Duplicação da Wenceslau Escobar deve começar em 90 dias

Projeto prevê novas infraestrutura e ciclovia, além de alargamento da avenida. Imagem: Google

Projeto prevê novas infraestrutura e ciclovia, além de alargamento da avenida. Imagem: Google

As obras de duplicação da avenida Wenceslau Escobar, na zona Sul da Capital, deverão começar em 90 dias. O projeto que reúne intervenções de infraestrutura, ciclovia e alargamento da via foi pauta de reunião no Paço Municipal na tarde desta quarta-feira, 14, com as presenças do prefeito José Fortunati, de representantes da construtora Goldsztein e secretários municipais. (fotos)

Conforme o prefeito, a obra somará ao conjunto de iniciativas adotadas para qualificar a infraestrutura e os acessos na região, como a duplicação da avenida Edvaldo Pereira Paiva, com ampla obra de macrodrenagem, a instalação de ciclofaixa e o Projeto Integrado Socioambiental. “A região está em expansão e recebe um conjunto de projetos de qualificação para atender a demanda de mobilidade e infraestreutura”, manifestou Fortunati.

O projeto de ampliação da avenida Wenceslau Escobar prevê duplicação de 350 metros no trecho entre a avenida Diário de Notícias e a rua Castro de Menezes. A via terá duas pistas com 9,5 metros para cada sentido, divididas por um canteiro central. O investimento total será de R$ 3,6 milhões. A duplicação será contrapartida da construtora Goldsztein pela construção de edifícios residenciais na avenida Diário de Notícias e está orçada em R$ 2 milhões. De acordo com Sérgio Goldsztein, as providências para a obra permitem começar as intervenções em cerca de 90 dias.

O município aplicará R$ 1,3 milhão na construção de uma adutora e instalação de redes de água e esgoto, realizadas pelo Departamento Municipal de Águas e Esgoto (Dmae). O investimento da prefeitura inclui ainda R$ 350 mil para construção de ciclovia no lado Centro-bairro, que fará continuação da pista para ciclistas na Diário de Notícias, conectando ainda com a ciclofaixa da avenida Icaraí. O secretário de Obras e Viação, Mauro Zacher, informa que o conjunto de obras tem duração prevista de 12 meses.

Prefeitura de Porto Alegre

________________

Mudei a imagem: é neste trecho que ela vai ser duplicada.



Categorias:Duplicação de avenidas

Tags:, ,

34 respostas

  1. Aqui a gente vê por que a Edvaldo é um “big deal” para nossa afortunada prefeitura municipal. Há vários projetos de 3 ou 4 milhões que podem (e alguns realmente devem) ser executados. Agora, no que diz repeito a obras rodoviárias com um custo beirando os 9 dígitos, não tem mais muito o que inventar na cidade — por mera falta de espaço. (E como eu queria metade de meio porcentinho daquela verba…)

    Curtir

  2. Não queremos ciclovia feita de tijolos.Muito obrigado!

    Curtir

    • Ano passado os tecnicos da EPTC de mobilidade, em reunião com a ACPA, juraram que não vão mais usar esses benditos blocos em ciclovia futura.

      Na ciclovia inaugurada neste mes (na zona sul, av 3 Meninas) adivinha que material utilizaram ? Os mesmos blocos, mas desta vez no canteiro central, em declive, para os motoristas atropelarem com mais facilidade nos cruzamento.

      Possivelmente deve continuar a porcaria, pq até hoje a prefeitura não colocou calçada no lado da ciclovia onde passa no terreno dela (DMAE).

      Curtir

    • O trecho que termina ali no início da wenceslau já é de asfalto.

      Curtir

    • Não querem tijolo, nao querem tinta…querem o que mesmo então?

      Curtir

      • Querem que as técnicas utilizadas sejam corretas, e os materiais escolhidos tenham aderência adequada. Não é difícil.

        Curtir

        • Aliás, pelo manual de sinalização horizontal[1] que eu descobri esses tempos, NÃO SE RECOMENDA a pintura de ciclofaixa e ciclovia inteiramente em vermelho como a prefeitura está fazendo. A pintura deve ser limitada às bordas da pista, isto é, na parte que divide a área do ciclista da área dos carros[2]. Esse negócio de pintar de vermelho só é recomendado para os “cruzamentos rodocicloviários”.

          Ou seja, a prefeitura não consegue nem seguir um manual. É só isso que se pede.

          [1] http://www.denatran.gov.br/publicacoes/download/manual_horizontal_resolucao_236.pdf
          [2] pág 36 – uma faixa branca e uma faixa vermelha
          [3] pág 50 – fundo vermelho, borda pontilhada branca

          Curtir

      • Sim, absurdo não quererem tinta escorregadia, que faz cair e se machucar né? Agora um buraco que danifique meu carrinho é i aceitável.

        Curtir

  3. Só até a Castro de Menezes? A duplicação deveria continuar até a rótula da Pereira Passos! Se parar na sinaleira do Nacional, entre a Castro de Menezes e a rótula continuará o garagalo de 3 pistas para 2 pistas, nos dois sentidos, do jeito que é hoje. Ou seja, o problema continuará.

    Curtir

    • Colocar mais 1 pista em 300m não vai adiantar em nada.

      Depois da rotula da Pereira Passos se transforma em 3 faixas, mas como tem estacionamento continua 2 faixas.

      E colocar um corredor de onibus (ou até mesmo uma faixa simples para onibus como SP esta fazendo) ninguem promete. Nem planejam.

      E ainda tem muita gente (politico não conta) que acha que priorizar transporte individual motorizado é a solução.

      Curtir

  4. Gilberto, alguma notícia de duplicação na Otto Niemeyer?

    Curtir

    • A otto nao precisa de duplicação, precisa é de proibição de estacionamento na via.

      No mais, ótima notícia, considerando que nesse pedaço sempre dá uma tranqueira danada. E melhor ainda, como era previsto no plano diretor, a maioria das construções já tem o devido retorno. Agora, podem aguardar que vai vir chiadeira de alguns, principalmente do conjunto de prédios bem onde a via reduz de 3 para 2 pistas….

      Curtir

      • Proibir estacionar na calçada já era um avanço,

        Mas, cara, as a partir das 17h, aquilo fica uma verdadeira zona(Otto com a Cavalhada). Uma duplicação cairia bem. hehe

        Curtir

        • A Otto já é duplicada (2 faixas em cada lado). No cruzamento com a av Cavalhada são 3 faixas.

          O que adianta colocar mais 1 faixa em cada lado se onde afunila (o cruzamento) vai continuar igual ? Somente o pessoal vai chegar mais rapido neste cruzamento.

          Qual solução ? Colocar um viaduto ali ? E o dinheiro vem de onde ? Quem paga o viaduto ? Desde mes passado o pessoal que usa onibus não esta mais pagando o ISS para subsidiar a construção de viadutos em POA.

          Curtir

    • Na Otto não precisaria de duplicação,e sim fazer um binário com a Dr. Barcelos,sendo a Otto sentido único Wenceslau/Cavalhada e a Dr. Barcelos o sentido contrário…assim teria um melhor fluxo na região,eu acho…

      Curtir

      • Não gosto de binários, aumentam muito a velocidade de trafego. A dr barcelos poderia ser duplucada? Não lembro dela.

        Curtir

        • Depende. Um binário geralmente é interessante pois torna as conversões a esquerda mais fáceis. Só que tem que fazer bem feito pra não virar uma pista de corrida – coisa que Porto Alegre não sabe fazer.

          Curtir

  5. Goldsztein?? Nao ia ter 22 edifícios da multiplan ué

    Curtir

  6. A boa notícia é que a ciclovia unidirecional que acabali na no meio da calçada, no início da Wenceslau vai ter continuação. Resta agora a dúvida se vai passar a ser bidirecional e até onde ela irá agora.

    Como sempre, aura de mistério em volta disso.

    Curtir

  7. Até onde sei a duplicação não é neste trecho da foto, é bem no início dela, junto com a rótula onde termina a Icaraí (próximo do Nacional).

    Curtir

  8. Tirando a parte da ciclovia e o PISA, precisa duplicar?

    Não costumo passar no horario de pico por ali, é muito ruim?

    Curtir

  9. Finalmente!

    E a Cel. Marcos?

    Curtir

  10. Eu não sabia desse projeto! Boa notícia para a região!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: