extintores eram novos e estavam em condições. No que se refere a esses elementos não tem nada de reparo”, disse o titular da 17ª Delegacia de Polícia. De acordo com o coordenador do Mercado Público, Ivair Maynart, que acompanhou a coletiva em que os dados foram divulgados,há cerca de 15 dias foram revisados os 57 extintores e adquiridas novas mangueiras.

Sobre a reabertura do Mercado Público, Maynart afirma que a liberação do térreo poderá ocorrer assim que for restalebecida a energia elétrica. “Estamos trabalhando de forma intensa junto com a CEEE para restabelecer o abastecimento de energia elétrica o mais rápido possível. A subestação receberá um telhado provisório e a rede de alta tensão será substituída, pois foi danificada”, explicou.

Ao tomar conhecimento da conclusão da perícia, o secretário da Produção, Indústria e Comércio, Humberto Goulart, informou que o projeto básico para elaboração do laudo e do Plano de Proteção Contra Incêndios (PPCI) está em andamento desde o dia 16 de fevereiro deste ano. “O Mercado era considerado seguro pelos bombeiros, mas como é um local com grande trânsito de pessoas achei importante fazer o PPCI e ter o Alvará do Corpo de Bombeiros.” O Laudo de Proteção contra Incêndio do Mercado Público, necessário para posterior encaminhamento do Plano de Proteção Contra Incêndio (PPCI), tramita na Secretaria Municipal de Urbanismo (Smurb) desde o último dia 3 de julho.

Leia mais:  Definidas ações para reabrir e recuperar o Mercado

Prefeitura de Porto Alegre

_____________________

Nota do Blog: Os estabelecimentos do piso superior do Mercado não são chamados de “bancas” e sim de “lojas”.  Portanto o incêndio iniciou na LOJA 46.

Localização da Loja 46, em foto minha:

loja46-mercado



Categorias:Incêndios e PPCI

Tags:

5 respostas

  1. Acho que todo mercado publico ja pegou fogo, é incrivel.
    Não faz muito tempo que o de Floripa pegou fogo tambem….

    Curtir

  2. O legal é que tem uma caixa de força em cima da porta

    Curtir

  3. Que loja é essa?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: