Convite: Audiência pública sobre o Projeto de Revitalização da Orla, com a presença de Jaime Lerner

AUDIÊNCIA PÚBLICA COM O OBJETIVO DE DEBATER O PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DA ORLA DO GUAÍBA NO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE

O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE, no uso de suas atribuições legais, comunica que a Audiência Pública acima referida ocorrerá no dia 14/10/2013, às 19 horas, no Plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal de Porto Alegre, localizado na Av. Loureiro da Silva, nº 255, nesta Capital, com o objetivo de debater a obra acima referida.

cartaz_orla

 

 

________________

O Projeto de Revitalização da Orla no Blog (links):

 

2011

2012



Categorias:Projeto de Revitalização da Orla

Tags:, ,

11 respostas

  1. OFF Tape o nariz e tente ir até o final…

    http://www.mafiadolixo.com/2013/10/ministerio-publico-de-contas-gaucho-lanca-um-pealo-de-cucharra-na-gestao-do-lixo-do-governo-do-prefeito-jose-fortunati/

    Ministério Público de Contas lança um ‘pealo de cucharra’ na gestão do lixo do governo do prefeito Fortunati
    10/10/2013 | Notícias | Nenhum comentário

    DEZ-ANOS-Máfia-do-Lixo-2013Na última segunda-feira, 07 de outubro de 2013, o Ministério Público de Contas (MPC) encaminhou ao Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul, a Promoção/MPC/0634/2013, Processo no. 002431-0200/13-7, que trata da Inspeção Especial no Departamento Municipal de Limpeza Urbana – DMLU, da Prefeitura de Porto Alegre, gestões de Carlos Vicente Bernardoni Gonçalves (2012) e André de Oliveira Carús (2013).PROMOÇÃO DO MPC-TCE-RS-DMLU DE PORTO ALEGRE

    O Ministério Público de Contas gaúcho faz constar em sua Promoção/MPC/0634/2013 que “a leitura atenta dos diversos expedientes que informam o exame das contas do Departamento Municipal de Limpeza Urbana de Porto Alegre, assim como as fiscalizações efetuadas pela Corte de Contas ao longo dos últimos anos, permite inferir sérias deficiências de ordem operacional da Autarquia, que autorizam conclusão no sentido de que os objetivos institucionais do Departamento, em lei definidos, não estão sendo atingidos”.Diretores do DMLU em 2012 e 2013

    O procurador geral do MPC, Geraldo Costa da Camino, diz ainda, que “as constantes deficiências de ordem operacional do Departamento, que demonstra não conseguir conhecer em profundidade os aspectos relacionados com sua área de atuação e, por força disso, evidencia a impossibilidade de oferecer ao Município soluções eficientes, eficazes e econômicas para a problemática da limpeza pública urbana, indicam o não-cumprimento de suas atribuições legais, inobstante o volume de recursos municipais que administra, o que deve ser adequadamente sopesado quando do julgamento das contas dos Administradores”.

    Foto de Luciano Lanes-PMPA – Diretor DMLU – Carlos Gonçalves e Diretor DMLU – André Carus – Foto Anselmo Cunha – PMPA

    Tudo sinaliza para a abertura de um processo de improbidade administrativa.

    “A nova revogação, ora anunciada e publicada (da licitação da coleta de lixo e outros serviços de limpeza urbana da capital gaúcha), não rompe a trajetória de ilegalidade que caracteriza as contratações do Departamento, ao contrário pereniza a irregularidade de atuação do órgão público e transforma o emergencial em ordinário, o temporário em permanente, informando a desobediência explícita aos mandamentos constitucionais e legais que regem a Administração Pública”, afirma o procurador geral do Ministério Público de Contas.

    Hoje completam 666 dias de emergência no lixo de Porto Alegre. O governo do prefeito José Fortunati (PDT) opera diversos serviços de limpeza urbana da capital gaúcha por meio de contratos firmados sem licitação pública. Isso acontece desde 14 de dezembro de 2011.

    Entre os diversos serviços de limpeza urbana da capital gaúcha, o governo do prefeito José Fortunati mantém a “Capina”, a “Coleta de Resíduos Sólidos Domiciliares”, “Coleta de Resíduos Recicláveis”, o fornecimento de “Containeres” com o transporte de resíduos dos focos de lixo, entre outros.

    Há emergência em Porto Alegre até em “Seguro de Vida” em grupo para servidores que participam da Apólice de Seguro Coletivo na condição de segurados ativos.

    No governo do prefeito Fortunati, empresas privadas são contratadas sem licitação pública pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana – DMLU, a titulo emergencial, entre essas empreiteiras estão as que operam nas áreas de maior faturamento no lixo, como exemplo a coleta de resíduos domiciliares.

    Somente com a empresa Revita Engenharia S/A, o DMLU no governo do prefeito pedetista José Fortunati já assinou quatro contratos emergenciais, todos sem licitação pública.

    Com esse “pealo de cucharra” lançado pelo Ministério Público de Contas, via a sua Promoção/MPC/0634/2013, o procurador Geraldo Costa da Camino requer ao Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul que o diretor geral do Departamento Municipal de Limpeza Urbana – DMLU, senhor André de Oliveira Carús, publique em 30 dias os editais da Concorrência Pública para todos serviços que estão sendo operados por “emergência”.

    Curtir

  2. O Jaime Lerner?…. Mas não era o Arq.Marcelo Allet o coordenador do projeto da orla desenvolvido pela Prefeitura de POA? Alguma coisa esta errada……

    Curtir

  3. Ok, existem audiências que informam e outras que tomam decisões. Esta é do tipo que só informa. Tudo bem, então vamos informar que o grande “saber notório” do Lerner não é de ser um bom arquiteto, mas sim, de ser um bom gestor público que conseguiu dar agilidade e continuidade política para seus projetos. Agilidade e continuidade é algo que não ocorre em Porto Alegre. Não adianta chamar o Lerner, pois ele não vai conseguir terminar com o grenal político. Cara, não sou um pessimista, acho inclusive que partindo desta orla vazia, seria capaz de se executar um projeto extraordinário, algo que colocasse a cidade no mapa. Existe uma polarização mesmo entre cidadãos sobre quais funções a orla deve ter. Eu penso que não se deve repreender a turma do “NÃO”. Primeiro porque grande parte da população compartilha as bandeiras de naturalidade e uso social do espaço. Segundo porque esses ideais são importantes e não impedem de se fazer um projeto ousado, aliás, neste caso, o desafio é justamente executar uma obra grandiosa e útil aos olhos de todos sem ser invasiva. Por último, a turma do Não é extramente importante para acabar com o grenal. Sinto muito se alguém pensa que eles devem ser “combatidos”, combater é grenalizar.

    Curtir

  4. DEBATER???…….AGAIN??
    Na capital do “eterno debate” nada vai pra frente……….

    Curtir

  5. Agora, uma coisa. Sensacional a imagem da água do Guaíba dando a ideia de MAR! hahahaha Deve ser uma imagem ilustrativa do mês de fevereiro, quando o Guaíba fica verde por conta da proliferação das algas.

    Curtir

  6. Isso não era pra ficar pronto até a copa?

    Curtir

  7. Ótima oportunidade para a população comparecer e tirar suas dúvidas!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: