Memorial Luiz Carlos Prestes deve ser concluído até abril

Obra será a primeiro projeto de Oscar Niemeyer concluído no Brasil após sua morte

Maquete mostra o projeto desenhado e doado por Niemeyer em 2008  Crédito: Reprodução / CP

Maquete mostra o projeto desenhado e doado por Niemeyer em 2008
Crédito: Reprodução / CP

Originalmente previsto para estar concluído em novembro do ano passado, o Memorial Luiz Carlos Prestes, primeira obra assinada pelo arquiteto Oscar Niemeyer na Capital, só ficará pronto no final de abril. A inauguração, no entanto, ainda não tem data definida. O atraso na conclusão ocorreu devido a uma mudança nos planos. O escritório do falecido arquiteto, hoje comandado pelo bisneto de Niemeyer, exigiu que a iluminação do memorial fosse feita por Peter Gasper, autor do projeto de iluminação do Sambódromo do Rio de Janeiro. A contratação ocorreu após uma série de reuniões entre os patrocinadores do projeto.

Além de ser o primeiro prédio de Niemeyer em Porto Alegre, o memorial de Prestes é o primeiro projeto do arquiteto concluído no Brasil após sua morte. O custo da obra, financiada pela Federação Gaúcha de Futebol, gira em torno de R$ 7 milhões. A construção só foi iniciada após firmada parceria com a entidade, que, em contrapartida pela cessão de parte do terreno – doado pela prefeitura da Capital em 1998 – aceitou assumir a obra. Ao lado do memorial de Prestes está sendo edificada a nova sede da federação, que deve ser concluída antes da Copa do Mundo.

O arquiteto responsável pela execução da obra, Hermes Teixeira da Rosa, informou ontem que 98% do memorial está concluído. Segundo ele, faltam apenas alguns retoques na pintura e a instalação da iluminação projetada por Gasper. Assim que o iluminador autorizar a compra dos equipamentos, que já está orçada, eles serão instalados. Luzes de led são a base do projeto. “Os leds serão colocados em volta do prédio para que, à noite, dê a impressão de que está flutuando”, explicou o arquiteto.

O topo terá canhões de luz vermelha, e a vegetação natural do local – que conta com algumas árvores – também será iluminada. O prédio do memorial conta com 750 m, e tem 6 metros de pé-direito. A parte externa, de curvas sinuosas, marca principal das obras de Niemeyer, mescla vidros espelhados e concreto. A rampa de acesso que circunda o prédio terminou de ser lixada na tarde de ontem.

Um dos filhos de Prestes, do segundo casamento, Luiz Carlos Prestes Filho, visitou a obra no início deste ano. Ele saudou ontem a sinalização de que o memorial será logo inaugurado. “Houve uma negociação muito grande para a obra ser encaminhada. Foi uma luta de mais de dez anos de um grupo de amigos do meu pai. É um grande êxito.”

Correio do Povo



Categorias:Arquitetura | Urbanismo

Tags:, ,

16 respostas

  1. Vamos fazer tbm o memorial do lenin, stalin, mao, fidel e chaves!!!
    Memorial sem memória

    Curtir

  2. Será que se eu conduzir uns idiotas úteis para a morte por causa de uma ideologia nefasta eu também ganho um memorial para mim? Resumindo: é preciso ser um verdadeiro psicopata ou ignorante para aceitar ou celebrar uma homenagem a um assassino que conspirou contra o país em favor do implante de uma ditadura comunista.

    Curtir

    • Vamos fazer um memorial do maníaco do parque. O da maníaco da floresta já vai ter….

      Curtir

  3. Brazileiro, ou melhor, políticos brasileiros, adoram homenagear comunista e ditadores. Credo!!!

    Agora, se um político defende: democracia, liberdade individual e estado de direito… daí este não vira nem nome de rua, até porque dificilmente ganharia uma eleição.

    Curtir

  4. Será o local de encontro dos grupelhos afins. Com o tempo ficará pichado, mijado, degradado de todas as formas, e ficará mais evidente o caráter e intenção desse bando de estudantes sem perspectivas.

    Curtir

  5. Vai fazer par com o Monumento a Castelo Branco que temos no Parcão

    Curtir

  6. Homenagem a comunista bandido,assassino,lixão!

    Curtir

  7. É LuiS e não LuiZ;

    Curtir

  8. É um local que combina com a capital brasileira do atraso. Vai virar um local de peregrinação dos “do contra”.

    Curtir

  9. RS, terra de muito culto a “heróis” e fatos lendários do passado, enquanto isso o presente é tomado por retrocesso, marasmo e decadência, marcas indeléveis da politicagem rasteira da atualidade, que afeta o dia-a-dia da população gaúcha e lhe nega perspectivas de um futuro melhor.

    Curtir

  10. Lixo.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: