Catamarã aguarda liberações para começar a operar

Prevista para iniciar em abril, linha deve funcionar ainda este ano em Porto Alegre

Construção do píer de 30 metros de extensão está pronta Crédito: André Ávila

Construção do píer de 30 metros de extensão está pronta
Crédito: André Ávila

Com a construção do píer de 30 metros de extensão próximo ao BarraShoppingSul concluída, a empresa CatSul aguarda a liberação de diversos órgãos das três esferas de poder (Marinha, governo do Estado e prefeitura) para poder operar a linha do catamarã na zona Sul de Porto Alegre e à cidade de Guaíba, na região Metropolitana de Porto Alegre. A previsão inicial era de que a operação na zona Sul da cidade começasse no mês de abril. O diretor de Operações da CatSul, Carlos Bernaud, acredita que o novo trecho deverá entrar em operação ainda este ano. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) informou que foram investidos cerca de R$ 5 mil na construção do píer e da parada na zona Sul da Capital.

Segundo a EPTC, a tarifa do catamarã do BarraShoppingSul até o Centro de Porto Alegre deverá custar R$ 5,00 e R$ 3,00 até as duas paradas que vão funcionar na Ilha da Pintada – uma no terminal na Colônia dos Pescadores e outra no Estaleiro Mabilde. A obra do terminal da zona Sul da cidade foi custeada pela Multiplan, administradora do shopping, e pela CatSul, que opera o serviço do catamarã. A previsão de deslocamento do Catamarã do terminal da zona Sul da Capital até a área central será de aproximadamente 10 minutos pelas águas do Guaíba.

A embarcação que fará o trajeto da zona Sul até o Centro da cidade terá capacidade para 120 lugares semelhante as embarcações que estão em operação na linha Porto Alegre/Guaíba. A travessia do catamarã dura em média 20 minutos. A circulação da embarcação pelo Guaíba começou em outubro de 2011. Em março deste ano, a CatSul o passageiro de um milhão realizou a travessia Porto Alegre/Guaíba.

Correio do Povo

 

Da Zero Hora:

Sem catamarã, píer já sofre vandalismo

Estrutura já foi alvo de pichações e furtos, e a ampliação da hidrovia ainda depende da finalização do projeto

Inutilizada há cinco meses, a estrutura já sofreu danos: teve lâmpadas furtadas, foi alvo de pichações e serve como ponto de consumo de drogas.

A Catsul, empresa responsável pelo serviço, afirma estar pronta para começar a operação, mas entraves no projeto exigido para o transporte hidroviário emperram a inauguração da nova rota.



Categorias:Catamarã, ORLA, Pier do Barra

Tags:, , , ,

16 respostas

  1. Esperamos que não se torne um ponto de assaltos constante quando começar a funcionar. Se bem que eu acho que é isso mesmo que será. Triste essa cidade decadente.

    Curtir

  2. Acho que no Brasil, para as coisas começarem a andar, terão de estabelecer PRAZOS para os órgão burocráticos, a partir do qual uma empresa, uma obra, um projeto ou serviço poderão funcionar independente das autorizações e licenças necessárias.

    Curtir

    • Uma atitude ousada, mas que na atual de ausência de ética dos políticos serviria de remédio amargo. Eu apóio. O problema é que neste caso os papéis se inverteriam. Já imagino os corruptos advogando os riscos e ilegalidade dessa prática de atropelamento de protocolo para autorização de licenças em detrimento do “bem estar do povo” pelo qual eles “tanto lutam”. Nós precisamos de um golpe geral de Estado pra botar o país de pernas pro ar e acabar com as máfias.

      Curtir

    • Se um dos fundamentos da República Federativa do Brasil é a livre iniciativa (inciso IV do art. 1° da CF/88), qualquer restrição a atividades particulares, inclusive empresariais, deveriam ser por prazos e requisitos objetivos. E a não emissão (ou demora) de uma licença nada mais é do que uma restrição desse princípio constitucional.

      Curtir

    • O problema não é apenas de entraves. Isso é um problema, mas a total ausência de projetos também, vide a pedra da Anita.

      Curtir

      • Exatamente! Lembrando que cronogramas, lista de atividades, tabela de procedências e prioridades, testes de funcionamento… Fazem parte do projeto e de sua gestão, já que gostam tanto da palavra, que aplique-se a gestão de projetos para que não ocorra “imprvistos “.

        Curtir

      • Você está dizendo que o catamarã e as paradas não possuem projetos aprovados nos “diversos órgãos das três esferas de poder (Marinha, governo do Estado e prefeitura)” ? Mas a Catsul “…afirma estar pronta para começar a operação, mas entraves no projeto exigido para o transporte hidroviário emperram a inauguração da nova rota.” Não é muito órgão “entravando” o processo? Não seria o caso da imprensa, sempre tão atenta e precisa nas informações, ouvir objetivamente as partes envolvidas e fornecer as informações para que todos possam compreender as expectativas e responsabilidades dos envolvidos?

        Curtir

        • Tens razão… É aquela história, vai inchando a máquina, criando secretarias e sub-secretarias, colocando gente, mas uma hora vai ter que justificar a existência de toda essa gente. Geralmente justifica-se pela burocracia, ou seja “cuidamos da análise/liberação/controle/cadastro… disso ou daquilo”.

          Curtir

  3. Sugestão de postagem para o Blog:
    “Voos de Porto Alegre e Curitiba a Miami começam no dia 21 de novembro”

    http://www.melhoresdestinos.com.br/voos-porto-alegre-curitiba-miami.html

    Curtir

  4. 5 mil no pier e outras estruturas?

    Até 50 mil eu acharia barato…. tem certeza?
    assahhushauashuasuasas

    Lamentavel a nota da zero hora no final…. fazer o que né? Deve ser coisa da melhor cidade do mundo com o mais belo por do sol do mundo… roubar e destruir as coisas…

    E ja ia esquecendo, tapa na cara de quem disse que não iria dar certo.
    haha

    Curtir

  5. Offtopic: aqui no blog reconhecemos a tentativa de alguns em transformar tudo em grenal político, mas foi aqui a primeira vez que vi alguém denunciar a prática.
    http://www.boainformacao.com.br/2013/08/renato-andrade-diversionismo/

    Curtir

  6. Não podem fumar maconha sem pichar? Pela madrugada..

    Curtir

  7. O próprio Correio do Povo, em 11/03/2013, trazia esta notícia:

    “O início das operações do catamarã na zona Sul de Porto Alegre deve acontecer na primeira quinzena de abril. Segundo o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, as obras da estação estão concluídas e a embarcação já foi liberada. “A demora agora se dá devido à necessidade de reforçar a sinalização fluvial, com finalização prevista para os primeiros dias de abril”, afirmou nesta segunda-feira.”

    A sinalização fluvial foi reforçada no prazo? Quais liberações de diversos órgãos das três esferas de poder (Marinha, governo do Estado e prefeitura) estão pendentes para poder operar?

    Curtir

  8. A burocracia nesse fim de mundo nao muda….. Enquanto a populacao aguarda(ate sei la quando) o comeco das operacoes do catamara, o pier e parte das instalacoes ja foi depredado(segundo materia da ZH).
    Vergonha!

    Curtir

  9. O catamarã esta se expandindo! Muito bom! E veja como é barato mantê-lo. Não precisa recapar pistas ou construir corredores exclusivos. Além disso não sofre com engarrafamentos.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: