Prefeitura apresenta ônibus do BRT na quarta-feira

Coletivos terão capacidade total para 166 passageiros e ar-condicionado

Obras dos futuros corredores BRT estão atrasadas Crédito: André Ávila / CP Memória

Obras dos futuros corredores BRT estão atrasadas
Crédito: André Ávila / CP Memória

A prefeitura de Porto Alegre irá apresentar os ônibus padrão Bus Rapid Transit (BRT) na manhã da próxima quarta-feira, em evento no Largo Glênio Peres. A apresentação será feita pelo prefeito José Fortunati e do diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari.

Entre as principais características do veículo estão o chassi Mercedes-Benz; motorização Euro V – Proconve 7, com baixa emissão de gases poluentes; motor traseiro; articulado – piso baixo; trucado, com 2º eixo traseiro direcional; câmbio automático; carroceria Marcopolo com 23m de comprimento; capacidade total para 166 passageiros, sendo 62 sentados; ar-condicionado; acessibilidade por rampa de acesso pela porta central; box para cadeirante; dois conjuntos de portas duplas para desembarque; pintura diferenciada; câmera de monitoramento interno.

Pelo sistema BRT, os ônibus circularão em quatro corredores exclusivos, cujas obras estão atrasadas, localizados nas avenidas Bento Gonçalves, João Pessoa, Protásio Alves e Padre Cacique.

Correio do Povo



Categorias:BRT

Tags:, , ,

33 respostas

  1. O modelo do CHASSI é O500 UDA da Mercedes Benz que em modelos semelhantes rodam na Europa a bastante tempo, principalmente em ISTANBUL na Turquia, exemplo positivo de sistema massivo de transporte sobre pneus. A carroceria com portas duplas ou seja ficando 5 portas ao lado direito caracterizam um modelo inovador pesquisado a muito tempo para ser testado em BRTs e já em uso nos modelos de Piso Alto com em Bogotá.

    At.

    Curtir

  2. http://onibusbrasil.com/foto/1898882/

    Será este o carro apresentado na próxima 4ª feira.

    Curtir

  3. Provavelmente reclamarão dos ônibus com piso baixo. Mas vale lembrar que assim, não precisamos de estações com plataformas altas para que o assoalho do veículo e da estação estejam no mesmo nível (mesmo que piso baixo deixe alguns lugares a menos). Além do mais, permitem fácil evacuação dos passageiros em caso de acidente, pois mesmo com faixa exclusiva, o BRT ainda está exposto ao transito nos cruzamentos e ainda está a mercê de criminosos que podem (nossa como estou sendo dramático, mas existe a possibilidade) incendiar o ônibus.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: