RS pode pedir de volta área de estaleiro cedido para Wilson, Sons

Investimento seria de aproximadamente R$ 200 milhões

O governo gaúcho poderá exigir a devolução da área que doou ao grupo Wilson, Sons para a instalação de um estaleiro no Superporto do Rio Grande. Apesar do lançamento da pedra fundamental das instalações do empreendimento ter ocorrido em junho de 2010, até hoje as obras ainda não começaram. A área total é de cerca de 125 mil metros quadrados. O espaço foi concedido para a implantação da indústria naval. O local é considerado nobre, pois tem águas abrigadas e um calado profundo. Aloísio Nóbrega, vice-presidente da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), declarou ao Jornal do Comércio desta quarta-feira (15) que o projeto já devia ter saído do papel. “É uma frustração, porque não decolou”, disse. Nóbrega ressaltou ao jornal ainda que, se a situação durar por mais tempo, é possível que o governo do Estado reclame de volta o terreno. Procurada pelo portal AMANHÃ, a AGDI ressaltou que ainda está em negociação com a Wilson, Sons, por isso não se pronunciará sobre o assunto. De acordo com a assessoria de imprensa da AGDI, a declaração publicada no Jornal do Comércio foi feita em outra oportunidade e reaproveitada pela publicação.

Revista Amanhã



Categorias:Economia Estadual, Polo Naval de Rio Grande

Tags:, , ,

1 resposta

  1. 2010???? pode me explicar como consigo uma barbada dessas?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: