Usuários aprovam nova parada de ônibus no Porto Seco

QUE LINDA A PARADA !!!!   #SQN

Com o novo abrigo, a cobertura foi ampliada, garantindo maior conforto  Foto: Thalles Campos/Divulgação PMPA

Com o novo abrigo, a cobertura foi ampliada, garantindo maior conforto Foto: Thalles Campos/Divulgação PMPA

Após pedido de usuários, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) avaliou positivamente e instalou uma nova parada de ônibus na avenida Dante Ângelo Pilla, nº 833, próximo ao Porto Seco, zona Norte da Capital. Com o novo abrigo, a cobertura do local foi ampliada, permitindo maior conforto aos usuários das linhas de ônibus da região.

Para Gislaine Abreu da Silva, usuária da linha 633 – Costa e Silva, a medida ajudará nos dias de chuva. “Ficou 100%. Melhorou bastante para quem espera os ônibus aqui”. Letícia Machado, enfermeira e também usuária da linha 633, aprovou. “Ficou muito bom assim. Estamos mais abrigados da chuva e do Sol”, disse.

Prefeitura de Porto Alegre

____________________

Continuam investindo nestas porcarias ?  Meu Deus !!!



Categorias:onibus

Tags:

31 respostas

  1. Fico feliz com o tanto de manifestações sobre o tema! Por que? Fiquei alguns anos fora de Porto Alegre, quando retornei fiquei SURPRESO com esse “negócio” chamado de ponto de ônibus. Como falado em um comentário, eu JAMAIS imaginei que no século XXI em Porto Alegre, Capital de um dos Estados mais ricos do Brasil, houvesse um “negócio” desses. QUE DECEPÇÃO!! Por ter dado um voto de confiança (ainda não voto em POA) ao Sr. Prefeito, imaginei que ele fosse se preocupar com essas coisas TÃO EVIDENTES. Porto Alegre tem condições e merece coisa melhor. O vandalismo existe, todavia NÃO É JUSTIFICATIVA para se oferecer porcaria ao cidadão.

    Curtir

  2. O modelo arquitetônico, se que é se poderia falar nisso com relação ao modelo apresentado, um lixo barato, péssimo gosto, enfim, um caos total e para finalizar, a parada de ônibus sem sem o devido calçamento na sua totalidade, em que as pessoas ficam a exposição de chão batido.

    Belo modelo para propaganda. Terminem os devidos reparos na referida parada de ônibus modelo.

    Já aqui no Jardim Botânico, houve a instalação de parada de ônibus padronizada, ótima apresentação quanto ao projeto, quanto as cores ficou a desejar, inclusive com bancos.

    Você adivinha onde a mesma foi instalada e estão sendo instaladas com o modelo descrito anteriormente, em frente a grandes grupos corporativos, aqueles que doam dinheiro para os Agentes Públicos junto ao Paço Municipal.

    Qual seria o critério, atingir os pontos nobres com modelos de parada padrões a fim de valorizar os referidos grupos empresariais.

    E Agora José, o que dizer destes critérios.

    Curtir

  3. QUE LIXO….RIDICULO….O POVO NAO MERECE….

    Curtir

  4. Eu não sei porque não é liberado pela prefeitura que empresas de publicidade façam as paradas de ônibus, de forma padronizada. Em troca ganham o espaço para divulgar seus trabalhos.

    Curtir

  5. nessa foto, para mim, o problema não é o visual do ponto de ônibus, mas sim a calçada. eu concordo com uma parada de ônibus de baixo custo, sacrificando o visual e poupando dinheiro para, por exemplo, arrumar o calçamento da rua que, na foto, é feito de mato e terra (terra em dia de chuva = lama). a questão é: onde está o dinheiro economizado?

    Curtir

  6. heheh chega a ser engracado! que coisa horrivel!

    Curtir

  7. “…garantindo maior conforto…” ???

    Sério isso? Que conforto? HAHAHAHAHAHA!

    Só pode ser piada!

    Curtir

  8. Para assar no calorzão vai ser Ó, uma maravilha.

    Curtir

  9. “Mel dels…” continuam jogando dinheiro público no ralo…

    Curtir

  10. Com relação aos novos corredores de ônibus de concreto:

    o alisamento do concreto é feito de uma lateral a outra, o que causa ranhuras perpendiculares ao trajeto do ônibus (como aquelas madeiras dos trilhos do trem). com certeza é o método mais fácil de se fazer. Mas o resultado, para quem está dentro do ônibus, é uma trepidação enorme.

    ps: não estou falando das divisórias entre um bloco de concreto e outro, estou falando das micro-ondulações do concreto, que causam uma trepidação que no asfalto não há. acho que deveriam fazer o acabamento do concreto de forma a evitar isso.

    Curtir

    • Essas ranhuras são propositais e tem sua razão de existir. O alisamento do concreto é feito longitudinalmente, no sentido da rua. Porém, o concreto liso tem menos aderência, o que é muito importante quando se fala de veículos com pelo menos 15 toneladas cada e levam 160 pessoas (futuramente, o BRT). Essas ranhuras são feitas após o alisamento do concreto, com o cimento ainda fresco, usando uma espécie de “vassoura” puxando-a de um lado ao outro da pista, formando os sulcos que dão mais aderência ao ônibus.

      Quando o ônibus que circula sobre ela é velho, sente-se o tamanho de cada ranhura. Mas se for um modelo novo e confortável, como os 2 Marcopolo Vialle BRT que a Carris tem em sua frota, eles se tornam imperceptíveis.

      Curtir

      • nenhum ônibus da frota de porto alegre pode ser considerado realmente velho. mesmo se os novos marcopolos forem essa revolução toda que tu citas, devo lembrar que nem todos os ônibus que passam por este corredor serão deste modelo. investir milhões em uma pista que trepida não parece-me ser uma solução inteligente. deve haver outras.

        Curtir

        • Não é exatamente por serem “velhos”, mas por serem outro modelo. Espera-se que os novos ônibus genuinamente planejados, elaborados para o sistema BRT se adaptem perfeitamente a essa nova pista, haja vista que ela foi construída para isso, além de ter maior resistência. É válido lembrar que pouco adianta ter um asfalto lisinho e um ônibus sem trepidação nos primeiros meses se daqui um ano o asfalto estiver todo torto, cheio de falhas e lombos para o ônibus saltar, como é o caso de muitos corredores.

          Curtir

    • Como já foi falado, esse acabamento é feito no concreto ainda fresco com uma espécie de vassoura de aço. Se os concretos nos corredores fossem lisos (polidos) como os de estacionamento de shopping, por exemplo, quando chovesse o pavimento ficaria tão escorregadio que seria impossível os ônibus trafegarem, semelhante a andar sobre gelo.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: