Prefeitura intensifica diálogo com vizinhos para implosão do Olímpico

Cerca de 10% dos moradores ainda são contra a demolição da antiga casa do Grêmio

Cerca de 10% dos moradores ainda são contra a demolição da antiga casa do Grêmio   Crédito: Mauro Schaefer/CP Memória

Cerca de 10% dos moradores ainda são contra a demolição da antiga casa do Grêmio Crédito: Mauro Schaefer/CP Memória

A Prefeitura de Porto Alegre intensificou o diálogo com os moradores do bairro Medianeira sobre a implosão do estádio Olímpico, já a ideia ainda não é unanimidade entre os moradores da região. Cerca de 10% da vizinhança é contrária à demolição da antiga casa do Grêmio, cedida à OAS no contrato da Arena. Segundo o secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Urbanismo (Smurb), Ricardo Gothe, medidas judiciais poderão ser tomadas para solucionar o entrave.

A implosão é prevista para outubro e vai afetar diretamente 800 imóveis situados no entorno. Durante a detonação, os moradores serão deslocados para uma área próxima. “Evidentemente sempre há uma ou outra pessoa que, por interesses diversos, pode se negar a sair do local e daí se dialoga com a pessoa até o final. Em último caso, uma medida judicial resolve a questão. O interesse maior é a segurança das pessoas”, ressaltou Gothe.

Com a licença para demolição em mãos, somada à demarcação do perímetro de exclusão para os habitantes das cercanias do estádio, o Grêmio e as empresas responsáveis pela ação permanecem estreitando as relações para definir data de demolição do complexo. Ao todo, 172 documentos entre licenças e laudos técnicos devem ser emitidos para assegurar a implosão.

O raio de segurança definido ficou entre 150 e 200 metros de distância do local da detonação, que deve durar apenas 17 segundos. Serão utilizados mais de 250 quilos de explosivos no trabalho. Já a nuvem de poeira deve ser dissipada somente após 30 minutos, dependendo das condições do tempo.

olimpico2

Correio do Povo

____________________

Incrível que as pessoas ainda discutem se querem ou não um fato já consumado, a implosão do Estádio. Não vem mais ao caso a opinião dos moradores, já que ele é um imóvel privado, e foi acordado entre o ex-proprietário (Grêmio) e o atual proprietário (OAS) que acontecerá a sua demolição. Será que a Sofia Cavedon ou a Fernanda Melchionna ou o Pedro Ruas moram na área ????



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

15 respostas

  1. E daí que são contra? Isso nem devia ser notícia. Quanta tolice…

    Curtir

  2. 10% da população não sabe o que é propriedade privada!

    Curtir

    • É mais ou menos como acontece quando o pessoal aqui do site reclama que os empreendimentos construídos em Porto Alegre são pouco atrativos arquitetonicamente: é muito fácil opinar quando o dinheiro não sai do nosso bolso!

      Curtir

  3. Pra que ouvir? Avisa que devem sair de casa e implode.
    Se quiserem ficar lá, que fiquem.

    Por isso não se vai a frente, ficam dando bola pra coisas assim.

    Curtir

  4. Eu defendia a idéia de preservarem uma “fatia” do Olímpico, junto com os arcos. (Como se o estadio fosse uma pizza: falo apenas de uma fatia.) Que as arquibancadas e a cobertura daquela parte fossem preservadas, e o interior tivesse algum tipo de memorial, cafeteira, as laterais envidraçadas. Algo caprichado, tipo aquelas coisas antigo-modernas que tem aos montes na Europa. Com iluminação cênica e um planejamento paisagístico bacana, turístico… Nada que impedisse a construção das torres de apartamentos e escritórios previstas pela OAS. (Claro, ia dar um pouco mais de trabalho, pois não seria tão fácil fazer aquele “control-c / control-v” de projetos imobiliários MacDonaldizados que tanto vemos hoje Brasil afora pelas grandes construtoras.)

    Mas enfim…

    Curtir

  5. 10% são contras, repito, 10%! Estão perdendo tempo, gastando dinheiro público pra que??? Falo isso sem levar em conta o que já foi citado pelo outros post, isto é, trata-se de imóvel particular, não é tombado, logo, não precisa dar satisfação pra ninguém. Ademais, se quissessem reclamar, que tivessem conversado com os torcedores do grêmio (caso fossem contrários a nova arena e a implosão) e se juntado num protesto. É inacreditável isso! Por essas que Porto Alegre esta parada no tempo e sem perspectiva nenhuma de melhoras! Só espero que não acionem a Fepam, vá que encontrem uma espécie rara de formiga….

    Curtir

  6. Vão querer preservar pra que? Mais um elefante branco na cidade.

    A prefeitura mal dá conta de cuidar do Parque Ramiro Souto (Redenção), do SETE (Menino Deus), fora os outros com as canchas e quadras atiradas.

    Curtir

  7. Interessante ter um volume de vizinhos contrários. Por que será? Acho que só vai valorizar o bairro..

    Lembro que não comprei um apartamento muito legal ali perto por causa do estádio. Se tivesse comprado teria ganho uma grana 😛

    Curtir

  8. hahaha

    Tchê, o Olimpico é do Grêmio, o time fez um negocio e deu, não é um estadio tombado nem nada, no maximo, a torcida para contrariar, mas ainda assim, grande parte da torcida sabe que isso é o melhor para o clube.

    Ponto.

    O que podem criticar, é o que vem depois da implosão, antes disso, no maximo lamentar.

    Curtir

  9. Pedro Ruas não pois ele mora na Marques do Pombal…

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: