Revitalização à portuguesa

Os portugueses nos ensinam o que é “revitalização”  com o projeto – já entregue, da revitalização da Praça de Lisboa, localizada no centro da cidade do Porto. É o que se pode dizer de um projeto inovador e surpreendente. Os arquitetos responsáveis pela obra decidiram tirar a praça do chão, literalmente. Os especialistas criaram ali uma espécie de shopping, urbanizando ainda mais a região, mas se valeram dos diferentes níveis topográficos da praça para suspender o jardim e colocá-lo em cima do teto das lojas, transformando em um ambiente natural ideal para se apreciar nos dias estressantes. Comprove as imagens.

Clique para ampliar

Antes

prac3a7a_de_lisboa

 

Depois

mercado_actual

fotografia

8588807711_229a562ff1_c

Bem que queria algo assim no terminal dos bondes ao redor do chalé. (Sonha…)



Categorias:Outros assuntos

Tags:

24 respostas

  1. Acredito que o que falta são boas ideias e administradores com visão. E quando há boas ideias não há interesse em realizar. Infelizmente.

    Curtir

  2. Muito Bom Simon!!!
    .
    Cada vez que você coloca um projeto desse… (suspiro) só tenho um pensamento.
    .
    Porque não acontece nada desse tipo aqui…. (suspiro). Triste.
    .
    Provincianismo… (suspiro). Deixa pra lá.

    Curtir

  3. Cade o IAB, os contra do pontal do estaleiro e a turma do barulho da Luciana de Abreu??

    Pq essas brigas vcs nao tem interesse em comprar??

    Começo a desconfiar da legitimidade desses grupelhos!!!!

    Curtir

  4. Eu ia fazer uma piada sobre o absurdo que alguns iriam achar que era a tal privatização de parques e praças, que seria um absurdo mais um shopping (que ja vi muitos que comentam aqui no blog acharem um absurdo), mas nem tive tempo de usar a ironia que ja apareceu alguém para demonstrar a mente do povo.

    O mais triste é que são poucos que conseguem fazer barulho.

    Curtir

  5. E nós ainda fazemos piada com os portugueses!!!

    Curtir

  6. Diferença total entre quem sabe fazer e quem não sabe, como via de regra estes arquitetos urbanistas bastante limitados de Porto Alegre, os quais em se tratando de espaços públicos e revitalizações são a mais perfeita negação.

    Curtir

    • Exato! Gostaria que se convocasse arquitetos mundiais para fazerem revitalizações aqui. Chega de provincianismo e pequenez.

      Curtir

      • Aqui a turma da discussão com toda a sociedade, a turma do notório saber, a turma que tem inveja do Jaime lerner, iria tentar tulmutuar a contratação de arquitetos mundiais, porém iniciativa e pró atividade para diversas regiões degradadas de Poa eles nao possuem.

        A lista é grande: viaduto Otávio Rocha , arroio Ipiranga, esqueletao do centro e mais uma dezena de obras.

        Aí vem o governo e contrata um urbanista de nível mundial e eles piram e tentam melar tudo…

        Provem para Porto alegre que vocês nao sao oportunistas e apresentem soluções para as áreas degradadas de Poa!!!!

        Curtir

      • Na verdade o que precisamos é dos administradores com essa visão, porque o arquiteto não tem a liberdade criativa que vocês imaginam, ele tem que cumprir as determinações de quem o contrata.

        Curtir

  7. PRIVATIZARAM o espaço público. Ficaria muito melhor com tendas cobertas com lona laranja de caminhão e mendigos aproveitando o espaço como moradia. Agora sem ironias, ficou lindo, pena que o povo gauchês é muito conservador e não deixaria “privatizarmos” espaços públicos como eles fizeram (ver comentário acima).

    Curtir

    • Perfeito. É que esse negócio de praça já era. Quem frequenta uma praça? Em Porto Alegre, basicamente mendigos e pessoas levando cachorros para o banheiro. Praça é uma coisa antiquada, legal é shopping. E a grande solução para acabar com aqueles desagradáveis mendigos certamente é acabar com todas as praças e parques. Ou cercá-las e deixar os mendigos de fora.

      Curtir

      • Caro Francisco: Qualquer lugar do mundo já percebeu que para manter as praças vivas, temos que levar gente para elas. E qual o problema de ter lojas, espaços públicos diversos? Vou te contar, que falta de imaginação… veja pelo mundo as praças mais frequentadas e VIVAS, de repente, você aprende alguma coisa. 🙂 Sim, vá, olhe, abra a cabeça!

        Curtir

  8. Até que ficou mais ou menos bonito, mas, na prática, botaram um shopping onde era uma praça.

    Curtir

  9. Muito bom! Porto Alegre certamente tem muitos lugares que poderiam ter uma intervenção desse tipo. Até um exemplo de ideia semelhante é o multipalco do Theatro São Pedro, que tem vários níveis de atividades (restaurantes, palco, etc) e jardins ligados por uma escadaria.

    Infelizmente, a arquitetura dessa cidade se resume a blocões sem vida, cercados por muros e grades, sem nenhuma conexão com a cidade imediatamente ao seu redor. Sim Bourbon Wallig, eu estou olhando pra você.

    Curtir

  10. Realmente interessante. Lembro que a um tempo atrás vi uma designer que propôs algo parecido ao lado do mercado, onde atualmente é o terminal de ônibus. Só que tinha um vão livre bem maior, e além das lojas daria acesso às duas estações de metrô (a atual e a da nova linha).

    Algo assim seria interessante, pois aumentaria, bem dizer, a capacidade do mercado público e revitalizaria uma área que hoje está jogada. Poderia usar o espaço do terminal, o largo e a praça, criando meio que um shopping/ampliação do mercado/terminal de metrô.
    Mas nesse caso seriam necessárias bastantes escavações.

    Outros lugares legais pra algo desse tipo são as praças Dom Feliciano e praça Argentina.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: