Acordo garante obra do metrô em Porto Alegre

Dilma anunciará no sábado modelagem acertada entre União, Estado e Município

Metro_São_PauloEstá definida a modelagem de como será dividida entre União, Estado e prefeitura a nova parcela de investimentos para o metrô de Porto Alegre, que será anunciada no sábado, na Capital, pela presidente Dilma Rousseff (PT). A divisão vai confirmar os percentuais que vinham sendo tratados, com uma parcela maior a fundo perdido e o restante em empréstimos a serem tomados pelo Estado e a prefeitura. Assim, do total dos valores (aproximadamente R$ 2 bilhões), em torno de 70% serão investidos pela União a fundo perdido e os outros 30% serão de empréstimos a serem tomados pelo Estado e a prefeitura, na mesma proporção: 15% e 15%.

Na tarde dessa quarta-feira, ficou definido também o local do esperado anúncio. Ele ocorrerá na sede da prefeitura, pela manhã. Integrantes do governo do Estado preferiam que a solenidade acontecesse no Piratini, mas foram voto vencido, uma vez que a cerimônia no sábado já vai ocorrer em função das articulações do governo estadual. A ideia inicial era que Dilma fizesse o anúncio ainda amanhã, quando inicia sua agenda no RS, cumprindo promessa feita em sua última viagem à Capital, no mês passado, quando disse que a questão estaria fechada no máximo até a metade de outubro e que viria ao Estado para a comunicação oficial.

Como o governador Tarso Genro só volta do Chile à noite e o combinado era de que o anúncio do metrô fosse feito em conjunto por Dilma, ele e o prefeito José Fortunati, o Piratini se movimentou para que a agenda fosse adiada. A primeira opção sugerida era a segunda-feira, mas a Presidência acabou optando pelo sábado.

União, Estado e prefeitura bateram o martelo sobre a equação global na segunda-feira, na rodada final de negociações em Brasília, com integrantes dos ministérios do Planejamento e das Cidades e os secretários estadual do Planejamento, João Motta, e de Gestão de Porto Alegre, Urbano Schmitt. Desde então, os técnicos fecham o detalhamento das planilhas de custos.

O custo total estimado do metrô é de aproximadamente R$ 5 bilhões. Do montante, o poder público entrará com R$ 3,5 bilhões e a iniciativa privada com R$ 1,5 bilhão. Dos R$ 3,5 bilhões, a União já havia garantido R$ 1 bilhão a fundo perdido, em 2011, quando o custo total projetado ainda era de R$ 2,4 bilhões, e a contrapartida do Estado e da prefeitura de R$ 750 milhões.

Correio do Povo



Categorias:Metro Linha 2

Tags:, ,

20 respostas

  1. Beleza, já temos 5 bilhões para o Metrô.

    Resta saber se com esse dinheiro será possível fazer a linha completa e com uma boa qualidade. Nada de estações pequenas, sem acessibilidade, sem escadas rolantes etc…

  2. Tomara que seja isso mesmo.

  3. Mas vai ser aquele projeto cagado mesmo? Ou dá tempo de arrumar ainda?

    • Ao invés de convocar empresas pra fazer a obra do metrô, deveria ser feita uma convocação para empresas apresentarem um projeto para o metrô, com estudo de demanda, de traçado, de solo, de método construtivo, em suma, tudo isso que nosso prefeito nem deve saber que existe.

    • Vai ser aquela m… de projeto e pelo que li em uma matéria o trajeto será 30% menor que o “projeto” anterior.(mas parece que estão omitindo essa informação pra não causar ainda mais revolta) Onde irão cortar? Na ponta do centro ou da fiergs? E o pátio de manutenção? Além de uma só linha, será meia linha…
      Que m….

  4. Até encontrar uma pedra no caminho… e necessitar de aditivo…

  5. Legal essa história de “custo estimado” do metrô. Uma empresa cobra R$ 9,5 bilhões pra fazer com tuneladora e até a FIERGS. Daí, sem apresentar qualquer estudo, nosso prefeito decide que suprimindo o trecho entre o Triângulo e a FIERGS (que não seria subterrâneo) e alterando o método construtivo pra cut and cover, R$ 5 bilhões bastam.
    Vai te enxergar Fortunati, apresenta um projeto decente para o metrô e depois vai buscar recursos, e não o contrário.

  6. • VLT X Metrô em São Paulo: qual é a melhor solução?

    … Segundo Creso Peixoto, especialista em transportes e professor da Fundação Educacional Inaciana, o VLT é herdeiro direto dos bondes de antigamente. “Normalmente, ele circula em pistas ao nível da superfície ou em vias suspensas”, afirma Marcos Cintra, professor de economia e vice-presidente da FGV.

    Usando combustíveis como energia elétrica ou diesel (fora de áreas urbanas), o veículo ganha diferentes nomes quando circula em meio a carros e ônibus (bonde), em faixas parcialmente segregadas (tramway) ou pistas exclusivas (metrô leve). “A qualidade do VLT é ser um sistema limpo e sobre trilhos”, defende Peter Alouche, consultor independente na área de transportes. Limpo, claro, quando é elétrico, e não quando usa diesel.

    Com trilhos construídos na superfície ou em elevados, a implantação do VLT tende a ser uma opção mais barata do que a construção de linhas de metrô. “O gasto para a construção dos túneis utilizados pelo metrô é até 10 vezes maior”, afirma Peixoto.

    Além disso, por ser elétrico, o VLT é mais silencioso e gera menos poluentes do que o BRT (Bus Rapid Transit ou corredor expresso de ônibus), por exemplo. A capacidade de uma composição de VLT é de cerca de mil pessoas – metade daquela oferecida por um vagão de metrô, segundo Alouche.

    “O VLT é interessante para cidades com até 2 milhões de habitantes”, afirma Peixoto.

    Porque aumentar ainda mais o endividamento do município e do estado para implantar este metrô? Com o dinheiro previsto inicialmente daria para se implantar um sistema que atenderia a Linha 1. Desde que houvesse um projeto bem definido e realístico.

    Por acaso o Poder Público sabe que pelo menos 2 grupos internacionais já elaboraram estudos de viabilidade para apresentar soluções compatíveis com os recursos até então existentes? Mas como apresentar estes estudos se a PMI foi elaborada e, provavelmente a próxima também o será, com uma solução que exclui investidores sérios, cujos objetivos não são somente construir, mas operar, manter e expandir o sistema?

  7. Tira os impostos para esse tipo de obra, que com 5 bi, da pra fazer metrô pra todas as avenidas da cidade.
    haha

  8. O evento de sábado em POA acabou de ser suspenso.

    Acho que não será dessa vez que anunciam o metrô.

  9. O anuncio só será feito em 2014, próximo da eleição, bem como a ponte do guaiba. Alguém duvidava? O problema é que anuncio dado, não é obra cumprida..

  10. Acredito que o prefeito Fortunati deve ter parado para pensar o quanto algumas pessoas ao seu redor são interesseiras. E irá se afastar de algumas relações tóxicas que insistem no desperdício do dinheiro público com obras faraônicas e inacabadas. Afinal quem paga o prejuízo é o contribuinte.

    Agora, quanto ao Piratini (dividendo político = eleição = Tarso) estar disposto a seguir com as negociações ainda hoje e estar disposto a ampliar sua fatia no financiamento do metrô é surpreendente para quem nunca demonstrou maior interesse neste projeto. Além disso, será que a capacidade de endividamento do estado melhorou de ontem para hoje?

    • E.T. (reavaliando o comentário anterior sobre o prefeito e lembrando um personagem que certamente continuaria perambulando por Porto Alegre):

      “Diógenes de Sinope perambulava pelas ruas carregando uma lamparina, durante o dia, alegando estar procurando por um homem honesto. Por acreditar que a virtude era melhor revelada na ação e não na teoria, sua vida consistiu duma campanha incansável para desbancar as instituições e valores sociais do que ele via como uma sociedade corrupta.”

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 6.169 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: