Incêndio atinge Shopping Iguatemi em Porto Alegre

Fogo começou na praça de alimentação, mas ainda não se sabe a proporção

Um incêndio atingiu a praça de alimentação do shopping Iguatemi na noite deste domingo, na zona Norte de Porto Alegre. O Corpo de Bombeiros ainda não sabe a proporção. Duas viaturas já estão no local para controlar as chamas. O fogo teria iniciado na lanchonete Burger King.

Pelo Twitter, a vereadora Mônica Leal relatou que há muita fumaça na parte de alimentação do shopping. “Área de alimentação com muita fumaça. Uma multidão correu pelo shopping para alcançar as portas de saída”, contou. Outros relatos no Twitter dizem que a saída das pessoas do local foi confusa, principalmente no estacionamento. A reclamação é de que as cancelas demoraram para ser liberadas.

Correio do Povo

Mais informações na ZH, clicando aqui.

_____________________

Incêndio já foi controlado. Começou no Burger King mas foram 3 viaturas dos bombeiros e liquidaram com as chamas.

Mas vale destacar o despreparo do nosso mais antigo shopping: custaram a abrir as cancelas do estacionamento, a Renner manteve as portas de emergência fechadas, nenhum alarme de incêndio tocou. Lamentável o despreparo do Iguatemi.

Bombeiros disseram, agora há pouco, que foi um “princípio de incêndio”.

Atualizado às 22:04



Categorias:Outros assuntos

Tags:,

24 respostas

  1. Se não tem plano de evacuação é melhor não soar sirenes mesmo, uma população em pânico pode machucar muita gente. Deveria ter um roteiro a seguir em caso de incêndio, eu por exemplo, não saberia qual melhor saída a escolher.

    Curtir

    • Por isso existe a preocupação de todos nós em sempre repararmos o lugar onde estamos. Poucos fazem isso. Por exemplo, quando eu vi essa notícia, pensei que caso eu estivesse lá, estaria fora do Iguatemi em menos de 30s. Há uma saída de emergência AO LADO do Burger King (sim, encostado). Já reparei nela diversas vezes.

      Curtir

  2. É que os carros la no quinto dos infernos do estacionamento tambem iriam pegar fogo.
    hahaha

    Claro que as pessoas não iriam querer deixar um objeto que custa entre 20 e ate mais de 1 milhão de reais largado la, mesmo que não tivesse como pegar fogo.

    De qualquer forma, nessa hora, o desespero faz as pessoas pensarem de tudo, pelo que li, liberaram depois.

    Curtir

  3. Tudo bem que tá errado o alarme não ter sido acionado pela fumaça, mas por que ninguém acionou o alarme manualmente assim que avistado fogo?

    Curtir

  4. Não entendi qual o problema com as cancelas. Cancela impede a passagem de carros, mas permite em geral a passagem de pessoas e, a bem dizer, depois que você sai das portas do “prédio” do shopping, é bem fácil de dispersar. Em incêndio, a prioridade é remover as pessoas do local, não os objetos.

    Enfim, o problema da prevenção e combate a incêndio no Brasil não é só de engenharia, mas principalmente cultural. De nada adianta ter todas as saídas de incêndio bonitonas e com a capacidade certa se as pessoas querem perder tempo e obstruir circulação tirando o seu precioso veículo de perto.

    Curtir

    • Ah ta Felipe! Exagerou com esse teu comentario!! As pessoas iam sair a pé de perto do shopping e iam correndo pra casa???

      Curtir

      • Sim, exatamente isso. Da mesma forma como se recomenda deixar a bagagem de mão para trás em um incêndio em avião. Da mesma forma como se recomenda deixar para trás pertences e mochilas em incêndios em prédios. Da mesma forma como o certo é deixar os clientes saírem sem pagar em incêndios em estabelecimentos comerciais (vide, Cromagnon, Kiss, incêndio no Supermercado no Paraguai)

        Todos esses bem materiais são recuperáveis através de acionamento de seguro. Vidas humanas perdidas por esse tipo de mesquinharia não são recuperáveis.

        Curtir

      • As pessoas devem sair a pé e aguardar uma solução, se os carros queimarem é dever da companhia de seguro anti-incêndio do shopping pagar indenização pra quem perdeu algo no incêndio.

        Curtir

    • Enfim, cada treinamento de incêndio (coff coff, que treinamento?) que eu vejo neguinho sair com pasta e mochila na mão eu comprovo mais ainda a teoria da falta de cultura de incêndio desse país.

      Curtir

    • Com certeza! Mesmo que as cancelas abrissem todas, não haveria tempo hábil para todos os carros saírem. A única forma te ter-se segurança de verdade em caso de incêndio e sair a pé e afastar-se o mais rápido possível.

      Curtir

  5. Será que tem o alvará dos bombeiros…..

    Curtir

  6. Pela notícia, o alarme não foi disparado. A fumaça é q fez as pessoas saírem dos demais setores do shopping. Agora vão despejar um c. de dinheiro na RBS para limpar a imagem.

    Curtir

    • Só vai ser disparado o som do alarme de incêndio para evacuar todo o prédio. Obviamente que em um incendio pequeno como foi pelas normas não se deve disparar o som do alarme.

      Atualmente não é automático o disparo do som do alarme quando se “quebra” a botoeira do alarme.

      Pelo que se viu nos relatos, o que faltou é a presença mais forte da brigada de incêndio do prédio para auxiliar a remoção das pessoas sem tumulto.

      Curtir

      • Mas espera aí um pouco. Como se sabe que o incêndio vai ser pequeno ou se não vai se alastrar rapidamente ? Que eu saiba o alarme deve disparar no primeiro sinal de incêndio. Pode salvar vidas esta precaução.

        Curtir

        • No primeiro sinal de fogo ou emergência (tanto quando se quebra a botoeira ou se algum dispositivo automático de detecção do fogo) não tem como saber se existe fogo ou se vai se alastrar para todo o prédio (na verdade o pessoal mais técnico sabe que não tem como o fogo se alastrar por todo prédio – mas isso é outra historia).

          Mas se tem certeza que o pânico vai ser muito pior (no caso acho que até acidente mais grave – como um carro passar por cima de pedestre). Pra quem já ouviu a sirene ligada sabe. Pode estar muito distante do fogo mas o seu pavor vai ser como o fogo estivesse no teu lado.

          Por isso a norma técnica diz que se liga a sirene em último caso. Mesmo com a sirene ligada o pessoal tem que obedecer a brigada de incêndio. Obvio que neste prédio onde a maior parte do pessoal é de fora, difícil o pessoal respeitar o brigadista. Mas em um prédio comercial é assim que deve ocorrer.

          Curtir

  7. Ano bizarro.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: