RS bate recorde em leilão e garante R$ 1,5 bilhão para energia eólica

Mais 19 parques serão construídos em cidades como Santa Vitória do Palmar, Rio Grande e Livramento

Mais 19 parques serão construídos no Estado Crédito: Claudio Fachel/Palácio Piratini/CP

Mais 19 parques serão construídos no Estado
Crédito: Claudio Fachel/Palácio Piratini/CP

O Rio Grande do Sul teve participação recorde no leilão de energia A-3, realizado nesta segunda-feira pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O Estado respondeu por R$ 37,64% das contratações, equivalentes a 19 parques de geração eólica, com um total de 326,6 MW comercializado. Foi o maior volume contratado no leilão. A energia vai ser entregue a partir de 2016. Os parques de geração viabilizados atingem investimentos de R$ 1,51 bilhão, quase metade dos R$ 3,37 bilhões garantidos pelo leilão em nível nacional.

“Nossas ações na área de energias renováveis dão resultados acima do esperado”, comemorou o governador Tarso Genro, lembrando que os parques envolvem diferentes municípios, como Santa Vitória do Palmar, Rio Grande e Livramento.

Atualmente, há 15 parques eólicos em operação no Rio Grande do Sul, com uma capacidade instalada de 460 MW. Com as contratações no leilão desta segunda-feira, a carteira prevista até 2017 chega a 78 parques e capacidade instalada de 1.826,9 MW.

A expansão da geração eólica a partir dos incentivos do Governo atraiu gigantes mundiais para o Estado. A francesa Alstom investiu R$ 30 milhões em uma fábrica de torres metálicas para aerogeradores, em Canoas, com produção anual de 120 torres e geração de 90 empregos diretos. A japonesa Honda escolheu Xangri-lá para implantar o primeiro parque eólico no mundo destinado a suprir 100% da energia de uma planta fabril.

Correio do Povo



Categorias:Energia, Energia Eólica

Tags:,

3 respostas

  1. viva a energia limpa e renovável !!!

    Curtir

  2. Em toda história da humanidade ou até mesmo hoje em dia em qualquer país o nível de evolução está diretamente ligado à energia, seja energia proveniente de alimentos ou proximidade de rios ou regiões com ventos para moinhos. Mais recentemente petróleo e carvão.

    Por isso iniciativas como essa são importantíssimas.

    Curtir

  3. Geração concomitante de empregos e energia limpa. Excelente notícia.

    Espero que o RS lute para alcançar a liderança nesse segmento.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: