Sindilojas vai orientar associados a processar rodoviários por danos

Entidade espera o fim da greve e deixa claro que ações devem ser ajuizadas de forma individual

O presidente do Sindilojas, Ronaldo Sielichow, confirmou que a entidade vai arcar com as custas processuais, além de oferecer consultoria jurídica gratuita a lojistas que decidirem entrar na Justiça contra o Sindicato dos Rodoviários em função do prejuízo causado ao comércio pela greve da categoria. “É importante deixar claro que este não é um movimento direto da nossa entidade. O lojistas podem nos procurar para as orientações necessárias, mas as ações devem ser ajuizadas de forma individual indicando as perdas de cada estabelecimento”, explicou.

O dirigente esclareceu que as decisões já foram tomadas e a única espera, agora, é pelo fim da greve. “As interpelações vão acontecer e não voltaremos atrás. Só dependemos do final da paralisação para poder corretamente promover cálculos precisos sobre as perdas nos lucros”, ponderou.

Entre os lojistas mais prejudicados estão os que atendem às classes C e D e o comércio de rua. De acordo com a categoria, a falta de transporte público e de clientes provoca o fechamento de parte das lojas. A estimativa é de uma queda de 50% do movimento no centro e de 30% nos shopping centers, segundo um levantamento da CDL da Capital. Para o setor, as perdas agravaram um cenário de prejuízo acumulado em função dos protestos de rua que terminaram com saques e vandalismo, em 2013.

Até o momento, o comércio de Porto Alegre garante ter perdido R$ 100 milhões em vendas, também segundo a CDL – 60% desse total em vendas projetadas e não realizadas em meio ao Liquida Porto Alegre. O Sindilojas ainda não quantificou a perda entre os associados à entidade.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

12 respostas

  1. No meu entendimento, deveriam ser réus neste processo os responsáveis pelo caus que criaram através de mecanismos orquestrados:

    – Prefeitura Municipal de Porto Alegre por omissão ao permitir a exploração de um serviço público sem a devida Licitação, por omissão;

    – A EPTC diante da falta de transparência com referência as planilhas de custos (empresas) e planilha de custos das passagens, afora as recomendações já implementadas pelo TCE do RS diante das irregularidades ocorridas sem fiscalização por parte do erário público;

    – As empresas por não cumprimento de disponibilizar o transporte necessário e determinado pela justiça, em que os mesmos orquestraram todo este processo;

    Seria isso ….

    E o Sindicato o que aplicar a este.

    Curtir

  2. Correto, a irresponsabilização generalizada é que está transformando a vida nesse país num INFERNO. Que cada um pague por seu atos.

    Curtir

  3. Por que o Sindilojas não entra na justiça contra a prefeitura por causa disso https://portoimagem.wordpress.com/2014/02/08/socorro-centro-na-uti/?

    Curtir

  4. A culpa não é só da greve,mas da onde de calor histórica. Quem é que vai fazer compras sob um calor desses?

    Curtir

    • Pode escrever que se houvesse onibus o calor não iria parar a massa,já ouviu a palavrinha mágica liquidação. Liquida Porto Alegre é o que os grevista estão fazendo o resto é poeira.

      Curtir

  5. Olha vale lembrar que a greve foi declarada ilegal,portanto fora da lei,certamente que um processo destes não vai longe pois iriam processar quem o sindicato,aparentemente sem fundos,os sindicalizados talvez, a ideia é interessante mas não vai longe. Agora eu fico pensando aqui na minha estupidez e aquelas milhares de pessoas que pagaram antecipadas as passagens seja vale-transporte ou passe antecipado não deveriam ser ressarcidas por usarem outros meios de transporte mais caros,ou seja pagaram por um serviço que não foi prestado e tudo no direito dos caras fazerem greve. Alguns rodoviários estão se lixando para a população e pior estão entrando numa canoa furada com algus incendiários travestidos de sindicalistas.Já ta tudo escrito a passagem vai subir, Canoas Caxias Florianopolis baixou . Mau exemplo deu o prefeito do Rio de Janeiro subiu a passagem e aumentou a isenção quem vai pagar o que não tem isenção.

    Curtir

  6. Duvido que ganhem alguma coisa com esse processo.

    Curtir

    • Pq não processam os donos das empresas de ônibus? eles que tem a responsabilidade de presta o serviço e de resolve o problema da greve.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: