Quanto vale a sua cidade ? Porto Alegre custa R$ 23 bilhões!

As cidades têm preço ? Sim, é claro.. há modernos métodos econômicos de avaliação do preço de uma cidade. Um deles é sua marca. Uma marca de cidade é aquilo que seus habitantes consideram como infra-estrutura, condições de trabalho, qualidade de vida, oportunidades, e é claro, outras variáveis, como segurança, etc…isto compõe um ranking. Mas também é preciso considerar as reais condições dela. O estudo não levou isto em consideração.

Uma grande empresa inglesa de consultoria ouviu 18 mil pessoas em todo o Brasil. E fez um ranking de 40 cidades.

São Paulo vale disparado 233 bilhões.O Rio vem depois com meros 85 bi. Depois, Brasilia, com 70 bi, Curitiba, 30 bi, Belo Horizonte, 28 bi, e Manaus com 25 bi, um pouquinho acima de Porto Alegre, que aparece mais ou menos (no gráfico), com 24 bi.Campinas com 23 bi, e logo Fortaleza e Salvador. OU seja, Porto Alegre é a sétima cidade avaliada no Brasil, com insignificantes 24 bilhões de reais.Figurativamente, poderíamos dizer que quem tiver 23 bilhões, leva a cidade.

O estudo tem erros? Tem, claro que sim.

Dá até uma posição mais confortável para Porto Alegre do que ela merece. Sétimo lugar entre as cidades brasileiras é muito. Londrina é muito melhor, e tem 1 milhão de habitantes, Goiânia já está subindo no ranking de qualidade, e tem 1 milhão de habitantes.Há outras cidades chamadas de meso urbanas, com grande qualidade de vida e na faixa de 1 milhão de habitantes.

Um um ranking mundial ultra competente sobre cidades semelhantes que inclui Sidney, Montreal e muitas outras, ,Porto Alegre nem aparece com qualquer referência em qualquer item. A empresa inglesa mostra que recém está se aprofundando no Brasil. Pois medir percepções dos habitantes sobre suas cidades, deixa de fora o que as cidades REALMENTE SÃO neste momento.

Nunca esqueçamos o nosso orgulho defasado e fora do lugar – os gaúchos se comportam como se ainda vivessem em 1950 ou 1960 : em falência econômica, marginalizados do Brasil em 2013, porém crendo que são o estado mais desenvolvido e o melhor lugar do mundo para se viver. ENCAREMOS DURAMENTE a realidade e façamos o exercício de nossas próprias críticas para sair disto, como sugere Ivan Pinheiro Machado, que transferiu a sede da LP&M para São Paulo…

Fazemos (ou por outra, os gaúchos de mentalidade tradicional ultra regionalista fazem jus à piada dos chilenos sobre os argentinos: “O melhor negócio que existe é comprar um argentino pelo que ele vale e vendê-lo pelo que ele PENSA QUE VALE”. Aliás, os chilenos contam uma piada ainda melhor sobre os argentinos, que pode se aplicar também sobre nós: “O melhor modo de afogar um argentino é enfiar-lhes os pés dentro d’água”.

Roberto Rosen.

______________________________

Roberto Rosen escreveu o seu artigo com base nesta matéria do Estadão:

Cidade de São Paulo tem marca avaliada em R$ 233,5 bi, mostra estudo

A capital paulista é a mais valiosa do Brasil e supera o segundo colocado, o Rio de Janeiro, em quase três vezes

29 de agosto de 2013 | 17h 23

José Roberto Castro, da Agência Estado

SÃO PAULO – Quanto vale a marca de uma cidade como São Paulo ou o Rio de Janeiro? Como é possível chegar a um valor? Uma empresa inglesa especializada em gestão de marcas topou o desafio de medir quais as marcas-cidades mais valiosas do Brasil. A marca mais valiosa é a de São Paulo, avaliada em R$ 233,5 bilhões. Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Belo Horizonte, respectivamente, completam a lista das cinco primeiras. Campinas, no interior de São Paulo, é a única não capital entre as dez marcas mais valiosas. Juntas, as dez primeiras colocadas valem R$ 532,8 bilhões.

O CEO da Superbrands no Brasil, Gilson Nunes, conta que a avaliação leva em conta fatores econômicos e de bem-estar. A pesquisa ouviu 18.100 pessoas em 40 cidades de todo o Brasil. Elas opinaram sobre diversos aspectos de suas cidades – como infraestrutura, qualidade de vida e oportunidade de trabalho – e o resultado é um dos quesitos que compõem o ranking.

marcas-das-cidades

O aspecto econômico também é levado em conta. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foram usados para compor este outro lado do índice. Segundo Nunes, uma cidade com marca mais forte desperta mais o interesse de potenciais moradores, turistas e investidores. “Uma cidade com marca forte tem mais poder, gera mais emprego, salários melhores e consequentemente melhores condições de vida para a população.”

Uma das motivações do estudo é a proximidade da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Com o Brasil no horizonte de estrangeiros, Nunes acha que é a hora de fortalecer as marcas. “Conhecendo melhor o perfil da marca de cada cidade, é possível apostar em potencialidades ou corrigir deficiências.”

Esta é a primeira vez que o estudo é feito no Brasil e a empresa pretende, em um futuro próximo, oferecer os dados às prefeituras e prestar consultorias. “A ideia é que este estudo sirva como base para uma gestão da marca por parte dos municípios. Vamos mandar os estudos para estas prefeituras e depois fazer um trabalho mais próximo”, explica Gilson.

__________________________

Nota do Blog:

O artigo do Sr. Roberto Rosen fala que Londrina, no Paraná, possui 1 milhão de habitantes. Na verdade, a cidade tem 537 mil habitantes conforme estimativa do IBGE para 2012.

Já Goiânia, possui 1.393.000 em estimativa do IBGE para 2013.

O autor chutou e errou nas duas.

A propósito, não sei quem é o Roberto Rosen. A fonte do artigo original, o blog do Políbio Braga, não fala sobre o autor.



Categorias:Demografia, Economia

Tags:,

26 respostas

  1. Vamos falar de coisas boas de POA, por exemplo vi no site do Correio do Povo uma pesquisa on-line sobre quem era a favor e quem era contra as multas aos porcões na cidade, 4314 votos a favor 334 contra, ou seja, os porcões são uma minoria notável na cidade, o portalegrense quer uma cidade limpa.

    Curtir

  2. Me admira o Gilberto reproduzir o comentário de um imbecil desses. O indivíduo não se deu nem ao trabalho de procurar no Google a população correta das cidades (Londrina tem pouco mais de 500.000hab) e ainda dizer que a cidade é melhor que POA, que piada.

    Curtir

  3. Não vejo qualquer importância nesse ranking.

    Curtir

  4. O artigo não fala sobre quanto vale a cidade, mas quanto vale a marca da cidade. São coisas absolutamente diferentes. A marca “Coca-Cola”, por exemplo, é infinitamente mais valiosa do que todas as suas fábricas pelo mundo.

    Curtir

    • Faz sentido, mas usando essa lógica, como esse “preço” da cidade está muito abaixo do valor dos imóveis, obras e empresas da cidades, conclui-se que nossa imagem é péssima.

      Curtir

  5. Só outro exemplo, quando começaram a falar da expansão da fábrica de celulose em Guaíba, abriram um posto de recrutamento em Porto Alegre, tinha quase 3000 vagas, nos primeiros dias apareceram 300.
    .
    3,9% de desemprego é considerado situação de pleno emprego por qualquer economista, o problema é que somos mais críticos.
    .
    E de mais a mais, como vão dizer os tradicionalistas do MTG, vão falar mal da mãe, pois só quem tem direito de falar mal da nossa cidade somos nós mesmos. Aí fecehi com os gaúchinhos.
    .

    Curtir

  6. Olha, se oportunidade de trabalho fosse um índice, Porto Alegre seria a primeira no Ranking, pois o menor índice de desemprego medido pelo IBGE é o seguinte:
    Porto Alegre 3,9
    Belo Horizonte 4,1
    Rio de Jamneiro 5,3
    Recife 6,5
    São Paulo 6,6
    e a pior
    Salvador 8,8 (pior do que a um ano 7,9)
    Agora, quanto a questão de criminalidade e outras coisas ruins, há uma grande diferença, as nossas estatísticas são melhores (ou seja os crimes são registrados)!

    Curtir

  7. Deve ter errado sobre Curitiba, também.
    Porque: segurança? oportunidades?

    risos.

    Curtir

  8. Olha pessoal, para mim é mais uma daquelas pesquisas marqueteiras feitas por algum grupo interessado em alguma coisa.
    .
    Se a pesquisa foi realizada no exterior, Porto Alegre, por incrível que pareça, tem muita visibilidade no exterior devido a fatores bem interessantes como o fórum social mundial e o futebol. Pode parecer bobagem mas são fatores que perante o grande público tem impacto.
    .
    Manaus, por exemplo, é conhecida pela Amazônia e me desculpem dos paranaenses, mas ninguém conhece o Paraná no exterior.
    .
    Se a “pesquisa” foi realizada somente no Brasil, não me surpreende muito, pois o que há é uma espécie de discriminação contra o Rio Grande do Sul principalmente na região sudeste.
    .
    Agora, falando sério, se há algum grupo industrial com interesse de trazer algum investimento eles não se baseiam pela “grife” da cidade, eles simplesmente investigam por completo todas as alternativas, logo para mim tudo isto é um lixo.

    Curtir

  9. Por falar em Políbio :

    http://polibiobraga.blogspot.com.br/2013/09/fortunati-manda-seu-vice-acampar-na.html

    Fortunati manda seu vice acampar na Câmara para monitorar CPI da Procempa
    Por ordem do prefeito José Fortunasti,PDT, seu vice, Sebastião Melo, PMDB, acampará na Câmara de Vereadores de Porto Alegre a partir de quarta-feira, quando será instalada a CPI que investigará desvios estimados em R$ 50 milhões na Procempa, a estatal municipal de TI, de onde foram demitidos todos os seus diretores. Melo quer monitorar de perto a sua maioria. Seu objetivo é manter os trabalhos da CPI no âmbito do que já foi discutido nas sindicâncias e investigações do Ministério Público Estadual, impedindo, inclusive, que a bancada do PT procure malfeitorias no governo anterior e no processo eleitoral de 2012.

    . O presidente da CPI, Mauro Pinheiro, PT, quer chegar ao gabinete de Fortunati. Ele já deixou claro que investigará se dinheiro da Procempa foi usado na campanha do prefeito. O PT acha que existem fortes indícios de que isso aconteceu, mas o prefeito nega.

    . O relator da CPI, posto chave na Comissão, será o experiente vereador do PDT, Nereu D’Ávila.
    Postado por Polibio Braga
    Enviar por e-mail
    BlogThis!
    Compartilhar no Twitter
    Compartilhar no Facebook
    Compartilhar no Orkut

    às 9/08/2013 10:12:00 AM
    Um comentário:
    Anônimo disse…
    O quê amedronta Fortunati e Melo? Se eu fosse eles nada mais me faria medo, pois o Ministério Público tem a maioria de informações e documentos para apurar os desvios. Entretanto, as trapalhadas que o prefeito e o vice tem feito em termos políticos nunca foram vistas antes, ainda mais por 2 políticos experientes e articulados como eles. Talvez os 65% de votos e o cordão dos puxa-sacos fizeram o Zé e o Tião entrarem em várias frias. A primeira, por medo de CPIs, trouxeram para base quem fora adversário na eleição (PSB e PSDB) deixando principalmente vereadores do PDT e PMDB quase escanteados. Quando toda a crônica política esperava que os feudos fossem desmanchados do PTB como PROCEMPA e até o DMAE com o extinto PPS, o prefeito teimou e não mexeu. Ainda arrumou briga e desconforto quando não deu a SMOV para o Cecchim, a Saúde para o Dr. Thiago, a SEDA para a Lourdes, o Trabalho para o Janta, a Educação para o Garcia para ficar nos que mais pólvora tinham na cartucheira. Cecchim deu o troco 2 vezes, primeiro não quis a SMURB, depois derrubou um veto do prefeito, quando o vice e o assessor parlamentar Gil cochilaram. Dr. Thiago e Janta embretaram o Casarteli e logo teremos a CPI da Saúde. Lourdes votou contra a isenção de ISSQN para os empresários/concessionáros de ônibus, e logo em seguida com Janta assinaram a CPI da PROCEMPA. E Janta, finalmente parou Porto Alegre em 11 de junho, fazendo com que os ônibus ficassem nas garagens. Fortunati não sai mais nas ruas, senão com 3 ou 4 seguranças, Melo ficou desmoralizado ao dar guarida para André Imar que infantilmente jogou dinheiro pela janela. Mas pensando bem, Melo tem que voltar a ser vereador, pois seus colegas de base mais parecem elefantes em loja de cristais, arrebentam contudo. Pujol quase um suplente, não domina mais o baixo clero na Câmara e ainda arrumou a CPI tiro nos pés que colocará o bloco de lutas como convidado dentro da própria Câmara; Nereu, o relator, aparece quando quer, a quem dúvida que vá se empenhar; Mônica apelará para o uso de força, mas o governador não enviará as tropas. Pensando bem, o prefeito e o vice devem estar preocupados, pois lá em abril quando leram o primeiro relatório logo disseram: vai dar cadeia para muita gente, porém esqueceram que alguns poderiam não ser tão fiéis e até apelariam para a delação premiada. Serão pelo menos 6 meses de agonia no Paço, isto sem falar nas repercussões pela falta de dinheiro, que obrigará a cortar horas-extras, CCs, gratificações, que serviram para estagnar a já parada máquina pública da Prefeitura. Feliz dos vereadores que foram vetados pelo Prefeito.

    8 de setembro de 2013 20:38

    Curtir

    • Larguei de mão ler Políbio Braga. Ele tá tão obcecado politicamente que ja tá desnorteado.
      Não que não tenha razão em algumas coisas, mas tá ainda batendo na tecla da invasão da câmara e dos médicos cubanos.

      Curtir

    • Cara, esse comentário faz um retrato muito fiel da nossa política. Muito bom! Deveríamos transformar comentários assim em relatórios mensais de nossa politica.

      Curtir

  10. Pô, Gilberto, ‘as vésperas do 20 de setembro o MTG vai vir com um relho para cima de ti !

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: