O embelezamento de Porto Alegre

Praça Itália, um exemplo de praça bem cuidada. Foto: Gilberto Simon

Praça Itália, um exemplo de praça bem cuidada. Foto: Gilberto Simon

Em maio de 2011 foi constituído um grupo de trabalho (GT) para pensar, propor e implementar o “embelezamento” de Porto Alegre. Foi publicado no Diário oficial de POA no dia 05/05/2011.

Nunca vi algum resultado deste grupo de trabalho e nenhuma medida para embelezar Porto Alegre. Que medidas seriam estas ?

Temos que ter no mínimo uma prestação de contas do que foi feito ou “pensado” para a cidade. Ou será que nada foi pensado e este foi apenas mais um GT do nada para o nada?

Os integrantes do GT eram: ANA MARIA PELLINI; EDEMAR TUTIKIAN e IZABEL CHRISTINA COTTA MATTE, todos sob a coordenação da Primeira Dama do Município, REGINA MARIA BECKER, esposa do nosso excelentíssimo prefeito.

Foi publicado no blog no mesmo dia: Prefeitura cria grupo de trabalho para pensar o embelezamento de Porto Alegre

Há alguns exemplos de praças em Porto Alegre que foram revitalizadas. A Praça Otávio Rocha e a Praça da Alfândega, por exemplo. Mas será que só revitalizar as praças seria suficiente? Sem falar que existem inúmeras praças que nunca foram revitalizadas. E praças importantes e centrais como a Dom Sebastião, na Independência, em frente ao Colégio Rosário também estão entregues às traças (e aos mendigos). Outro exemplo é a Praça Campos Sales, na Av. salgado Filho, totalmente atirada, tão bem mostrada pelo Marcelo Bumbel neste post. Mas eu estou falando de praças. E os outros aspectos do embelezamento da cidade?

Praça Campos Sales, totalmente atirada. Foto: Marcelo Bumbel - Porto Imagem

Praça Campos Sales, totalmente atirada. Foto: Marcelo Bumbel – Porto Imagem

Mas pergunto:

  1. O que vocês acham que se constituiria em ações para embelezar a cidade?
  2. O que Porto Alegre precisaria pra ser embelezada ?
  3. Este grupo de pessoas fez alguma coisa ?

Ficam estas perguntas no ar.

_______________________

Vale a pena rever este post do Blog:  No tempo que Porto Alegre era linda.



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

37 respostas

  1. Se não queriam comentário sobre mendigos, bastaria publicar uma foto do local sem a imagem do mendigo.

    O mendigo foi colocado SIM como parte da sujeira da praça. Acho uma sacanagem isso

    Curtir

    • Que bobagem! Claro, o fotógrafo deveria ter solicitado para o mendigo sair da frente… ou tentar bater uma foto malabaristica escondendo a realidade das praças.

      O foco é falar do descaso com a sujeira e o embelezamento de nossa cidade, mas é incrível como a mentalidade dos “esclarecidos leitores desse blog” continua voltando para o mesmo ponto: mendigos “esses coitados sem esclarecimento estético e dos bons costumes da classe média” – como se fossem o problema da cidade e não sintoma do problema social que temos.

      Curtir

    • Eduardo, concordo contigo, com tantos lugares sem manutenção em Porto Alegre foram por uma foto com um mendigo EM PRIMEIRO PLANO, se não for proposital foi um tremendo ato falho.

      Curtir

  2. Morei em São Paulo por 2 anos e, no começo não entendia por que, mas achava mais agradavel olhar ao longe lá do que em Porto Alegre. Até que me dei conta de que em São Paulo não há outdoors e nem anuncios publicitarios grandes no meu campo de visão. Desde então sou fã da lei CIDADE LIMPA.Seria uma enorme evolução se Porto Alegre decretasse uma lei como essa. Que tal fazer campanha por essa lei, para começar?
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_Cidade_Limpa
    http://pt.wikisource.org/wiki/Lei_Municipal_de_S%C3%A3o_Paulo_14223_de_2006

    Curtir

  3. Pessoal, o foco do Blog não são os mendigos. É o embelezamento de Porto Alegre. Procurem comentar dentro do foco por favor. Se eu quisesse fazer um post sobre os mendigos da cidade eu tinha feito. E o embelezamento da cidade não depende dos mendigos. E sim da Prefeitura.
    Pretendo mandar para o prefeito este post e seus comentários, mas vou cortar todos os comentários que se refiram aos mendigos.

    Curtir

  4. Meus caros senhores, não percam o foco. Aqui tem que ser debatido o embelezamento da cidade, não de ações sociais (que também merecem atenção, mas não nesse post).
    É chegada a hora de propor uma solução, coletiva, para mudar isso. Sou cidadão como todos vocês, e acredito no potencial de Porto Alegre.

    Curtir

  5. Caro Gilberto Simon e leitores: morei por cerca de um ano em Porto Alegre e acho que um dos elementos que mais prejudicam a beleza da cidade é o lixo espalhado (aqueles conteiners não existem em toda parte…). Morei no Cristal e ali havia locais deprimentes de se ver. Vou fazer propaganda aqui de Frederico Westphalen, onde moro atualmente. Aqui existem coletoras de polietileno para o recolhimento do lixo, instaladas em pontos estratégicos (em frente a condomínios, lojas, etc). Quem quiser ver o tipo de coletora tem no site do fabricante http://www.bakof.com.br/novo/produtos_eco.html. Parece funcionar bem. Sei que Porto Alegre, por ser uma cidade de grande porte, naturalmente produz mais lixo, mas acho que é possível melhorar essa questão! Vamos torcer por melhorais na cidade. Um abraço.

    Curtir

  6. O cenário dos moradores de rua de Porto Alegre é um absurdo sem igual, que torna a cidade detestável, incivilizada e anti-turística. O centro é território livre dos maltrapilhos, bêbados, drogados e bandidos, um esculacho total. Me parece que além de uma assistência social eficiente, do mecanismo da internação compulsória em certos casos, repressão policial e prisão de certos elementos, tudo que não há até o momento, algo essencial é reformar os espaços públicos e transformá-los literalmente! Por favor chamem arquitetos e urbanistas de fora (mestres) que projetem coisas ousadas e belas, que gerem nova vida, novas emoções, motivação e entusiasmo pela urbe e que estes na execução de seus projetos não abram mão do emprego de materiais modernos e nobres. Todo dinheiro gasto (e não é pouco) até agora pelo que vejo, está sendo desperdiçado e servindo de prêmio para a incompetência, porque haja indiada com baixíssimo senso estético e grande falta de talento cuidando do urbanismo e revitalização desta capital!

    Curtir

  7. essa praça ai é do praia de belas, não? que é o shopping da rbs…

    Curtir

  8. Minhas sugestões para embelezar Porto Alegre são:

    1° A construção de um roda gigante (estilo a de Londres) entre o museu Ibere Camargo e o Barra Shopping, bem no ponta do rio Guaíba.

    2° Revitalização da orla em duas etapas: a) Privada, no entorno do Beira Rio. b) Pública, do Gasometro até o Parque gigante.

    3° Construções de parques (estilo Tanguá de Curitiba) na zona Sul (Lami).

    4° Cultivo de flores, com desenhos geométricos em canteiros a serem construídos em algumas rotulas de transito em Porto Alegre (ao estilo de Amsterdâ)

    5° Plantio de 5000 mudas de árvores a serem plantadas em ruas com pouco verde.

    6° Aprovação de uma medida de lei que puna com rigor extremo quem depreda o patrimônio público. porque não adianta lançarmos ideias para os vândalos destruírem mais tarde

    Curtir

    • Minha sugestão é acabar com os amontoados de sacos de lixos pelas ruas.
      Padronizar as lixeiras, seja com os conteiners ou com o que for.
      É só passar na Protásio Alves as 18h de qualquer dia e ver um mar de lixo nas calçadas para ser remexido e espalhado.
      E SIM EXISTE lixeira a prova de cachorro, catadores e urso (inclusive).

      Curtir

  9. Li aqui algo que gostei muito, alguns já falam de MANUTENÇÃO, uma coisa que eu sempre frisei que falta em Porto Alegre.
    Caso houvesse MANUTENÇÃO em nossas praças elas seriam floridas e lindas e garanto que os mendigos não as destruiriam. Eles só querem um lugar para ficar, não querem estragar nada.
    Rogerio Maestri, tu tens razão com tua história. Outro fato que impede o acesso dos mendigos aos abrigos é que muitos deles tem seus cachorros e cachorro não entra, então eles preferem dormir na rua com seus companheiros fieis.
    Sempre quero chamar a atenção para outras duas coisas que faltam nesta cidade e que são: FISCALIZAÇÃO E PUNIÇÃO. Sem fiscalização nada se modificará e sem punição aqueles que não tem civilidade não entenderão que estão destruindo o que é de todos.
    Porto Alegre esta jogada ao abandono.
    A Praça Campos Sales era muito bonita tinha até laguinho, mas foi sendo abandonada e ficou assim.

    Curtir

  10. Porto Alegre precisa de um bom paisagismo com FLORES.Boa parte da cidade é cinzenta e feia.Nem dá vontade de curtir o local.

    Curtir

  11. Falta capricho, ou quem sabe um pouco de apreço pela beleza.

    Veja isso

    http://ria.ru/tourism_visual/20130815/956317495.html

    Isso existe, não é nenhum modelo de computador

    Curtir

  12. Eu li, no arquivo da ZH Bela Vista, a historia daquela praça cheia de arvores liquidambar. Um cartao postal da cidade. Esta praça ficou célebre.
    Bom, a reportagem fala como a praca surgiu. Foi tudo obra de um morador dali, que plantou TODAS as arvores ali, durante anos, foi um trabalho intensivo.

    Pois bem: hoje, epoca em que esta cidade regrediu a uma provincia esquerdoide, proibidora e provinciana, o lindo trabalho deste senhor seria PROIBIDO.
    PRO-I-BI-DO.

    Hoje, Capital do Não simplemsmente proibe que se plante arvores exoticas. (sim, pela metalidade de hoje, Porto Alegre nao teria uma coisa que se orgulha tanto: a maioria de seus tunes verdes e recantos famosos da cidade)

    Esta cidade esta cada vez mais MEDIOCRE.

    .

    Curtir

    • Ricardo, não é tão simples assim. O plantio indevido de árvores pode causar danos ao calçamento, rede elétrica, edificações, entre outros.
      O plantio de árvores deve ser, sim, feito por especialistas da prefeitura, mas infelizmente os nossos representantes não parecem preocupados com o paisagismo da cidade, tendo a população que fazer este trabalho.

      Curtir

      • me desculpa elvio essa desculpa de danificar calçadas e rede elétrica não me convence. se fosse assim, os nossos jacarandás nunca poderiam ter sido plantados. eles crescem, suas raízes levantam calçadas e atingem a rede.
        mas que tipo de pessoas nós somos? caramba, se levantar a calçada, é só aumentar o tamanho do canteiro.
        rede elétrica? é só executar podas bem feitas.
        pelo amor de deus, no interior de são paulo eles tem essas idéias e por isso só plantam ligustrinho nas calçadas e podam em formato de guarda chuva…

        Curtir

  13. * O que vocês acham que se constituiria em ações para embelezar a cidade?
    Paisagismo, padronização de mobiliário urbano, projeto de lei à câmara para alterações que se fizerem necessárias. Ex: Se a população quer plantar flores, deixa! Afinal, não é praga. Quem faz isso não tem má fé, porra. Ex 2: Por que não fazem no Japão onde é proibido dormir na rua? Tu vê uma pessoa mendicante e tu não leva a albergue porquê? A partir do momento que tu não podes te sustentar, o Estado deve te pegar e levar a um albergue ou centro de tratamento ou o que for. Não tá embasado na lei? Pois lei é lei, e quem decide o que é lei é a população para sua maior conveniência, que se altere. Não tem albergue? Então te dedica ao assunto e arranja onde colocar a pessoa, claramente irresponsável pela sua vida. Torna isso uma prioridade, da mesma forma que incêndio está agora na moda.
    * O que Porto Alegre precisaria pra ser embelezada ?
    Vivemos em comunidade porque assim a vida se torna mais fácil e prática, nos liberando tempo para dedicarmo-nos a outras coisas que não à nossa própria sobrevivência. Para isso, melhor viver em um lugar bonito e agradável, funcional, atraente, do que em um expurgo. Qualidade do ambiente reflete biologicamente e também psicologicamente no nosso bem estar. Movimenta a economia com sua beleza, entretenimento, comércio…
    * Este grupo de pessoas fez alguma coisa ?
    Se fez, não se fez notar. Vamos juntar nossas conclusões e enviar aos vereadores?

    Curtir

    • Caro Renan, vou relatar aqui (mais uma vez) uma experiência que diz porque os mensigos não utilizam os abrigos.
      .
      Morava num bairro no terceiro andar de um edifício que via sempre dois mendigos que dormiam na frente de uma loja. Eles ao acordar pela manhã variam a calçada e não deixavam nem uma imundície.
      .
      Num inverno notei que um deles estava sem sapatos, peguei um sapato velho que ainda estava em condições de uso e levei até ele, ele ficou muito agradecido e colocou o sapato todo feliz.
      .
      Dois dias depois ele já estava sem sapato de novo, fui até ele e perguntei o porquê.
      .
      Ele me respondeu que como estava muito frio, ele e seu amigo foram para um abrigo, e que aconteceu, roubaram o seu sapato!
      .
      Parece engraçado, mas é mais seguro dormir na rua do que ir até um abrigo, logo sem entrar em considerações sobre o direito de qualquer um utilizar o passeio público, não podemos sujeitar as pessoas ao confinamento compulsórios em locais inseguros!
      .
      Agora, saindo da pequena história. Se uma pessoa não depreda patrimônio público ou privado, não provoca tumulto, qual o direito que temos em proibi-lo de ficar na rua. Se tivéssemos melhores abrigos, com um mínimo de segurança e com o mínimo de conforto, talvez o número de moradores de rua diminuiria muito. Mas uma coisa é certa, em qualquer cidade do mundo, salvo que se façam políticas de internamento compulsório (uma criminalização da mendicância) sempre existem mendigos.
      .
      Morei algum tempo na Europa, muito antes da crise, numa cidade relativamente rica, e sempre haviam mendigos.

      Curtir

      • Acontece que quase todas as praças de Porto Alegre estão tomadas de mendigos. Esse pessoal não está no seu juízo perfeito e deve ser retirado e tratado. Morei em Londres, tem os homeless por aqui e ali, mas as praças não são dominadas por eles nem de longe.

        Mas o problema não é só os sem teto, mas uma completa falta de sensibilidade da prefeitura E dos porto alegrenses, que correm para a Serra para tirar fotos junto a canteiros de flores mas não notam falta de flores na Redenção ou no Marinha ou no Parcão ou na Praça da Matriz ou na frente da prefeitura. Parece que todo mundo é rústico e se tiver um banco para se sentar e tomar chimarrão está tudo bem.

        Curtir

    • Eu não consigo entender como algumas pessoas ainda acreditam que o problema da beleza (ou a falta de beleza) da cidade está relacionada a mendicância. E pior, esquecem que são pessoas! O foco do artigo não são os mendigos, mas fiquei impressionado como logo os comentadores descambaram para esse tema. O passeio público é de direito para qualquer um, com ou sem dinheiro – ou vamos privatizar as calçadas e as praças também para poder proibir quem pode entrar lá? O Estado não tem direito de “me pegar e me levar pra um albergue”, é contra minha autonomia, é ridículo alguém sugerir isso. E dizer que todo mendigo tem problemas mentais é mais outro preconceito de quem não tem nem noção do que está falando. Mendicância é problema social e deve ser tratado assim. O problema da beleza da cidade é de outra ordem. Um comentador em meio a alguns preconceitos ao menos disse uma coisa que presta: “vamos juntar nossas conclusões de como melhorar a cidade e enviar para os vereadores”.

      Curtir

      • concordo que o passeio público é direito prá qualquer um, desde que não defeque nele, não urine nele, não saia pelo passeio público com malas e bagagens, não saia abrindo lixeiras, rasgando sacos de lixo, entrando em caçambas e jogando tudo prá fora…
        é óbvio que a culpa não é dos mendigos, e nem vou me atrever a desfiar o novelo das possíveis causas ou culpados pela sua desventura, mas não há como negar que essas pessoas sujam tudo por onde passam.
        bom, mas aí a culpa é de quem? da prefeitura que deveria recolhê-los e abrigá-los em local adequado.
        por outro lado tenho certeza de que não faltarão os que defendam os direitos do ser humano de ter a liberdade de ir e vir. pois bem, mas então é preciso cumprir as mesmas regras que eu cumpro, afinal acho que ninguém aqui usa a calçada prá banheiro.
        mas o tema não é esse…
        como embelezar a cidade?
        acho que é mais do que simples…
        primeira coisa – capacitação para os funcionários da limpeza urbana e principalmente contratação de bons encarregados de turma prá fiscalizar o trabalho desse pessoal.
        segunda – dimensionamento adequado das lixeiras. o que eu mais vejo em porto alegre são lixeiras transbordando.
        terceira – no momento da coleta, a sobra eventual do saco que rasgou, por exemplo, deveria ser varrida e recolhida por algum integrante da equipe.
        quarta – manutenção dos canteiros e jardins públicos… já vi buracos na grama recém plantada da praça otávio rocha e no canteiro de lavanda algumas já morreram. caramba, custava ter incluido no pacote do permissionário do café a manutenção do jardim? são pequenos detalhes que fazem a diferença…
        mesma coisa no araújo viana… porque a concessão não contemplou pelo menos a manutenção daquele jardinzinho ao lado do espelho dágua?rsrsrsrs… cambada de incompetentes…
        será que as floristas da otávio rocha não poderiam adotar aqueles canteiros e se padronizarem um pouco mais, a começar pelo uniforme e pela gentileza?
        quinta – desenvolvimento de parada de ônibus removível, para que quando vandalizada, pudesse ser retirada e substituída por outra, a exemplo do novo mobiliário urbano de são paulo/sp. eu ´nunca vi na minha vida algo mais feio que as paradas de ônibus dos corredores de ônibus de porto alegre, pesadas, cafonas, sujas, pichadas e casa de mendigos ( vide terceira perimetral ).
        claro, mas alguém vai achar tudo isso bobagem…
        é uma bobagem aquela pobre e miserável palmeira que vive quase morta naquele canteiro horrível e miserável no terminal de ônibus ao lado do mercado público. aquele, que parece uma nave espacial retrô, casa de mendigos, ambiente de sacanagem, de briga de bebados, debaixo do nariz do sr prefeito que administra a cidade do centro imundo a algumas dezenas de metros dali…
        por falar em centro imundo e em caçambas de lixo, poderiamos pensar em lavar de vez em quando as calçadas centrais da cidade. meu deus, se alguém cair ali e se machucar pode morrer de tifo ou leptospirose,
        que nojo que eu sinto disso tudo…
        mas o que se pode esperar da prefeitura de porto alegre?
        mas vamos lá… embelezar a cidade… que tal começarmos padronizando aquelas barracas nojentas do gasometro?
        é pedir demais prá ,de quebra, padronizar também as da praça da alfandega? que aliás foi restaurada e continuou sem nenhuma flor, a não ser dois canteiros de azaléias em frente ao espelho da água na direção do clube do comércio. azaléias são plantas muito resistentes e gostam de viver debaixo de árvores… deixariam a praça linda na época da florada.
        e nesse mesmo caminho poderiam ser plantadas bouganvíleas, cambarás, hemerocalis, hibiscus, entre tantas outras que se prestam a viver bem com a falta da agua, já que pipas prá molhar os idealizados canteiros floridos é talvez um sonho distante.
        agora a moda é plantar espécies nativas. não sei de onde sai essas ideías. garanto que nas casas dos politicamente corretos ninguém faz paisagismo autóctone. não sei porque os nossos canteiros nas avenidas tem que ser…
        por favor competentes da smam: favor fiscalizar os plantios de grama, se houver, coisa que até duvido, mas tenho visto plantar grama no corredor da protásio, sem recobrir com terra… é claro que logo logo vai fenecer até morrer de vez.
        aquela praça do rosário é de doer. e os experts do patrimônio histórico preferiram não colocar uma grade ao lado da igreja da conceição… que pena! podiam ter feito algo singelo como fez a beneficencia portuguesa, mas não… resultado? aquele linda parede amarelinha já está toda pichada. que atraso! e assim a cidade vai desperiçando as chances de ser mais bonita e vai ficando cada vez mais feia…

        Curtir

      • Se viola tua autonomia, é como falei: altera-se a lei para tipificar a situação do mendigo e encaminhar uma solução social. Pronto. Neste aspecto teremos cidade limpa, segura e o ex-mendigo encaminhado a uma vida de mais oportunidades.

        Curtir

        • Senhor Renan, o senhor está vendo as coisas de forma muito estreita. Não é uma questão meramente legal de “o povo é quem decide a lei” então podemos atentar contra a autonomia de um cidadão. Essa é uma questão ética que transcende a lei ordinária. Está no âmbito legal ao nível da Constituição, e além desta ao nível da Carta dos Direitos Humanos, que o Brasil é signatário, do Direito Internacional – não dá para o povo de Porto Alegre mudar a lei, precisaria que o mundo mudasse. Mas para o mundo mudar de ideia e mudar a lei, é óbvio que teríamos que discutir se é ético isso – e nesse âmbito, que é minha crítica, é absolutamente ridículo alguém querer cercear minha autonomia. Não dá pra “arranjar” um depósito de gente pra aqueles em uma situação de desvantagem econômica porque não gostamos do aspecto sujo deles. Mesmo que os albergues fossem centros de reabilitação, ninguém tem justificação para obrigar alguém a ir a um lugar ou outro.
          .
          De todo modo esse não é o assunto deste tópico. Acho mais produtivo continuarmos elencando sugestões de embelezamento da cidade e, como o senhor sugeriu, enviarmos para nossos vereadores depois.

          Curtir

      • Pessoas que tem problemas mentais e de drogas e que morem na rua estão fora de seu juízo perfeito e NÃO PODEM TOMAR DECISÔES nem tem “autonomia”. Chega desse pseudo direituzumano que deixa tudo como está e não se faz coisa nenhuma porque todo mundo tem seudireitu.

        Curtir

  14. Felipe, que tal sugerir por email ao blog?

    Curtir

  15. Do que adianta?
    Os mendigos são intocaveis, enquanto continuarem com esse pensamento, as praças vão continuar largadas, as ruas vão continuar como moradias, e nada vai mudar.

    Curtir

    • heheh culpar os mendigos é sacanagem, mas a foto induziu a isso.

      Existem mendigos no mundo todo. Vi alguns no centro de Sydney, e nem por isso a cidade é um lixão como aqui. É a manutenção gente, a manutenção.

      Curtir

    • Guilherme a culpa da falta de manutenção das praças não é dos mendigos. E nem nunca foi. Não devemos desviar as causas. É manutenção mesmo e a culpada é somente a prefeitura !

      Curtir

      • A culpa é da (falta de) manutenção e também dos mendigos (que emporcalham as praças, ruas,…), vândalos (que pixam e depredam tudo), da polícia e legisladores (que não reprimem), fumantes (que jogam lixo no chão como se fosse nada demais) e em última instância da própria população em geral (que pouco cuida do patrimônio alheio.

        Curtir

    • Se olharem com cuidado verão que na foto da Praça Campos Sales não há uma graminha para dizer que o pessoal está passando por cima e criando trilhas, ou seja, há muito tempo que não plantaram nada. Logo esta acusação contra os mendigos não pega.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: