Retorno dos caetanos provoca divergências

Fiscalização. Controladores que flagram desrespeito ao sinal vermelho serão instalados em 16 pontos da capital. Sindicato dos taxistas se posiciona contra e pede mais segurança.

caetanos1

 

caetanos2

 

caetanos3

 

Jornal Metro – Porto Alegre – 11/11/2013



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , , , , ,

38 respostas

  1. Nem vou comentar, só o seguinte: Quem é multado é porque não segue a Lei…bem feito…tem mais é que multar e bem caro….

    Curtir

  2. Também concordo com alguns que o funcionamento das sinaleiras deveriam ser diferentes de madrugada. Entretanto, muita gente não sabe dirigir da melhor forma de madrugada. Muito motorista por exemplo, ao ver uma sinaleira fechada, segue no limite da velocidade até chegar próximo dela. Desta forma, fica parado no sinal vermelho sem necessidade. De madrugada o certo mesmo é diminuir a velocidade assim que ver o sinal vermelho. Assim, se tiver que ficar parado no sinal vai fazer isto por muito pouco tempo. Evita-se multas, acidentes e até desgaste prematuro dos freios (se saber usar no tempo certo o freio motor).

    Curtir

  3. Passar o sinal fechado e ser assaltado pelo governo (R$191) ou parar no sinal e ser assaltado por marginais (e quem sabe pagar com a vida). Faça a sua escolha.

    Curtir

    • Bem lembrado Marcos. As vezes, na madrugada, podemos pagar com a vida. Então ja fiz a minha escolha. Passar com o sinal fechado, devagar, olhando bem, mas passar. Seria melhor ter neste horário o pisca pisca amarelo.

      Curtir

      • Boa Gilberto, também sou a favor do amarelo piscante.

        A dica de ir reduzindo antes também é válida, mas nem sempre é aplicável.
        Vou tentar evitar estas vias com caetano (inclusive vou imprimir a lista) e continuar furando o sinal vermelho de madrugada quando eu julgar perigoso.

        Abraço!

        Curtir

    • Eu escolho nao ser mediocre e pensar que sempre existem apenas duas escolhas… Mas a verdade é que gosto das regras, mas nao quando elas atingem meus comportamentos irregulares. Acho legal reduzir um assunto a uma argumentaçao superficial e falaciosa inventando um resultado baseado em alguma verdade. Pra mim, bandido bom é aquele morto e saio na rua pra pedir o fim da corrupçao, que só existe na politica, onde eu nao estou inserido. Sou um cidadao brasileiro que paga imposto demais pra receber de menos, entao prego a moralidade e passar o sinal vermelho com pessoas esperando pra atravessar é culpa exclusiva do Estado, eu só quero a liberdade de infringir as leis, a segurança dos outros e o bom senso tranquilamente pra parar no engarrafamento logo mais a frente. Sofro e sofro calado, porque “no pain, no gain”. Me deixem ser o brasileiro que sempre fui, só o que me falta ter que parar pra pedestre agora… Afinal, eu pago IPVA! Eu pago! Quero ser livre!

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: