Mercedes anuncia em outubro local de fábrica no Brasil

Santa Catarina e São Paulo estão na disputa para receber a montadora

A Mercedes-Benz deve anunciar no início de outubro o local onde vai ser instalada a fábrica da montadora no Brasil. São Paulo e Santa Catarina estão na disputa. O começo da produção está previsto para 2015. A capacidade inicial será de 30 mil unidades e os primeiros modelos fabricados serão o GLA e o Classe C.

Conforme noticiado pelo portal AMANHÃ em agosto (leia nota aqui), caso Santa Catarina seja escolhido, a região de Joinville é a principal candidata para receber a montadora pela estrutura que será desenvolvida pela concorrente BMW. A rival começa em novembro a construção de uma fábrica em Araquari e pretende apresentar o primeiro carro nacional no final de 2014.

Revista Amanhã

________________________

Audi volta ao Paraná depois de sete anos

Montadora alemã investirá R$ 600 milhões na mesma unidade fabril fechada em 2006 na região metropolitana de Curitiba

audi-pr-350Depois de fechar a fábrica em São José dos Pinhais (PR) em 2006, a Audi (que faz parte do Grupo Volkswagen) anunciará na próxima terça (17) a retomada da linha de produção de automóveis na cidade. O negócio envolve investimentos de R$ 600 milhões nos próximos quatro anos na unidade que fica na região metropolitana de Curitiba. Segundo o jornal Gazeta do Povo, o anúncio será feito em encontro com a presidente Dilma Rousseff com o presidente mundial da montadora, Rupert Stadler.

audi-pr-350“A empresa alemã já agendou uma coletiva de imprensa para a terça na capital federal, na qual Stadler falará sobre as estratégias da marca para o Brasil e America Latina, oficializando a fábrica no país. Ainda na sexta-feira, a assessoria de imprensa do Palácio Iguaçu confirmou que existe uma negociação com as montadoras e que elas estão avançadas. Mas não caberia ao governo fazer o anúncio, e sim às empresas”, afirma o jornal em sua edição dominical.

O plano da Audi é começar a operar em setembro de 2015, com uma meta de 7 mil veículos por ano e a contratação de 700 funcionários. Até 2019, a ideia é ampliar a produção para 25 mil a 30 mil unidades ao ano e admitir até 3 mil funcionários. A nova unidade fabril trabalhará com o modelo A3 (foto), hatch e sedã, juntamente com o novo Volkswagen Golf, que viraria produto nacional provavelmente na mesma época.

A negociação está inserida no programa Inovar-Auto, do governo federal. A iniciativa concede benefícios no pagamento de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para empresas que estimularem e investirem em pesquisa e desenvolvimento dentro do Brasil. A montadora foi a última de 37 empresas automobilísticas a solicitar a habilitação no programa, desde novembro de 2012. O pedido ocorreu em março deste ano e, a partir de então, começaram as especulações sobre a volta da produção na fábrica de São José dos Pinhais.

Revista Amanhã



Categorias:Economia Estadual, Economia Nacional

Tags:, , ,

9 respostas

  1. Só pra constar, o A3 a ser fabricado no Brasil não é o da foto, e sim a geração mais recente, hahaha.

    Curtir

  2. Supimpa.

    Apesar do luxo e da beleza desses carros, vão continuar caros, não vão representar grandes vendas, mas eu teria orgulho de ter uma fabrica da BMW ou Mercedes no meu estado.
    haha

    Curtir

  3. Ignorância…dez vezes tolerância,quando não se quer ver os reais fatos acontecidos no episodio Ford de maneira isenta e sem o contexto partidário…. ou a real intenção e contar mentiras sistematicamente até que a se tenha como verdade.

    Curtir

  4. Mais um post da série infinita: “Se não fosse o bugre…”.

    Curtir

  5. Pobre Rio Grande.

    Curtir

  6. Só setor automobilístico? Cuidado pra não dar uma de Detroit.

    Curtir

  7. Tomara que SC vença essa, os catarinenses vem dando um show quando se trata de atrair investimentos.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: