Obras inacabadas seguem em pauta

predios2

 

predios3

 

predios

 

Jornal Metro – Porto Alegre – 05/11/2013



Categorias:Abandono, Plano Diretor, Prédios, Restaurações | Reformas

Tags:,

6 respostas

  1. Eu ainda acho inacreditável que haja quem seja contra o projeto. Talvez os proprietários estejam esperando mais algumas décadas, para, na próxima encarnação, ganharem dinheiro com mudanças no plano diretor.
    São cinco esqueletos! Que não atraem a atenção de construtora nenhuma! Que talvez nem com esse incentivo sejam acabados! Estão enfeiando a cidade à décadas! Agora há uma chance real de terminarem as obras e tem gente que é contra! Só pode ser por razões políticas, pelo medo do prefeito ganhar créditos entre a população, não é possível.

    Curtir

  2. Espero que a mesma justificativa usada para rejeitar o substitutivo sirva para rejeitar esse projeto.

    Curtir

  3. O melhor incentivo que se pode dar à conclusão dessas obras, mantendo os interesses urbanísticos da cidade, é refutar veementemente essa proposta.

    A única razão que leva os nossos caríssimos empreiteiros a não finalizar essas obras por décadas é a esperança de eventualmente obter vantagens como as desta proposta.

    A propósito, aprovar este incentivo para a finalização dos seis projetos no centro passa uma mensagem clara para os donos das dezenas de esqueletos restantes na cidade: “tenha paciência, em vinte anos chegará a sua vez de obter uma vantagem da prefeitura/permissão para burlar o plano diretor”.

    Curtir

  4. Pena q isso não se refere à ciclovia da Ipiranga, por exemplo.

    Curtir

  5. Por mim, teria que derrubar.
    Tenho certeza que todos vão ser feios, duvido que alguem vai querer investir uma boa grana para um prédio abandonado a anos.
    Provavelmente sairia uma reforma bem basica.

    É melhor do que nada, eu sei… mas né….

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: