Brasil: Revista exagera na capa

economist

O diretor executivo para o Brasil e mais 10 países no FMI, Paulo Nogueira Batista, classificou de “exagerada” a capa da revista britânica “The Economist”, que mostra o Cristo Redentor, símbolo do Brasil no exterior, caindo. Assim como também considerou exagerada a capa em 2009, com o Cristo subindo como um foguete.

“Havia um certo exagero naquela época, e, agora, com uma reavaliação mais negativa, está indo para o extremo oposto.

De fato o Brasil está crescendo menos do que o esperado, menos do que pode crescer, mas acho que já começou uma recuperação”, afirmou após palestra no seminário promovido pelo Minds (Multidisciplinary Institute on Developement and Strategies) e a Ford Fundation. Ele avaliou que a imprensa estrangeira se baseia muito no mercado financeiro dos países para classificar se o país está indo bem ou mal.

Affonso Ritter

_______________________

Como Porto Alegre é uma cidade brasileira, achei interessante postar esta matéria.



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

27 respostas

  1. O negócio é o seguinte: A prosperidade do Brasil é baseada no endividamento da população, e não na criação de uma poupança interna. Crise à vista…

    Curtir

  2. Ou a oposição muda esse discursinho catastrofico ou inevitavelmente irá perder de novo. Ofereçam soluções que corrija o que está errado sem desprezar o que está certo e o principal: arrume um candidato adversário ao PT que apresente algo realmente novo. O papinho velho e rebuscado que está sendo usado não funciona mais. As pessoas, pelo menos aquelas com alguma informação, não estão mais suscetíveis a essas propagadas eleitorais vagabundas que estão sendo veiculadas. É hora da alternância no poder, mas com os nomes que estão sendo apresentados até o momento não haverá troca. Que tal Ciro Gomes?

    Curtir

  3. A revista não exagera. O que se passa é que a arte produzida na capa para ilustrar a matéria é realmente de mau gosto e apelativa e com isso chama a atenção, numa linha bem sensacionalista da imagem. Já o conteúdo, a abordagem em si do tema economia brasileira, não foi exagerada pois temos um cenário de desenvolvimento hiper irreal, uma construção (muita mal sedimentada) feita pelo nosso (des)governo. O país não tem infra-estrutura decente, a logística é péssima, o povo cada vez menos educado, acontecem problemas recorrentes de secas e enchentes, as cidades não oferecem mobilidade adequada, a telefonia e internet são tremendamente atrasadas em relação ao mundo civilizado, juntando todos nossos portos não dá nem um como o de Hamburgo ou Rotterdamm. Os produtos que os brasileiros consomem são caros e de péssima qualidade (a título de exemplo leite com soda e formol), tudo bem precário. Todavia o que o governo brasileiro detectou muito bem e usa, é a característica primordial do povo brasileiro de carência afetiva, então dá-lhe propaganda de que somos o máximo, de que somos uma baita economia a tal única do pleno emprego. Mentiras deslavadas e gritantes, mas que a massa ama e no final das contas quem decide as eleições é esta massa, na qual há muita gente se beneficiando de bolsa-família. Me mudei recentemente e aqui perto tem uma galera beneficiária, são várias pessoas e muitas crianças, em geral todos gordos e todos (até as crianças) têm seu próprio notebook e passam as tardes na rua na frente de nossa residência, porque onde estão não estão não há sinal wifi. De fato tudo isto é único no mundo, um governo que dá o que povo (este povo) quer, popularizando outrora luxos de consumo e enfim eles acabam se sentindo o máximo. Os tipos vivem em uma verdadeira sub-habitação, são bastante ignorantes, mas agora têm geladeira, fogão, notes, tudo via borrrsssa-famiiiahhh. Realmente, Brasil potência da vida largada e que venham agora todas estrangeiros desvalidos do mundo se beneficiar de tudo que oferece este maravilhoso país-paraíso, mesmo que artificial.

    Curtir

  4. “afirmou após palestra no seminário promovido pelo Minds … e a Ford Fundation”

    Esta Ford Fundation é um antro da esquerda, é a maior financiadora de ONGs vermelhinhas.
    Sobre a reportagem, eu acho que ela exagerou foi na capa de 2009 pois o crescimento era artificial e eles não conseguiram ver isto. Agora que as coisas estão ficando mais evidentes é que eles se deram por conta.

    Curtir

  5. O Dono do Blog pelo visto é um petista…. Larguei de visitar aqui.

    Curtir

  6. como assim porto alegre é uma cidade brasileira? RS melhor em tudo.

    Curtir

  7. Pra mim, com a segunda capa, essa revista está reconhecendo a sua total incapacidade de analisar a situação econômica de um país, porque era evidente que as condições econômicas de 2009 eram artificiais, já que visavam exclusivamente eleger a candidata do partido do governo nas eleições de 2010, custe o que custar.

    Curtir

  8. As duas capas sao “exageradas”….o Economist so queria “headlines” estilo tabloide de baixo nivel.

    Curtir

  9. Não cheguei a ler a matéria ainda, mas a parte mais relevante pra mim são as comparações de investimento em infraestrutura. O Brasil simplesmente investe muito menos do que a média do mundo. É por isso que não temos estradas e ferrovias, portos e aeroportos, usinas de energia e indústrias.

    Curtir

    • Estamos procurando parceiros para PPP, só que algumas empresas privadas não querem parcerias, mas sim concessões sem risco bancadas pelo setor publico com a mínimo de investimentos de parte do ‘P’ delas. Modelo estilo Concepa, onde a empresa particular realmente faz melhorias, atualmente não é interessante! Assim mesmo temos várias obras sendo tocadas (e ainda são poucas) no estilo PPP, vide aeroportos e portos. A questão é que isso leva anos e durante todo esse tempo elas parecem paradas, sem contar a intromissão do judiciário travando tudo! Tirem os oculos da politica (dos dois lados) que aparecerão os feitos – o Brasil é gigantesco, é bom lembrar isso!

      Curtir

      • A Dilma disse na ONU que no Brasil nao existe insegurança jurídica e de contratos….ela deveria falar com os donos das empresas de eletricidade e infra estrutura para saber o que eles acham disto. Por isso é que tem tanta gente concorrendo pelos aeroportos, estradas e tudo mais né??

        Abaixo mais um trecho da reportagem que desmascara as desculpas estares afãs desse governo incompetente !!

        Por outro lado, os gastos com infraestrutura são apenas 1,5% do PIB, abaixo da média global de 3,8%, “insuficientes como um biquíni fio-dental”, compara a revista.

        A publicação critica, ainda, o que chama de contabilidade criativa fiscal do governo Dilma, além do excesso de intervencionismo sobre o setor privado. “Esses problemas acumularam por gerações. Mas a sra. Rousseftem se mostrado sem vontade ou capacidade para enfrentá-los, e criou novos problemas por interferir bem mais do que o pragmático Lula. Ela espantou investidores dos programas de infraestrutura e minou a reputação brasileira de retidão macroeconômica, ao pressionar publicamente o presidente do Banco Central a baixar juros”, diz, apontando que há, agora, a necessidade de elevar mais os juros para combater a persistente inflação.

        Curtir

    • Mas eu não falo em comparação, falo mesmo é na chance perdida em investir enquanto as coisas iam bem.

      Curtir

  10. O pior é que faz todo sentido.

    O mais triste é que o pais não investiu durante os bons tempos, e agora que as coisas estão ficando feias, não vão investir alegando não ter dinheiro.

    Só deu pra ver algumas obras absurdamente caras que nunca ficam prontas.

    Curtir

  11. Aquela do “takes off” também foi exagerada, estão mantendo a linha editorial deles de sempre.

    Curtir

  12. Sensacionalismo como em qualquer lugar… nada de mais. Duvido que há quem não esteja vacinado ainda, a não ser, é claro, os usos políticos dessas coisas.

    Curtir

  13. Quem está acompanhando a televisão aberta nos últimos dias sabe que há uma ação orquestrada. Esse lixo inglês faz parte…
    “Economist detona o Brasil e promove evento em que ouve Perillo, Anastasia…” (viomundo)
    http://goo.gl/aMQXZx

    Curtir

    • Ação orquestrada?? Esse lixo inglês que tu citaste,Fez um levantamento de 14 páginas,porém como todo esquerdista lunático que não lê, tu nao deve saber que foi constatado que o PT está torrando dinheiro com péssimos investimentos. o rombo na Petrobrás(+R$278BI),Eletrobrás(R$27BI),Valec(R$+18BI),trem-bala(R$62BI),BNDES para o Eike(+R$12BI),Cuba(U$3,8BI),África(U$2,7BI), Friboi/Marfrig(R$18,9BI),Copa do Mundo(+R$50BI), olimpíada(R$60BI) e o sucateamento e evasão da forças armadas. Agora lá fora sabem que em 2014 o Brasil vai quebrar.

      Curtir

    • Sim, há uma ação orquestrada da administração petista socialista incompetente! E botar a culpa na mídia é coisa de comunista também.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: