Incrível: Montadora chinesa volta atrás e investirá R$ 250 milhões em Guaíba!!!

RS terá investimentos de R$ 250 milhões para fábrica de caminhões

Montadora chinesa vai confirmar nesta terça-feira instalação em Guaíba

Crédito: Foton Caminhões/Divulgação CP

Crédito: Foton Caminhões/Divulgação CP

A indústria do Rio Grande do Sul ganhará impulso com a recuperação do projeto para instalar uma nova montadora de caminhões no Estado. A fabricante Foton Motors Group, da China, deverá anunciar a instalação da primeira planta industrial do grupo, com investimento de R$ 250 milhões, às 14h desta terça-feira no Palácio Piratini, com o governador Tarso Genro e dirigentes da montadora.

O complexo deverá ser erguido no município de Guaíba, Região Metropolitana. Tarso chega nesta manhã do Rio de Janeiro, onde no BNDES se reuniu com o presidente da instituição, Luciano Coutinho, para tratar do tema. A Foton pretende inaugurar a planta, sua primeira no país, em 2015. O BNDES deve financiar cerca de 80% do investimento. A capacidade de produção inicial é prevista em até 20 mil unidades/ano. Atualmente, a empresa importa para o Brasil os modelos Aumark 3,50 AK, Aumark 6,50 AK e Aumark 8,50 AK, que deverão ser fabricados na montadora gaúcha. Para 2018, a capacidade deverá ser expandida para 50 mil unidades/ano.

Quando esteve em negociação pela última vez no RS, a Foton planejava instalar a fábrica em uma área de cerca de 1,5 milhão de metros quadrados. Seriam gerados, aproximadamente, 400 empregos diretos. Fundada em 1996, a montadora é a maior fabricante de caminhões da China. Fica sediada em Pequim. A sua produção anual é de 750 mil unidades, exportadas para mais de 90 países. Depois de oito meses de negociações, os executivos da Foton chegaram a comunicar, em maio passado, desistência pelo Rio Grande do Sul e assinatura de contrato com o governo do Rio de Janeiro, mas isso foi revertido.

Ao jornal Correio do Povo, o vice-presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Luiz Carlos Paraguassu, afirmou em julho que a falta de agilidade do Estado em dar continuidade ao projeto era uma dos motivos da retirada da montadora chinesa. O governo do Estado, agora, comemora a confirmação do empreendimento, que era disputado também pelo estado de São Paulo. No Brasil a produção de caminhões apresentou queda de 40% em 2012, mas neste ano está em recuperação.

Correio do Povo

_____________________________

O título original do Correio era: “RS terá investimentos de R$ 250 milhões para fábrica de caminhões”



Categorias:Economia Estadual

Tags:, ,

46 respostas

  1. Chineses voltaram atrás, pára! O que percebo é que o Tarsinho vendo o desastre iminente na forma da incompetência do seu governo estar ficando hiper exposta correu como uma china velha atrás da montadora e por certo ampliou absurdamente os incentivos fazendo assim os china voltassem atrás, porque realmente vão receber mais do que em qualquer outro lugar. Chineses são expertos, sortudos e estão dominando mesmo, ó pá!

    Curtir

  2. Caros amigos.
    .
    O que vocês falam me parece ou ingenuidade, ou simplesmente um discurso político partidário, ou simplesmente um total e completo desconhecimento de critérios que levam uma multinacional localizar uma planta em determinado local.
    .
    O que interessa uma empresa como a Ford não é se o Olívio tinha ou não bigodes, o que interessa é quanto vai custar, se colocando a Ford na Bahia eles receberam entre subsídios diretos como isenções de impostos de importação de 3 bilhões de dólares. O Britto havia prometido 1,3 bilhões, ou seja, se tivesse continuado o Britto nem ele teria conseguido segurar a Ford.
    .
    O “Toninho Malvadeza” prometeu inclusive romper com o governo FHC se a Ford não fosse para a Bahia, e para satisfaze-lo FHC prorrogou o regime automotivo especial, na época foi tão vergonhoso que até a Argentina reclamou pelo Mercosul os subsídios que eram dados pelo governo federal brasileiro.
    .
    Em resumo, quem tirou a Ford do RS foi o governo federal por pressão do Antonio Carlos Magalhães.

    Curtir

    • Rogério, te habilita pra um artigo pro Blog com este tema ? Iria ficar muito bom e ter muitos comentários com certeza.

      Curtir

      • Posso até fazer, tem uma época que levantei até as legislações pertinentes com datas e valores aproximados dos incentivos, escrevi parte numa das minhas respostas no blog, se achar o que já fiz posso refazê-lo em forma de artigo.
        .
        O problema é que dá uma trabalheira medonha, pois repetir opiniões sem base-a-las em fatos já estou cansado de ouvir em ambos os lados, mas veremos!

        Curtir

    • “O “Toninho Malvadeza” prometeu inclusive romper com o governo FHC se a Ford não fosse para a Bahia, e para satisfaze-lo FHC prorrogou o regime automotivo especial, na época foi tão vergonhoso que até a Argentina reclamou pelo Mercosul os subsídios que eram dados pelo governo federal brasileiro.”

      Tudo isso é verdado, só que essa decisão (do governo federal, de prorrogar o regime automotivo, e da Ford, de mudar a localização da fábrica) é consequência da eleição de um grupo político no RS que era contrário a liberação de incentivos a fábricas multinacionais de automóveis e que tinha retido uma parcela do empréstimo prometido a uma montadora.

      Curtir

      • Não foi só isto, o governo federal era contra o estadual, mas na época o Antonio Carlos Magalhães era presidente do Senado e dono de um invejável cacique político.
        .
        Por outro lado, a bancada gaúcha agiu de forma partidária, dentro do lema, quanto pior para o governo Olívio melhor para nós, se conseguir vou verificar a votação das medidas provisórias que deram origem a este esbulho.
        .
        O que o PT tem culpa foi não denunciar o fato com veemência na época e ficar com bravatas (alguns de seus membros) como o caso da fábula a Raposa e as Uvas. Perderam a fábrica por manobras das bancadas da Bahia e outros e ficaram dizendo: Bem nós não queríamos mesmo.
        .
        Grande parte da memória que a dirteita usa para dizer que o PT perdeu a Ford, são de bravatas das nossas Raposas Petistas que disseram muitas bobagens depois de perderem o investimento, algo meio infantil, do tipo de criança que pede uma bala para o amigo e ele não dá aí ele diz:
        .
        – Eu não queria mesmo!

        Curtir

    • Ahhh eu me lembro dessa disputa com a Argentina! Realmente… naquela época eu nem prestava muita atenção à essas coisas. Então foi por isso? O Toninho Malvadeza tinha muito poder… Conversando com um baiano, fiquei impressionado com o que ele conseguia fazer.

      Curtir

      • A Bahia era um imenso curral eleitoral do Toninho, nada se mexia sem seu consentimento.
        .
        Agora ele usava este poder para puxar dinheiro para o seu estado, já os gaúchos…..

        Curtir

        • Mais do que isso Rogério, conversando com esse amigo meu, o ACM ia para o meio do povo em pleno carnaval ou no meio da favela e nada acontecia com ele. Não tinha oposição ou marginal que não tratasse ele como rei. Aquele que puxasse o saco dele conseguia tudo e assim ele conseguiu repasses gigantescos de Brasília, mas aquele que não rezasse na cartilha dele ele perseguia até se dobara ou então era mandado para o outro lado! O problema é que o ACM tinha tanto poder e tanta influência que ele não se sujava com nada! Os outros se sujavam para ganhar a confiança dele e daí recebia gordos benefícios, é claro.

          Curtir

        • Pablo, ele tinha um frase conhecidíssima:
          .
          Para os amigos, tudo, para os inimigos, a lei!
          .

          Curtir

        • “Aos amigos, os favores da lei. Aos inimigos, os rigores da lei”

          Curtir

  3. Pronto… foi pelo ralo os argumentos do esquerdistas ideologicos, anti usa, anti ford e pró Cuba!!

    vocês pensam que alguém aqui é burro Rogerio??

    Lembro muito bem da festa que fizeram quando mandaram a Ford embora…A Bahia agradece o olivio até hoje, como sendo o melhor governador da história da Bahia!!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: