Empresa transfere voo alegando calor extremo em Porto Alegre

Aeronave só deve transportar passageiros para o Panamá no início da madrugada

Foto: Divulgação

Foto: Airliners.net

A Infraero confirmou que a companhia Copa Airlines transferiu o horário de saída de um voo com destino ao Panamá alegando calor excessivo no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. A assessoria da estatal informou que a operadora adiou a viagem para 0h30min desta terça-feira.

No entanto, a Infraero disse não ter notícia de que anúncio semelhante já tenha sido tomado na cidade. A área técnica do Salgado Filho ainda não se manifestou.

Correio do Povo

__________________

Nota do Blog: A explicação para o fato – devido ao extremo calor, a aeronave tem que percorrer mais pista pra decolar. Isso é totalmente possível de acontecer. O problema é que essa aeronave (Boeing 737-700) estava saindo lotada (140 passageiros), e com combustível máximo, para um voo longo, de 7 horas. O avião, com uma temperatura de 30 graus, precisaria mais ou menos uns 1.800 metros para decolar. Com esse calor extremo (beirando os 40ºC) uns 2.400 metros seriam necessários. A pista atual tem 2.280 metros. Ou seja, não conseguiria decolar. Se a pista do Salgado Filho já tivesse sido ampliada para 3.180 metros, isso não teria acontecido. 



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho, Aviação

Tags:, , , ,

18 respostas

  1. Impressionante o descaso e a lerdeza como a Infraero trata o assunto e falta de capacidade para em tomar decisões rápidas e concretas para encerrar esta novela permanente sobre a possibilidade de iniciar as obras de ampliação da pista do aeroporto. É realmente uma novela sem fim, chega a dar nojo. A minha proposta: Privatização Total, Agora do Aeroporto Salgado Filho. Incompetência Pura. Nota Zero para a Infraero do RS.

    Curtir

  2. A lerdeza da infraero em começar o início imediato da obra de ampliação da pista do Salgado Filho mostra o descaso dos gestores responsáveis pela Infraero. A Grande Poa cuja população já é superior a mais de 4 milhões de habitantes necessita urgentemente da conclusão da pista com mais de 900 metros de extensão. Será que a União Federal sabe disto? O Governo Federal sediado em Brasília conhece o Mapa do Brasil?

    Curtir

  3. E uma informação adicional: esta semana não está com calor semelhante ao da semana passada, está (bem) mais quente. Aliás, deve ser a semana mais quente em, PELO MENOS, um mais de século no RS. Além disso, existem outras variantes que prejudicam o desempenho como temperatura em superfície, temperatura do ar em altitude, umidade relativa do ar, tudo isto está diferente da semana passada. Para piorar, devemos ter um pico de calor entre quarta e quinta, com temperaturas à sombra entre 41 e 43 graus (pode ser mais), o que baterá todos os recordes de calor da capital. Além disso, a onda de calor tb deve ser a mais longa da história (deve durar até por volta do dia 13, 14 de fevereiro). Isto vai gerar tb um índice de acumulação de calor nos materiais que deve ser inédito.

    E, já que falamos do aeroporto, diz a imprensa que esta semana o Salgado Filho operou com apenas 66% do ar- condicionado no terminal de passageiros. Isto é o que dizem os jornais, lembro ao menos outras vezes (em 2008 e em 2010) em que o ar tb estava com problemas.

    O que mais me deixa triste nesta história da não-ampliação e modernização do aeroporto, é que várias pessoas, inclusive estrangeiros, disseram que o Salgado Filho tem todas as condições de ser um aeroporto com mais capacidade. E um comentário que tb ouvi de muitos estrangeiros era de como o Salgado Filho era bonito e aconchegante. Ou seja, perdemos a oportunidade (e nem me refiro à Copa) de transformarmos nosso aeroporto num grande orgulho para a capital.

    Curtir

  4. Ué. O 767 da American decolou hoje de meio-dia.

    Curtir

  5. Murilo, desculpe, mas você está errado.

    Temperatura do ar influência na eficiência dos motores e influencia na sustentação da aeronave – ambos fatores essenciais para uma decolagem segura. Pergunta pra qualquer piloto.

    Curtir

  6. A Zero Hora disse que o problema não seria o comprimento da pista, mas sim o contato do pneu com o asfalto – que poderia causar danos.

    O Correio do Povo não falou nada acerca da extensão da pista. De onde surgiu essa informação?

    Antes de meter o pau no nosso aeroporto (que tem vários problemas), lembremos que saem voos daqui para destinos longes, como Lima (que, é verdade, sai de manhã cedo) e esse mesmo da Copa (semana passada estava tão quente como essa) – e esse problema nunca foi ventilado.

    Acho que o problema e com o avião e/ou companhia!

    Curtir

    • Essa informação que postei é correta. E já aconteceram outras vezes com a mesma companhia. Sim o problema é também com o tipo de aeronave utilizada pela Copa. Mas se tivesse os 3.200 metros nada disso aconteceria. Não estou criticando o nosso aeroporto e sim a lerdeza em começar a ampliação da pista. Uma cidade com a importância de Porto Alegre com um aeroporto com uma pista que opera no limite … ninguém merece!!!

      Curtir

      • Não estou duvidando da fidedignidade da tua informação, apenas fiquei curioso… Imagino que a necessidade de pista adicional deva ser por causa da temperatura do ar muito quente. Mas é só achômetro.

        Ah, também não disse que estavas criticando nosso aeroporto. Apenas disse para todos nós (inclusive eu) pensarmos para ver se o problema não seria com o avião/companhia…

        Curtir

        • A extensão da pista é necessidade premente para viabilizar voos de longa distância. O porão do avião não leva apenas a bagagem dos passageiros; leva também encomendas e pacotes internacionais, que pagam muito bem em geral. Com uma pista maior, esse porão pode carregar mais destas cargas, e baixar o preço para o passageiro, viabilizando assim a coisa toda financeiramente.

          Para se ter uma ideia, esse voo POA-LIS que temos hoje não sai com o porão cheio e, em função disso, é um pouco mais caro do que poderia ser. Uma das ideias da TAP era se firmar no mercado de voos pra Europa com o vislumbre da pista ser aumentada em breve. Devem estar decepcionados, presumo.

          Enfim, é foda. Com uma pista mais longa, daria pra voar Frankfurt, Paris, Nova Iorque. Contentemo-nos com Lisboa (porão pela metade) e Miami (com escala em Curitiba).

          Curtir

%d blogueiros gostam disto: