Esculhambação geral em Porto Alegre

ESCULHAMBAÇÃO GERAL!!

O jornalista Danilo Ucha indignado:

Ainda querem receber turistas…

Coisas até pouco tempo inconcebíveis, em Porto Alegre, estão acontecendo. Voltei de São Paulo, quarta-feira, às 19h, fiquei meia hora esperando que a esteira do aeroporto Salgado Filho trouxesse a mala e UMA HORA E DEZ MINUTOS na fila para pegar um táxi. Simplesmente, não havia táxi no aeroporto. A fila chegou a ter mais de 500 (!) pessoas, algumas retornando de longos vôos internacionais.

Quase se formou um tumulto, com as pessoas reclamando e gritando. Algumas diziam que enquanto o povo continuar pacato, nada vai mudar. Outras diziam que o Prefeito Fortunati tinha que estar ali para ver no que ele transformou a cidade!

Na vinda para o centro, não deu para usa a Castelo Branco porque estava engarrafada; a Farrapos, também, mas, como não havia escolha, levamos mais de meia hora num trajeto normalmente de 15 minutos! O pior, lá na fila do táxi do aeroporto, é que não havia táxi, não havia orientação, não havia policiamento. Sobrou até para a Imprensa: “os jornais, rádios e televisões não vem isso”, gritava, irritada, uma senhora que estava chegando da Itália.

Aí me lembrei que haviam anunciado que em julho de 2013 fariam um concurso público para novos táxis em Porto Alegre.

Publicado no Blog do Prévidi



Categorias:Outros assuntos

52 respostas

  1. Offtopic sobre o metrô:

    “— Não queremos um carro popular nem uma Ferrari. Queremos um projeto funcional. Da outra vez, pedimos um carro de porte médio e nos apresentaram uma Ferrari — diz o prefeito José Fortunati.”

    É só eu que acho estranha essa comparação de metrô com carro popular e Ferrari?

    http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/politica/noticia/2013/10/rosane-de-oliveira-acordo-para-construir-metro-de-porto-alegre-preve-custo-de-r-4-8-bilhoes-4296599.html

    Curtir

    • Me pergunto o que ele considera Ferrari, pois no edital da PMI (sim, está disponível na internet!) especifica que os trens devem ser preferencialmente driverless (sem maquinista) e as plataformas das estações devem ter portas separando a plataforma dos trilhos. Aliás, é o mínimo esperado de qualquer linha de metrô construida a partir dessa década.

      Mas o que esperar de um edital que se contradiz e especifica que o modelo dos trens deve ser de metrô leve e em seguida diz que os trens devem ser compostos por seis vagões para 270 pessoas em cada um (50% a mais de capacidade que os trens da linha 1, que não é nem um pouco considerada leve)?

      Curtir

    • PS: Espero que esse encurtamento a partir da estação Triângulo seja apenas momentâneo e pretendam estende-lo até a Fiergs ou mesmo até Cachoeirinha futuramente, mesmo que após a conclusão dessa primeira etapa.

      PS2: Espero também que a linha de aeromovel da arena seja estendida da estação aeroporto até a estação D. Pedro II para que quem vem da zona norte não precise ir até o centro para fazer a baldeação para ir à RMPA, aeroporto ou mesmo até a Arena, e vice-versa.

      PS3: É muita esperança em relação à Porto Alegre que dá vontade de chorar.

      Curtir

    • Essa comparação das propostas com carros feitas pelo Fortunati é sintomática do carrocentrismo do prefeito.

      Algunsd comentários sobre a matéria:

      – “A Ferrari a que se refere o prefeito era um projeto de R$ 9,5 bilhões, com estações luxuosas, totalmente incompatível com os recursos disponíveis.” Se o que levou o valor da proposta a 9,5 bilhões foram as estações luxuosas, por que ficaram meses falando em suprimir o trecho triângulo-fiergs?

      – “Como a prefeitura aproveitará boa parte do trabalho realizado para a licitação anterior, será possível colocar o edital na rua até o final deste ano. A vencedora terá entre 90 e 120 dias para apresentar o projeto.” Então a prefeitura já tem o trabalho praticamente pronto e vai levar até o final do ano (uns 70 dias?) pra lançar o novo edital, e as empresas vão ter entre 90 e 120 dias pra apresentar um projeto?

      -“Já está definido que será no modelo “schild”, também conhecido como “tatuzão”, que faz escavação profunda. Os técnicos descartaram a construção por um sistema mais mais barato, o “cut and cover”, que vai escavando e cobrindo por trechos, porque significaria parar a cidade com as interrupções de trânsito nas avenidas Farrapos e Assis Brasil.” Ué, não era o shield que ia encarecer a ponto de quase inviabilizar a obra? Ah, mas atrapalharia o trânsito, então tem que dar um jeito

      Curtir

      • Pra mim era melhor que fizessem no método “cut and cover” e a linha completa, do que usar o “shield” e somente até o triângulo.
        Mas se o tatuzão puder ser reaproveitado para a extensão da linha pode ser uma boa tbm, pq vai levar uns 10 pra ficar pronto e até lá talvez já se tenha grana pra fazer o resto.

        Curtir

  2. Por que retiraram a postagem sobre as “rachaduras nas pistas do BRTs”? Por pressão da Prefeitura?!

    Curtir

    • porque se tratava de uma pista concretada há uma década ou mais, e não do novo corredor. talvez seja algo para ser reclamado mesmo assim, mas a forma como a notícia foi dada estava incorreta.

      Curtir

  3. da itália che bella no salgado f° ou de tramandaí na veppo num feriadão a dificuldade de táxis é a mesma..e as filas de ônibus nos corredores da bento RS040 viamão? sertório? farrapos e assis brasil?

    Curtir

  4. E tem gente dando pulos de alegria com o novo aeroporto lá em Portão. Se fizessem ao menos em Eldorado do sul daria pra chegar rapidinho de catamarã e nunca ia ter problemas na linha de aproximação, a menos que alguma construtora resolvesse levantar prédios no meio do guaíba.

    Curtir

  5. bah Yuri Adachi LINK !

    Para conhecimento em relação aos prédios com mais de 30 andares:
    Porto Alegre possui 1,5 milhão de habitantes e um 1 prédio com mais de 30 andares.
    Só para se ter uma ideia, a cidade do Rio de Janeiro possui 6,5 milhões de habitantes e 32 prédios com mais de 30 andares.
    Fazendo um simples cálculo, Porto Alegre possui 1 prédio com mais de 30 andares para 375 habitantes. Enquanto o Rio de Janeiro possui 1 prédio com mais de 30 andares para 203 habitantes….kkkkkkkk

    Curtir

  6. Bom, pelo menos o aeroporto atual tem o aeromóvel pronto, com previsão de funcionamento integral a partir de Novembro.

    Já imaginaram como ficaria essa situação no aeroporto lá dos quintos dos infernos?

    Pois é.

    Curtir

  7. Infelizmente ao chegar em Porto Alegre sofremos todo um impacto, tipo um choque mesmo. Muito coisa que se considera inconcebível em lugares desenvolvidos é bastante natural na capital gaúcha. Especificamente sobre o relato, saliento minha visão da frota de táxis, que acho precária em todos sentidos, inclusive estéticos. Carros “véios”, tricafonas, pintados com esta cor vermelha martírio. Como contraponto vemos que em Santa Catarina até em microcidades os táxis são modelos mais modernos, confortáveis, na linha top, pela simples razão de que cada taxista é dono do seu próprio veículo e sente orgulho e prazer em ter bons modelos, sempre aproveitando as facilidades legais que têm para renová-los. Porto Alegre sendo uma metrópole não dá, e os carros tem de ser estes cacarecos!? Tem muito coisa que teria de ser encarada e tomadas medidas para que as pessoas simplesmente sigam regras, mas me parece que culturalmente há uma trava muito grande, e a capital gaúcha segue avançando em precariedade.Triste.

    Curtir

    • Porto Alegre é a ‘Cuba’ das capitais brasileiras… mas tem gente q acha bonito.

      Curtir

    • Não creio. Porto Alegre tem uma idade média de táxis bem aceitável, cerca de 2,5 anos. Tem bastante taxista que troca de carro de 3 em 3 anos.

      Curtir

      • o problema é que aqui o carro nunca para de andar, ao contrário de outros locais, e os motoristas não tomam maiores cuidados porque nao são os proprietários e não são cobrados para prestar um bom serviço, mas para capitalizar.

        Curtir

  8. Vergonhosa essa situação. A prefeitura e a EPTC só podem estar fazendo ‘vista grossa’… E qual o interresse ? Como podem seguir insistindo q não faltam taxis, se todos os usuários pensam o contrário ?

    Curtir

  9. O problema maior ontem foi que tinha dois eventos (um grande e um “normal”): show do Black Sabbath e jogo do Grêmio.

    Porque não fazem grandes shows nos finais de semana? porque tem que ferrar com quem não tem nada a ver com a história e quer apenas ir pra casa, depois de um longo dia de trabalho?

    A cidade não tem estrutura pra um grande evento! ainda mais em dias de semana!

    Curtir

    • Quem escolhe a data dos shows é a banda.

      Curtir

    • Eu fiquei muito de cara pelo show ser no meio da semana, como tenho que me deslocar 350km até POA fica complicado voltar para trabalhar no outro dia.
      Mas no caso desses grandes show, acho que o que determina o dia é o tempo disponível para a turnê, e como a expectativa é de um público maior em SP e RJ, a preferência pelo final de semana é deles.

      Curtir

    • A verdade é que a FIRGS é o PIOR local da cidade para shows. Transporte péssimo e apenas uma via.

      Curtir

      • O metrô resolveria boa parte disso, as pessoas sairiam dos eventos da Fiergs sem precisar depender de táxi e carro. Afinal, acho que a única parte do trajeto que todos concordam é que ele deve passar pela Assis Brasil e pela Fiergs.

        Curtir

        • não dá pra levar o metrô até lá só para contemplar o púbico de um ou dois jogos por ano. é antieconômico.

          Curtir

        • Não é uma questão de levar o metrô para a Fiergs, ele vai atender aos bairros dali e à Cachoeirinha e Gravataí, e de quebra seria usado para os eventos da Fiergs. Com maior facilidade de ir e voltar, com certeza teriam mais do que 2 eventos por ano na Fiergs.

          Curtir

  10. Para conhecimento em relação aos táxis:

    Porto Alegre possui 1,5 milhão de habitantes e uma frota de 4 mil táxis.

    Só para se ter uma ideia, a cidade do Rio de Janeiro possui 6,5 milhões de habitantes e 32 mil táxis.

    Fazendo um simples cálculo, Porto Alegre possui 1 táxi para 375 habitantes. Enquanto o Rio de Janeiro possui 1 táxi para 203 habitantes.

    Curtir

  11. Realmente, Táxi em Porto Alegre é um martírio. Melhorou, vai melhorar.

    Curtir

    • é uma das cidades que mais têm táxis, pelo que se sabe. o problema é permitir que dois eventos de grande porte terminem no mesmo horário, na mesma região da cidade e nas proximidades do aeroporto.

      Curtir

      • a media dos taxis é feita pela população de porto alegre…esquecem da invasão de trabalhadores da região metropolitana e dos turistas..coisas do capilari. alguem mostra o aeromovel pro cidadão ai.

        Curtir

  12. E não foi ontem que deu vários transtornos por causa de um show na FIERGS e o jogo na Arena? Ou é assim todo dia mesmo?

    Curtir

  13. É uma daquelas coisas que, na hora que acontecem, nos irritam muito, escrevemos textos revoltados, mas depois passa, e mesmo que aconteça diariamente com outras pessoas, se nós não estamos lá não é nosso problema.

    Curtir

  14. pega o aeromovel, o trensurb e toma o táxi na rodoviária. ou pega o telefone e liga pra um, exepecionalmente podem atender.

    Curtir

  15. O problema de Porto Alegre são os porto-alegrenses que até hoje apesar da historia continuam alimentando pensamento de esquerda. Tu chuta uma moita salta 13 esquerdistas.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: