Obras no Salgado Filho (ILS – II) devem ser concluídas em setembro

Aeroporto de Porto Alegre terá instrumento para operar em dias de nevoeiro

Aeroporto terá instrumento para operar em dias de nevoeiro Fotos: Fabiano do Amaral

Aeroporto terá instrumento para operar em dias de nevoeiro Fotos: Fabiano do Amaral

Para ampliar a capacidade operacional em dias de nevoeiro, o Aeroporto Internacional Salgado Filho de Porto Alegre pretende concluir no mês de setembro as obras de instalação do sistema ILS (Instrument Landing System) categoria II. O anúncio foi feito nesta terça-feira pelo superintendente da Regional Sul da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Carlos Alberto da Silva Souza, durante visita às obras de instalação do sistema na pista do terminal.

Somente quatro aeroportos no Brasil possuem o ILS II: Brasília, Curitiba, Guarulhos e Rio de Janeiro. Para não interferir na rotina dos voos, as obras no Salgado Filho são realizadas à noite por 200 trabalhadores, no horário da 1h às 6h.

Segundo Souza, o projeto de execução da obra no aeroporto ocorre em três etapas: instalação do sistema de luzes de aproximação e construção de uma subestação; instalação de luminárias nos eixos da pista de pouso e decolagem e nas pistas de táxi aéreo; e o alargamento dos acostamentos pavimentados da pista de pouso e decolagem e das pistas de táxi. “O investimento nas obras, previstas para estarem concluídas em setembro, é de mais de R$ 40 milhões”, destacou.

O gerente regional de Navegação Aérea da Infraero, Jefferson Luís Ferreira Martins, afirmou que o ILS II é um sistema de aproximação por instrumentos que permite a redução dos mínimos operacionais de teto e visibilidade horizontal para pouso de aeronaves. “Com o ILS CAT I que hoje é utilizado no Salgado Filho é possível operar com visibilidade de 550 metros na horizontal e 60 metros na vertical. Com a instalação do ILS CAT II a partir de setembro, as aeronaves poderão pousar e decolar com visibilidade horizontal de 350 metros e vertical de 30 metros”, explicou.

Existem outros requisitos necessários à operação do ILS, como é o caso do equipamento ALS (Sistema de Luzes de Aproximação). O ALS consiste de um número de barras iluminadas instaladas ao longo da linha central da pista, que inicia na cabeceira e estende-se a uma distância de cerca de mil metros no setor de aproximação.

Conforme Martins, a entrada em operação do ILS II no aeroporto depende ainda da homologação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), o que deverá ocorrer em dois meses. “A expectativa é de que o sistema esteja homologado e pronto para operar no final deste ano”, comentou.

Com relação a ampliação da pista de 2,28 mil metros para 3,2 mil metros, o superintendente da Regional Sul da Infraero informou que o projeto básico da obra deverá estar concluído até o final deste ano. “A previsão é de que as obras de ampliação da pista comecem em janeiro de 2014 e serão necessários 18 meses para conclusão dos trabalhos” explicou Souza. A previsão da Infraero é de que serão investidos cerca de R$ 230 milhões na ampliação da pista.

Correio do Povo

________________________

Do Diário de Canoas:

Salgado Filho será o quinto do Brasil com o sistema ILS II

Novidade deve diminuir número de horas de aeroporto fechado por causa de neblina

Porto Alegre – Durante as madrugadas frias de Porto Alegre, uma equipe de cerca de 200 homens trabalha para que o sistema antineblina do Aeroporto Salgado Filho fique pronto até setembro, data prevista pela Infraero para a finalização desse processo. No total são quatro obras que são desenvolvidas simultaneamente, e que farão do aeroporto gaúcho o quinto no Brasil a ter o chamado ILS II (Instrument Landing System). Para isso as empresas aéreas e as tripulações precisarão se adaptar também ao sistema.

Na madrugada de hoje (16), a Infraero convocou a imprensa para uma coletiva no Aeroporto da Capital, onde foi possível conferir de perto o andamento de cada uma das fases que compõe o projeto. Com o ILS II em atividade, a expectativa é de uma melhora de 40% da operacionalidade dos voos.

A função do novo sistema será auxiliar o piloto a fazer a chamada “operação por instrumentos” e possibilitar também que mesmo com uma visibilidade prejudicada ele consiga se guiar na pista. Após a entrega das obras, ainda é necessária a homologação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para que o sistema comece a funcionar de fato. A expectativa da Infraero é que isso aconteça até o final do ano. A obra está orçada em mais de 40 milhões de reais.



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho, Aviação

Tags:, ,

9 respostas

  1. Agora estão dizendo que as obras de ampliação da pista vão começar em janeiro de 2014 e 18 meses para concluir os trabalhos. São pouco mais de 900 metros de pista e levarão quase 2 anos para concluir uma obra tão importante para a Capital e todo o estado RS. Quanta demagogia, falta de preparo e representação do estado na esfera federal. O Estado em verdadeiro berço de anestesia geral. Senhores representantes POLÍTICOS, acordem. Todos adoram um microfone e palestras e reuniões, eta Brasil. Até Quando?

    Curtir

  2. ““A previsão é de que as obras de ampliação da pista comecem em janeiro de 2014 e serão necessários 18 meses para conclusão dos trabalhos” explicou Souza”

    Eu sabia que estávamos nos preparando para tomar a Olimpíada do Rio, em 2016. Vai no Beira-rio ou na Arena?

    Curtir

    • Putz, a Arena não tem espaço para pista olímpica, então teremos de tombar o Olímpico mesmo.

      Curtir

  3. Finalmente!
    Mas 18 meses para aumentar alguns metros de pista é muito tempo, por favor….

    Curtir

  4. hahahaha…

    Nunca vi algo tão demorado…. é um absurdo a enrolaçào para instalar essa bagaça…. falta de vergonha na cara….

    Curtir

  5. Com toda essa demora ja era para estarem instalando o ILS III.

    Curtir

    • Não adianta instalar ILS III. As empresas que operam no Brasil não têm tripulação preparada para operar nessa condição. Guarulhos tem e quando está em operação, só as empresas estrangeiras operam. Aqui serviria para nada, visto que nos horários que a Copa e a TAP operam, não há neblina/nevoeiro/névoa…

      Curtir

  6. Parece parto de mula, que nunca acontece. Faz anos que anunciam e sempre fica para o próximo ano. Torçamos para que agora saia, mas duvido que em 2013.

    Curtir

  7. Essa é ma ótima notícia! Sabe como é.. não dá para comemorar ainda, mas as expectativas são grandes, principalmente depois que aquele advogado perdeu a seção do “o choro é livre” lá em Brasília.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: