Acampamento Farroupilha durante a Copa é apresentado em reunião

O Acampamento Extraordinário da Copa foi o principal tema da reunião da Câmara Temática de Marketing, Cultura e Eventos que aconteceu nesta sexta-feira, 22, sob a coordenação do secretário municipal de Comunicação, Flávio Dutra. O secretário municipal de Cultura, Roque Jacob, apresentou a edição do evento que acontecerá durante o período da Copa e os resultados obtidos com o Turismo de Galpão, projeto piloto que foi desenvolvido pelas secretarias do Turismo e da Cultura e pela 1ª Região Tradicionalista Gaúcha, no mês de setembro no Acampamento Tradicional.

Para o evento de 2014, estão previstos em torno de cem piquetes. Eles terão a missão de mostrar a cultura gaúcha aos turistas que vierem à capital para acompanhar os cinco jogos da Copa do Mundo. Os galpões que participarão do Acampamento serão qualificados a partir de janeiro e em maio já começa a montagem dos piquetes.

Em relação às atividades desenvolvidas no Acampamento Farroupilha deste ano, foram apresentadas fotos de oficinas realizadas e divulgados os números de visitantes no Galpão da Hospitalidade, que recebeu 11.650 pessoas. Desse total, 67% eram visitantes da Capital, 15% do Estado, 12% do restante do país e 6% de países como Costa Rica, Uruguai, Egito e China. O Turismo de Galpão atraiu 400 visitantes nas 80 oficinas realizadas e as Caminhadas Guiadas, 118 participantes.

Além desse tema, a marca da cidade “Porto Alegre Multicidade” também foi abordada.

Prefeitura de Porto Alegre

 



Categorias:COPA 2014

Tags:

7 respostas

  1. Welcome to Farroupilha’s camp – WC (World Cup) Edition. Let’s walk on horse shit!

    Curtir

  2. A cidade vai respirar futebol. Tudo vai ser em função disso. As ruas serão mudadas, o trânsito interrompido, o transporte público vai estar em alerta, algumas redes de lojas irão fechar… O caos estará instalado para um só megaevento. Pra quê criar mais problemas?? O cara vêm de longe curtir a sua seleção e nas horas vagas beber sua cerveja com o pessoal da terra que estão conhecendo, e não entrar num labirinto fedorento com um monte de macho de bombacha. Se eu estivesse na Alemannha, não iria pra oktoberfest fora de época, nem no Rio pra o Caranaval fora de época… Não se eu estivesse num lugar pra curtir um evento específico.
    A gente tinha é que arrumar a casa pras visitas, vender a imagem da cidade, tentar que alguns estiquem a estadia e conheçam outras regiões do estado e montar uma “marca” da cidade, com lojas com bastante souvenirs.
    Pode parecer besteira, mas o que eu mais ouço de gente de fora que vem me visitar é que “não encontram um imã de geladeira sobre a cidade pra levar”.
    Isso é uma febre entre as pessoas que viajam. Ter um imã de geladeira dos lugares por onde passaram e deixarem suas geladeiras forradas de souvenir desses lugares.
    Eu nem tinha pensado nisso até parar e olhar pra minha geladeira e encontrar imã de Praga, Las Vegas, Chicago, Costa Rica e , pasmem, Venezuela… Agora eu tô nesa pilha tb, mas não encontro um único imã que seja de uma cuia de chimarrão…

    Curtir

    • “A gente tinha é que arrumar a casa pras visitas” – falou tudo. Mas infelizmente tudo vai ficar na bagunça com está, não foram previdentes e competentes para, desde que foi anunciado a Copa, 6 ANOS atrás, aprontarem a orla, a Rua da Praia, os arcos do viaduto da Borges, o BRT e outros aspectos fundamentais para que uma imagem minimamente positiva fosse transmitida aos turistas.

      Contudo, a favela o acampamento Farroupilha pode ser uma boa opção para ter pelo menos alguma coisa turística e singular nessa cidade na Copa.

      Curtir

  3. Por favor, uma estrutura minima para isso.
    Por favor.

    Curtir

    • Quem sabe pedimos para Gramado fazer o Natal Luz durante a Copa! Assim aproveitaríamos os turistas.

      Curtir

  4. E a favela vai mesmo ser montada, que vergonha disso. Mas enfim, se acham isso a 8ª maravilha do mundo, ok!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: