Pedida reintegração de posse da Câmara de Porto Alegre

Manifestantes e vereadores não chegaram a acordo sobre a desocupação do local

Reunião terminou sem acordo na Câmara de Vereadores  Crédito: Ederson Nunes / Câmara Municipal de Porto Alegre / CP

Reunião terminou sem acordo na Câmara de Vereadores Crédito: Ederson Nunes / Câmara Municipal de Porto Alegre / CP

O presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereador Dr. Tiago Duarte (PDT), protocolou no Fórum da Capital o pedido de reintegração de posse do local, ocupado desde a última quarta pelo Bloco de Luta pelo Transporte Público. “Esgotamos todas as tentativas de negociações, agora vamos tomar as medidas judiciais cabíveis”, disse Duarte. O vice-presidente da Casa, Bernardino Vendruscolo (PMDB), e Cláudio Janta (PDT) acompanharam a ida à Justiça. Duarte garante, ainda, ter o apoio de 25 dos 36 parlamentares.

Uma reunião na tarde desse sábado terminou sem acordo. O pedido da presidência era para que os manifestantes desocupassem neste sábado as dependências do parlamento. No entanto, os manifestantes decidiram em assembleia realizada pela manhã que só sairiam do plenário Otávio Rocha na segunda-feira.

Os vereadores de Porto Alegre ainda divergiam sobre pedir a reintegração de posse da Casa no começo da tarde. Sofia Cavedon (PT), Fernanda Melchiona (PSol) e Delegado Cleiton (PDT) queriam seguir em negociação sobre a data de saída para evitar uma possível intervenção da Brigada Militar (BM).

Em postagem nas redes sociais, Bloco de Luta pelo Transporte Público chamou a medida de repressora. “Enquanto fazemos aulas públicas, debates, assembleias populares e atividades político-culturais, eles trabalham para reprimir o povo e proteger os interesses dos empresários”.

Com informações de Luciano Nagel.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:

2 respostas

  1. O polvo…

    Curtir

  2. Já que a desocupação só poderá ser em dia útil… parabéns pela agenda de atividades!!!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: