Impasse no estádio Beira-Rio

Imagem: Internacional / AG. 07/11/2013

Imagem: Internacional / AG. 07/11/2013

Faltando pouco mais de um mês para o encerramento do prazo de entrega do Estádio Beira-Rio, o impasse envolvendo as adaptações de iluminação e calçamento em cerca de 35 mil metros quadrados de área externa ainda gera dor de cabeça ao Internacional e Prefeitura.

Apesar da liberação de R$ 7,8 milhões, via União, confirmada no final de setembro, a indefinição sobre as matrículas de posse da prefeitura e de espaços privados do clube é o único aspecto que pode comprometer a conclusão do projeto integral da sede gaúcha da Copa do Mundo de 2014.

Uma imprecisão contratual sobre a responsabilidade do entorno já se arrasta por alguns meses. Internacional, prefeitura e construtora Andrade Gutierrez não chegaram a um acordo sobre quem pagará uma conta estimada em R$ 12,8 milhões. No entanto, de acordo com o engenheiro e ex-diretor de patrimônio do clube, Emídio Ferreira, que preside uma comissão instalada há três meses para acompanhar a questão, o acerto deve estar próximo.

Affonso Ritter



Categorias:COPA 2014, Reforma do Estádio Beira-Rio

Tags:, , ,

16 respostas

  1. Não lhes parece suficiente um estádio avançando sobre uma avenida PÚBLICA?? Ajudem com algo, a cidade é de todos!

    Curtir

    • Na verdade a avenida avançou pra dentro do espaço do Inter.

      Curtir

    • A avenida que avançou sobre o estádio. Disso não se tem dúvida !

      Curtir

      • Assim como não se tem dúvidas de que a cidade avançou sobre o Guaíba (por consequência o estádio também). Estamos no princípio, ladrão que rouba ladrão…

        Curtir

        • Pois é, e se for por esse lado, se a Marinha quiser, ela pode mandar demolir o estadio, pois tem a tal “area de marinha”, que não pode ser nada construido a uma certa distancia da orla, o mesmo vale para as casas que estão na vila assunção, as de pescadores, após o veleiros, elas também deveriam sair dali. Ja pensou se radicalizam mesmo? Claro isso nunca vai ocorrer.

          Curtir

  2. Matéria tendenciosa, como sempre.
    “Faltando pouco mais de um mês para o encerramento do prazo de entrega do Estádio…”
    A data é de 5/11, ou seja quase dois meses.

    Curtir

  3. Como sempre, tudo pra ultima hora!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: