Asfalto sobre pedras?

asfalto-esburacadoA moradora da rua Guararapes de Porto Alegre, Deusa Vendite, conta por e-mail que, ao seu redor, todas as ruas eram de pedras, mas com o transito mais pesado resolveram colocar asfalto em cima.

Conclusão: além de diminuir o escoamento local da água, o asfalto sai facilmente e cria buracos.

Questões: colocar asfalto em cima das pedras é correto? O terreno não deveria ser melhor preparado?

Affonso Ritter

Os problemas do asfalto

Pode ser antipático escrever contra o asfalto de ruas, porque todo mundo quer asfalto. Mas, muitos problemas das cidades derivam dele, que tem lugar em ruas de grande movimento e rodovias. Sem vegetação, o asfalto eleva em 10°C o calor no verão e, principalmente, canaliza as águas das chuvas com os problemas decorrentes, explica o consultor de meio ambiente e ex-vereador Beto Moesch.

Em ruas de pouco movimento, já há um excelente substituto, até para a pedra irregular, o bloquete de concreto, produzido por várias fábricas locais e que a prefeitura de Porto Alegre começou a usar com moderação devido ao elevado custo. E há uma rua, a Sepé Tiaraju, cujo piso há anos tem estes bloquetes, fazendo os carros deslizarem como se fosse de asfalto sem os seus problemas. A. Ritter

Seriam estes blocos de concreto?

Av. Voluntários da Pátria, agosto/2013. Foto: Gilberto Simon



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , ,

22 respostas

  1. Tenho minhas dúvidas, porque em algumas vias que conheço e por lá transito, muitas das vezes os blocos afundam. Como exemplo, na rua Dona Teodora, em frente ao Posto de Saúde, o DMAE ou DEP fez algum serviço e deixou um buraco de mais de 1.20 m de diâmetro e bem profundo, o qual ficou aberto por mais de 10 meses. Qualquer veículo que passasse no exato local, teria sua suspensão quebrada e sem falar do perigo de um desastre veicular. Aconteceu o seguinte: o órgão responsável encheu de pixe e até deu um aspecto bem feio, uma via com blocos de concreto e ali enchimento com o pixe. Eta setor público. Eta Prefeitura. A cabeça do ser humano não é só para usar chapéu.
    Outra coisa: aqui em Porto Alegre o asfalto não dura muito porque é uma casquinha de ovo, bem diferente de países de 1º Mundo, mais de 20 centímetros de espessura e uma base que resiste tanto que dura quase 100 anos. Eta setor público de 3º Mundo.

    Curtir

  2. Boa iniciativa, os pisos de paralelepipedos e pedras irregulares espalhados pela cidade estão deteriorados, talvez pelo aumento da frota de veículos não justifique esse tipo de calçamento. Porto Alegre é a capital com menos ruas asfaltadas que conheço, até 1987 se usavam pedras irregulares para calçamento de ruas. Ansioso pelo asfaltamento da Av. Pereira Passos na Assunção, a linha 188 quando trafega por ali parece que vai se desmanchar.

    Curtir

  3. Ou melhor, parece Cuba

    Curtir

  4. Essa última foto parece que foi tirada em uma cidade africana. Que lugar horroroso

    Curtir

  5. Esses blocos de concreto intertravado são uma boa opção, mas não são feitos para aguentar o tranco de avenidas de grande circulação. Em ruas de menor tráfego, no entanto, são uma excelente opção: facilitam a manutenção de tubulações subterrâneas (são fáceis de serem retirados e recolocados), facilitam a drenagem pluvial e atuam como ferramenta de moderação de tráfego (“traffic calming”): mesmo inconscientemente, os motoristas tendem a correr menos em ruas com esta pavimentação do que em ruas asfaltadas.

    Curtir

  6. Antes da reeleição do Fogaça ele fez isso em várias ruas do Jardim Botânico. É uma casquinha de asfalto.

    Curtir

  7. Preciso de asfalto para pedalar minha bicicletinha pela cidade.

    Curtir

  8. É complicado isso.

    Eu moro numa rua que apesar de pequena, tem um bom movimento de caminhões, tem algumas partes com asfalto, mas eles não se desmancham assim.

    Na Benjamin onde mais passam os onibus da pra ver que tem pedra em baixo do asfalto, mas o asfalto não sai com tanta facilidade.

    Isso é a qualidade do asfalto mesmo, por que é uma camada bem fina de asfalto na benjamin.

    Morei numa rua que era de chão batido mesmo, colocaram um asfalto que em poucos dias começou a abrir crateras.
    Eu era criança e conseguia tirar com a mão o asfalto.

    Depois de anos que trocaram o asfalto, e segue ate hoje um bom asfalto.

    Não sei o que fizeram, mas, acho que foi milagre das macumbas mesmo.
    hahaha

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: