Ato marca início de obra de restauração do Mercado nesta segunda-feira

Serão investidos R$ 19,5 milhões para reformar prédio, que sofreu incêndio em julho

Serão investidos R$ 19,5 milhões para reformar prédio, que sofreu incêndio em julho Crédito: Ricardo Giusti / CP Memória

Serão investidos R$ 19,5 milhões para reformar prédio, que sofreu incêndio em julho
Crédito: Ricardo Giusti / CP Memória

Um dos mais significativos monumentos históricos de Porto Alegre começa a ser restaurado. Em cerimônia agendada para as 15h30min, a prefeitura autorizará o início das obras de reforma do Mercado Público, atingido por um grande incêndio na noite de 6 de julho. Serão investidos cerca de R$ 19,5 milhões, oriundos do PAC Cidades Históricas. A reserva dos recursos foi prometida pela presidente Dilma Rousseff logo após o incidente, quando ela lamentou o ocorrido e expressou ter grande “carinho” pelo símbolo da capital gaúcha.

A liberação da verba também foi fruto de articulação entre administração municipal e União. O anúncio será feito pelo prefeito José Fortunati e pelo diretor de Patrimônio Material do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional, arquiteto Andrey Rosenthal Schlee.

A primeira etapa da restauração, que terá início nos próximos dias, contará com recursos da ordem de R$ 6,5 milhões. Outros R$ 13 milhões estão assegurados pelo governo federal, mas ainda não foram liberados.

Para o presidente da Associação dos Permissionários do Mercado Público, Ivan Konig, o início das obras constitui um sentimento de alívio diante da angústia de empresários e trabalhadores impedidos de trabalhar desde a interdição parcial, após o incêndio.

Segundo Konig, dez estabelecimentos ainda não reabriram. “É uma ótima notícia, esperada por todos. Queremos um Mercado Público mais limpo e seguro. A soma dos investimentos, da restauração e das reformas que serão feitas pelos permissionários em suas lojas trará um incremento na circulação e no consumo.”

Correio do Povo



Categorias:Incêndios e PPCI, Restaurações | Reformas

Tags:,

4 respostas

  1. Esta reforma deixa algumas dúvidas, é muito dinheiro público, este a fundo perdido, em que tiveram que a t e a r fogo para que houvesse a devida reforma, esta atendendo a interesses privados, afinal de contas e o tal de seguro que cobriria este incêndio.

    São coisas como essa que deixam qualquer cidadão que paga impostos de cara no chão.

    Enfim, tudo ocorreu como desejavam, não tomaram os devidos cuidados com o prédio histórico e ocorreu o que no mínimo era uma anúncio de uma tragédia anunciada.

    Tudo ocorreu como muitos gostariam, enfim, mais dinheiro público para a falta de cuidado.

    Enquanto isso, o caos na áreas de saúde, educação e segurança.

    E Agora José o que dizer de tudo isso.

    Curtir

  2. Até que enfim!

    Curtir

  3. Muito bom!
    Eu acho que quase R$ 20 milhões é uma quantia considerável para a reforma, da pra fazer algo de primeira né!? Ou seria esperar de mais da prefeitura?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: