Inter estuda multar AG por atraso em obra do Beira-Rio

Reforma no estádio pode não ser concluída até 31 de dezembro

Contrato prevê multa para atraso Crédito: Shaun Botterill / Divulgação Getty Images South America / CP

Contrato prevê multa para atraso
Crédito: Shaun Botterill / Divulgação Getty Images South America / CP

Publicamente, os dirigentes colorados ainda mantém o discurso confirmando a reabertura do Beira-Rio nos primeiros dias de janeiro. Ou seja, creem — ou fingem — que ele estará pronto no dia 31 de dezembro, prazo estipulado no contrato assinado com a construtora Andrade Gutierrez. No entanto, internamente, movimentam-se para reestudar o contrato. Advogados já foram mobilizados para examinar as penalidades previstas no documento para o caso de atraso na entrega da obra.

O presidente Giovanni Luigi está sendo pressionado por colegas dirigentes e, principalmente, por conselheiros. Na última reunião do Conselho Deliberativo, quarta-feira, ele foi inquirido sobre o assunto. “Perguntaram sobre o atraso na obra, que parece evidente, e a possibilidade de multa. O Luigi respondeu com todas as letras que mandará um ofício para a construtora no dia 2 de janeiro, assim que o atraso se consumar”, informou um conselheiro.

Fontes consultadas pelo CP confirmam a existência de multa no contrato. Divergem, porém, sobre a forma que a penalidade pode ocorrer. Alguns dizem que ela pode ser aplicada a cada jogo que o Inter é impedido de realizar no Beira-Rio após o dia 31 de dezembro. Outros garantem que a penalidade incide por dia de atraso.

Depois de pronto, o Inter precisa — é incumbência dele, não da construtora — obter todas as liberações legais antes de usar o estádio. O primeiro jogo do clube pelo Gauchão como mandante é no dia 18 de janeiro, diante do São Luiz de Ijuí.

Correio do Povo



Categorias:COPA 2014, Reforma do Estádio Beira-Rio

Tags:,

19 respostas

  1. E outra, até onde eu sei o prazo da Fifa foi prorrogado para fevereiro de 2013 por conta de outros estádios que estão muito atrasados e por conta do atraso no Itaquerão por causa da tragédia. Com este prorrogamento de prazo, certamente os operários diminuíram a intensidade ma velocidade na obra, e com isso agora podem finalizá-la com mais calma e cuidando dos mínimos detalhes. Ganha o Inter, ganha Porto Alegre e ganha a copa com isso.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: