Conselheiros do OP fazem sugestões sobre licitação dos ônibus

Conselho do OP levará sugestões sobre licitação aos delegados das 17 regiões   Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Conselho do OP levará sugestões sobre licitação aos delegados das 17 regiões Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Os membros do Conselho do Orçamento Participativo (COP) debateram em reunião extraordinária, realizada na noite de terça-feira, 11, o edital de licitação das linhas de transporte coletivo de Porto Alegre. O encontro foi realizado no auditório da Secretaria Municipal de Educação. Na ocasião, os titulares da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, e da Secretaria de Governança Local em exercício, Carlos Siegle de Souza, discutiram com os conselheiros questões como planilha tarifária, ar condicionado e possibilidade ampliação de itinerário de linhas de ônibus, entre outros.

Após três horas de reunião, em que os conselheiros apresentaram suas sugestões e também dúvidas, seis pontos foram apontados para ser observados na licitação. Os conselheiros reafirmaram a solicitação das comunidades para observar o custo-benefício do uso de ar condicionado em todas as linhas de ônibus, ampliação do itinerário de algumas linhas, revisão das isenções oferecidas atualmente, os subsídios nos anúncios publicitários nos ônibus, a possibilidade da Companhia Carris abarcar mais linhas de ônibus e atingir itinerários mais abrangentes e o controle da fiscalização dos serviços oferecidos, inclusive o número de passageiros permitido.

Ficou decidido que no período de 12 a 24 de fevereiro, as propostas serão apresentadas pelo governo nos Fóruns de Delegados das 17 Regiões e seis Temáticas do OP. Em nova reunião do COP no dia 25, serão apresentadas e discutidas com o governo municipal as considerações e deliberações. Desse encontro resultará a proposta de licitação a ser apresentada em Audiência Pública convocada pelo Executivo, que acontecerá na Câmara Municipal.

25 anos – De acordo com Cappellari o conhecimento dos conselheiros sobre a vida da cidade deve ser levado em consideração nos debates das políticas públicas. “Muito mais do que pensar nas questões individuais, os senhores pensam no conjunto da cidade”, destacou o titular da EPTC. Ele destacou ainda que os 25 anos do OP conferem a legitimidade deste fórum para traduzir as manifestações das comunidades da cidade.

Prazo exíguo – O secretário de Governança Local em Exercício, Carlos Siegle de Souza, destacou a determinação do prefeito José Fortunati de levar não só essa mas tambémoutras discussões que envolvem a cidade para dentro do COP. Entretanto, ele observa que na questão específica do transporte público, o debate ficou com tempo curto. “Uma decisão liminar determinou que no dia 5 de março o edital de licitação do transporte público deve ser publicado. O prazo exíguo é uma imposição do judiciário”, disse Siegle de Souza.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

5 respostas

  1. Uma pergunta:

    – Onde fica o sistema BRT nisso tudo??

    Curtir

  2. O prefeito já falou que há 2 anos estavam com essa licitação socada no c*, e que o prazo imposto pelo judiciário iria afetar a qualidade do projeto no sentido de deixar de fora a integração com o metrô. Aula de incompetência. E que fique bem claro: apesar dele se referir como desvantagem apenas a isso, TODOS os problemas futuros do sistema público serão devido à “imposição de tempo do judiciário.”

    Curtir

  3. O que que o Genoíno está fazendo ali no meio? Não devia estar preso?

    Curtir

  4. “ampliação do itinerário de algumas linhas”, “Companhia Carris abarcar mais linhas de ônibus e atingir itinerários mais abrangentes” – só vejo pedidos de diminuir mais ainda a eficiência do sistema fazendo puxadinhos em vez de reestruturas todas linhas!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: