Empresas de ônibus calculam prejuízo de R$ 27,8 milhões

ATP prevê sucateamento da frota caso tarifa siga em R$ 2,80

ATP prevê sucateamento da frota Crédito: Vinícius Roratto

ATP prevê sucateamento da frota
Crédito: Vinícius Roratto

Conforme levantamento realizado pela Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), as empresas de ônibus de Porto Alegre estão operando com prejuízo de R$ 27,8 milhões. Deste total, R$ 6,1 milhões atingem a Carris. O estudo, realizado entre 23 de março e 31 de julho, foi divulgado nesta segunda-feira.

O gerente executivo da ATP, Luiz Mário Magalhães Sá, ressaltou que, caso seja mantido o valor da passagem em R$ 2,80, não haverá condições de renovação da frota de ônibus em 2013. “A cada ano, são colocados em média 170 novos coletivos em operação na Capital. Com o valor da tarifa reduzido não teremos condições de realizar essa mudança,” argumentou.

Conforme Sá, as recentes desonerações foram aplicadas a partir de um valor já defasado e que não seguia os critérios de cálculo assegurados por lei. “Não temos como sustentar o prejuízo por muito tempo. As empresas vinculas aos consórcios Sistema Transportador Sul (STS), União da Bacia Urbana Sudeste Leste (Unibus) e Consórcio Operacional Zona Norte (Conorte), e a Carris estão com dificuldades financeiras”, destacou.

Em julho, o Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa) ingressou com uma ação na Vara da Fazenda Pública da Justiça Estadual, que pede a intervenção do Judiciário para o cumprimento do decreto 14.459, de 2004, que regula o cálculo da tarifa de ônibus da Capital.

Segundo Sá, na versão da área jurídica do Seopa, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) cometeu uma irregularidade e descumpriu a legislação ao acatar, em março, a recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RS) de não considerar toda a frota de 1.701 veículos para o cálculo da passagem (foram retirados 161 ônibus do cálculo). Ele frisou que o valor da passagem de ônibus deveria ser de R$ 3,05 e não o valor de R$ 2,80, cobrado hoje.

Tanto a ATP quanto o Seopa têm a convicção de que a própria EPTC considera necessária a existência de toda a frota para o cálculo da tarifa, pois não autorizou o pedido das empresas de ônibus que desejavam se desfazer de veículos retirados do cálculo. Sá observou que laudos técnicos de especialistas em transporte foram anexados ao processo para sustentar a argumentação.

Além disso, a entidade questiona a legitimidade do TCE/RS em interferir no cálculo tarifário, considerando que existe uma lei própria para isso. A frota de Porto Alegre é composta por 1.701 ônibus que transportam uma média diária de 890.895 passageiros, incluindo os isentos. Desse universo, 604.475 passageiros pagam a tarifa.

Correio do Povo

__________________________

Tadinhos ….



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito, onibus

Tags:, , ,

24 respostas

  1. Saiam da barca e vão prestar concurso para virar motorista ou cobrador. Que tal? Afinal, parece tão ruim ser empresário!

    Curtir

  2. Ninguém continua trabalhando em algo que dá prejuízo.

    Se nao querem, que larguem. Aposto que muitas empresas que nao estao no “esquema” querem (e de forma honesta).

    Curtir

  3. O correio que diz que é do povo..

    Curtir

  4. Porque não param de fornecer o serviço se estão tendo taaanto prejuízo assim? Não tem porque trabalharem e não terem retorno, não entendo porque continuam no ramo. Coitados!

    Curtir

  5. Talvez esteja na hora de alguma instituição recolher assinaturas para pressionar o executivo e o legislativo a realizar uma licitação com regras claras,o resto é fantasia.

    Curtir

  6. Hum… Ta, e a planilha pra comprovar?

    Se tivéssemos um grande prefeito (e não um prefeito grande) ele diria: “Tá ruim? Pega teu chapeuzinho e tchau!”.

    Se não tem licitação, não tem contrato para cumprir.

    Curtir

  7. Nah…nao brinca que isso iria acontecer??? Nem era 100% obvio que isso iria acontecer, que surpresa!!!!

    Curtir

  8. Nos últimos 10 anos, a inflação foi de uns 100% e o valor da passagem triplicou. Eles têm alguma explicação oficial para esse curioso fato?

    Curtir

  9. Que larguem de mão e passem para outra, deixem essas bagaças de onibus para alguem que saiba administrar melhor..

    hahaha

    Curtir

  10. Que dó!!! A questão agora é a seguinte, se por acaso, cogitarem, aumentar a passagem, sabem o que pode ocorrer por aqui né?

    Curtir

  11. Reduzir o salario dos altos escalões da ATP e dos consorcios nem pensar ne????

    Curtir

  12. Eles não querem diminuir nem um centavo a margem de lucro deles…

    Curtir

  13. Mais sucateada que já é atualmente?

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: