Projeto restringe trânsito de automóveis no Centro

Projeto que prevê restrição ao trânsito de veículos automotores na região central de Porto Alegre começou a ser debatido nesta segunda-feira (18/11) em período de Discussão Preliminar de Pauta da Câmara Municipal. A proposta, de autoria do vereador Marcelo Sgarbossa (PT), delimita a restrição às seguintes vias: Rua Caldas Júnior, Rua Siqueira Campos, Avenida Júlio de Castilhos, Rua Dr. Flores, Avenida Salgado Filho, Rua Andrade Neves, Rua General Câmara e Rua dos Andradas. Segundo o projeto, o acesso de veículos automotores à área restrita poderá ser controlado por meio da instalação de pinos nas ruas e por câmaras de vídeo.

Mapa mostra área que será atingida

Mapa mostra área que será atingida

Conforme o projeto, carros e motos de moradores residentes na área de restrição, além de ônibus, lotações, transporte escolar, táxis, viaturas de Polícia, Bombeiros, guinchos e serviços de correios ficam fora da restrição. O projeto estabelece que a Prefeitura deverá efetuar o cadastro e emitir selo de identificação para veículos de moradores da área de restrição, garantindo-lhes o acesso.

Como punições, a proposta de Sgarbossa estabelece as penalidades definidas nos termos do Código de Trânsito Brasileiro. Se o projeto for aprovado, a lei deverá ser regulamentada em 90 dias, contados da data de sua publicação.

Argumentos

“Nas mais diversas cidades, está em franca expansão um movimento inclinado a restringir o espaço e a circulação de veículos automotores nos centros históricos e comerciais, de modo a garantir melhores condições de deslocamento e acesso tanto a pé ou de bicicleta, quanto por transporte coletivo. A mudança dos padrões de deslocamento dos habitantes – por meio do transporte coletivo ou não motorizados, como bicicletas – é crucial para a construção de centros urbanos com padrões de qualidade de vida mais elevados”, sustenta Sgarbossa.

Texto: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)
Edição: Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)

Câmara Municipal



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito, Outros assuntos

Tags:, , ,

69 respostas

  1. O projeto poderia ser levado adiante com mudanças físicas na rua deixando-as como as recém reformadas ruas do Centro de Buenos Aires: http://farm4.staticflickr.com/3771/10497510564_cf59c94b82_b.jpg http://farm4.staticflickr.com/3818/10497697396_268f505374_b.jpg http://i.imgur.com/KBqnecs.jpg

    Curtir

  2. Raul POnt… é Porto Alegre tem e teve cada prefeito….
    Mas vamos aos fatos. Salgado Filho, é um caos de carro e onibus.
    Dr Flores tem carros. lotações e calçada pequena.
    General Vitorino idem Dr Flores;
    Voluntários Onibus e carros;
    Andradas, lotação, carros e calçada irregular;
    Sete Setembro, Lotação e carros;
    Otávio Rocha, Carros e um canteiro central que não tem como usar, calçadas ficam pequenas;
    Vigário tem lotação e carro;
    Gen Câmara, carro e lotação;
    Borges, Lotação e carro final de semana;
    MArechal Floriano carro e porque é por ela que saindo da Salgado acessa a Gen Vitorino.
    Andrade Neves, tem carro sim,,,,,

    AONDE é que não tem carro no centro? Até na José MOntaury tem….

    Eu moro na Salgado Filho e sei de cor onde tem e não tem carro. A unica que não tem transito é o Largo Glenio Peres, mas serve de estacionamento.

    Curtir

  3. Para fins de histórico, eis quem liberou, após muitos anos, o acesso de carros ao centro:

    Clique para acessar o Fim07.pdf

    Curtir

    • Interessante que re-abriram o trânsito porque o Centro estava decadente. Agora, vão repetir o mesmo erro. Daqui 22 anos voltam atrás.

      Curtir

    • Cara, é surrealista isso: “A reabertura do acesso integra o Programa de Revitalização do Centro de Porto Alegre, coordenado pela Secretaria do Planejamento Municipal (SPM). Às 11h30min de segunda, o prefeito Raul Pont vai vistoriar as obras feitas no local, acompanhado dos secretários municipais dos Transportes, Mauri Cruz, de Obras e Viação, Estilac Xavier, e da Produção, Indústria e Comércio, Milton Pantaleão, e do coordenador do programa por parte da SPM, Moacir Bastiani. Nas últimas décadas, com a descentralização da economia da cidade devido à construção dos shoppings e à ampliação do comércio
      de bairro, o Centro foi perdendo o glamour. A movimentação noturna da região – que já
      centralizou os principais pontos de encontro dos porto-alegrenses nas décadas de 50 e 60 – hoje é um desafio para as autoridades policiais. A revitalização está sendo feita para resgatar parte da história da cidade e movimentar novamente a região. “Essa é uma das passagens que estamos criando para facilitar o acesso ao Centro”, disse Bastiani. Segundo ele, a direção da Brigada Militar vai apresentar, na próxima terça-feira, um programa de segurança para o Centro.”
      Há quase 15 anos, o PT, resolveu trazer os carrocentristas de volta ao centro para “Revitalizar” o local. Pergunto se a Policia e a BM fizeram algo de efetivo para combater a violência e a marginália que tomaram conta do centro a noite ?
      Quem vai a Londres ou a Paris, quantos policiais existem no centro dessas cidades, á noite ? O que acontece com quem rouba, trafica, mata nessas cidades ? O que acontece em Amsterdam (droga liberada, uma beleza!) quando alguém comete um crime sob o efeito de drogas ? Cidades que em apenas alguns poucos aspectos (que nos convém) servem de exemplo, em outros…nem pensar.

      Curtir

  4. Sinceramente, isso é o típico projeto populista “pra inglês ver”. Qualquer um mais ligado, vai perceber que a maioria das ruas naquele trecho já não tem trânsito de veículos hoje ou se tem, é pouco ou de transporte coletivo.

    As linhas em vermelho são áreas onde já é só circulação de pedestres hoje e as verdes são áreas em que só circula transporte coletivo. As poucas ruas que sobram abertas aos carros são muito usadas por lotações como a Marechal Floriano e General Câmara.

    Curtir

    • Ainda errei, faltou a quadra da Borges entre a Rua da Praia e a Salgado Filho, que é só das lotações, e a Gen. Câmara, entre a Rua da Praia e Andrade Neves que tbm não passa carro.

      Curtir

      • Que ótimo, então o pessoal que está chorando pela falta de espaço pro seu carro pode parar de reclamar. Você acaba de nos mostrar que perto da situação atual o projeto apresentado não apresenta assim “grande risco”. No final vai ficar tudo na mesma. Só vai ficar oficializada uma situação que já ocorre na prática!

        Curtir

        • Touché!

          Curtir

        • Exato. Só quis alertar que isso não é um “grande projeto” e sim uma maximização do dito vereador. Vai parecer que foi ele que teve a brilhante ideia, que na prática já existe na maior parte dessa área. Depois ele, e vários outros, são reeleitos pelos votos dos desinformados.

          Curtir

      • “e a Gen. Câmara, entre a Rua da Praia e Andrade Neves que tbm não passa carro.” claro essa parte da Ben Câmara é uma quadra só… e só não tem transito porque tem bloco de cimento na rua.

        Curtir

    • A maioria, não todas. As ruas devem ser fechadas para o trânsito aos poucos mesmo, com tempo podem ir abrindo o raio.

      Não sei o que significa “populista” nesse contexto, mas concordo com a Janaia pois isso só prova que o mimimi aqui está exagerado.

      Curtir

      • Populista neste contexto significa que o Sgarbossa faz o que ele sabe que os cicloativistas e anti-carros querem ouvir, não que isso tenha algum efeito prático real. Isso se reflete em votos ali adiante.

        Curtir

        • Como não tem efeito prático? Vai fechar mais ruas e isso vai ao encontro da vontade de alguns de abrir para mais pedestres. Eu acho muito importante sim que o espaço com acesso preferencial ao pedestre seja uma área contígua em vez de um labirinto de ruas.

          Tu podes discordar disso a vontade, mas dizer que “não faz sentido” significa que está com birra.

          Curtir

        • Se bem que ao mencionar “anti carro” mas esquecer dos “pedestreativistas” neste assunto que é sobre eles já demonstras uma série de preconceitos né? 😛

          Curtir

        • Tem mais uma coisa que me dei conta agora: não sei como está regularizado o fechamento destas vias que hoje são apenas para pedestre. Há uma lei?

          Sem uma lei garantindo, o executivo pode unilateralmente abrir todas vias para trânsito. Com a lei, precisa apresentar um projeto de lei e negociar.

          Curtir

  5. Apoio incondicionalmente.

    MAS! Só peço aos e senhores vereadores, moradores do centro, entidades de classe, mistério público e sociedade ‘provincianista’ civil que debatam essa matéria com seriedade e com profundidade.
    .
    Porque a uma variedade de temas a ser analisado (transporte público, comércio, segurança, iluminação diferenciada, dinheiro público,contrapartida privada, abastecimento do comércio. incentivo ao investimento e desenvolvimento privado, retirada dos poderes executivo, legislativo e judiciário federal e do judiciário estadual e o principal incentivo a ocupação do território com moradias de médio e alto padrão).
    .
    PS: Favor não levar esse debate importantíssimo para o programa polêmica ou qualquer outro veiculo do Grupo RBS. Obrigado.

    Curtir

  6. Apoio totalmente. Centro é o paradoxo símbolo de Porto Alegre, maior número de transeuntes, menores calçadas. Maior número de carros, menores ruas.

    Curtir

  7. Pra Porto voltar a se Alegre Marcelo prefeito!

    Curtir

  8. Escutei ontem na radio sobre uma cidade em SC em que colocaram as ruas no mesmo nivel das calçadas, as pessoas e os carros andam tranquilamente no centro da cidade.

    Acho que daria pra fazer isso, no centro de Poa nas ruas onde as pessoas andam pela rua (são varias), os motoristas andam com maior cuidado e em velocidade reduzida.

    Algumas vias daria pra proibir os carros, e em outras, fazer esse mesmo esquema.
    Acho que daria certo.
    Claro, proibindo estacionar.

    Mas teriam de investir em estacionamento para os moradores, é claro.

    Curtir

  9. Exemplo em Paris da restrição de carros, com velocidade de 30km/h.

    http://www.portugues.rfi.fr/geral/20131118-homem-armado-abre-fogo-na-sede-do-jornal-liberation-em-paris-e-fere-gravemente-um-fun

    Notem a ciclofaixa no sentido oposto da rua. Os locais de estacionamento de bicicleta (com a respectiva placa de sinalização).

    Claro que o fluxo de carro tem que ser baixo para a rua comportar, por isso que tem que ser restrito o acesso.

    Curtir

    • Pelo amor de Deus cara, essa rua é mais estreita que a Andradas! Paris é uma cidade que se molda desde a idade média, por isso tem várias vielas estreitas como essa. Em compensação, por anos como sede de indústrias automotivas, como a Renaul, Peugeot, Citroen e várias outras que sucumbiram com o tempo, tem suas largas avenidas também.

      Curtir

  10. Quando caminho no centro fico observando as pessoas e os carros. É absurdo notar que há ruas onde estão caminhando centenas de pessoas e essas devem se espremer na calçada de 2m entre carros estacionados e lojas para carros com, na maioria das vezes, uma pessoa passar.

    Acredito que essa lógica vem de uma época que quem andava de carro eram só diplomatas, altas patentes militares e alto escalão do governo.

    Curtir

    • Acredite Pablo, essa época já começou e retornar. É só olhar o alto escalão do Governo que só viaja de helicóptero. A ministra Ideli Salvati que o diga.
      Falou bem quem disse aí em cima que em Paris existem 789 linhas de ônibus, metrô, e não sei mais o quê, que servem de fartas opções para a população se deslocar.
      Vou fazer um apelo, Por favor parem de comparar Porto Alegre com qualquer cidade européia quando o quesito é transporte. Na verdade parem de comparar o Brasil em qualquer sentido ou questão com cidades do primeiro mundo (Europa, EUA, Canadá, Japão, Coreía do Sul, Austrália, Nova Zelândia).
      Aí pegam um único e mísero ponto que serve (não interessa o lado ou a ideologia em questão) e dizem: ah, mas em Paris é assim. Ah, mas na Holanda é assado.
      Mas esquecem de olhar TODO o resto.
      As dezenas de linhas de metrô que existem em Paris (limpas, seguras, bem sinalizadas) são só um exemplo. Nós aqui nem metrô temos…

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: