Começam bloqueios em obra na avenida Cristovão Colombo

Primeiras semanas serão de adaptação e não estão descartadas mudanças

EPTC sinalizou mudanças no trecho na manhã deste sábado  Crédito: Vinicius Roratto

EPTC sinalizou mudanças no trecho na manhã deste sábado Fotos: Vinicius Roratto

A sinalização dos desvios para o início de obra na avenida Cristovão Colombo, em Porto Alegre, começou na manhã deste sábado. Apesar das alterações, não houve problema no trânsito da região, mas a previsão é de que agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) permaneçam no local para orientar os motoristas, já que mais de 82 mil veículos circulam pela área diariamente e nesta segunda-feira o fluxo pode ficar compliado. As primeiras semanas serão de adaptação e não estão descartadas mudanças nos bloqueios e nos desvios para garantir a trafegabilidade.

A interrupção ocorre para viabilizar a construção de passagem de nível na Cristovão Colombo sob a rua Dom Pedro II (Terceira Perimetral). O bloqueio na avenida começa na rua Felicíssimo de Azevedo e vai até a Luzitana. O fluxo na Dom Pedro II (Terceira Perimetral) segue normal.

A partir de agora quem se deslocar no sentido Centro-bairro, a orientação é seguir pela Cristovão Colombo, Felicíssimo de Azevedo, Marquês do Pombal, Luzitana e depois retornar para a Cristovão Colombo. Na direção oposta, o motorista deve ir pela Cristovão Colombo, Portugal, Couto de Magalhães, Felicíssimo de Azevedo, voltando a Cristovão Colombo.

cristovao-bloqueio-02

As linhas T2A, sentido Sul-Norte; 617 – Iguatemi; 520.1 – Triângulo/24 de Outubro/PUC; e C4 – Balada Segura tiveram seus itinerários modificados. Informações sobre o trajeto podem ser obtidas pelo telefone 156 da prefeitura.

Segundo a EPTC, a intervenção já estava prevista no projeto da Terceira Perimetral e deve melhorar a mobilidade na região. A trincheira terá dois sentidos de tráfego e largura total de 14,80 metros. Cada pista contará com duas faixas de trânsito. O fluxo da Cristóvão Colombo passará por baixo da rua Dom Pedro II. A obra levará um ano para ser concluída e o custo é de R$ 12,5 milhões.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:

%d blogueiros gostam disto: