100 DIAS PARA A COPA: O colapso das obras de mobilidade e o ‘não-legado’ do Mundial

Francisco De Laurentiis, do ESPN.com.br

VLT de Fortaleza-CE estava na Matriz de Responsabilidades da Copa-2014, mas não saiu

VLT de Fortaleza-CE estava na Matriz de Responsabilidades da Copa-2014, mas não saiu

Quando o Brasil foi escolhido como sede da Copa do Mundo, em 2007, muito se falou no “legado” que o Mundial deixaria no país, como modernos estádios e diversas obras de mobilidade urbana que ajudariam a melhorar a vida de milhões de brasileiros.

Sete anos depois, o diagnóstico é aterrador: com exceção dos campos de jogo, pouquíssimas obras de transportes ficaram prontas, enquanto outras nem saíram do papel.

Em janeiro de 2010, o governo brasileiro lançou um documento que recebeu o nome de “Matriz de Responsabilidades”. Nele, apareciam 50 obras de mobilidade urbana que deveriam estar prontas até o início da Copa do Mundo. Coisas como corredores de ônibus, linhas de metrô e novas avenidas.

Faltando só 100 dias para a bola rolar, só quatro ficaram prontas. Outras 24 estão sendo tocadas, mas a maioria não deve ficar pronta para o Mundial.

Outros 22 projetos foram retirados do documento. Ao tirarem as obras da Matriz, estados e municípios se eximiram de ter que finalizar as obras até junho, quando começa o Mundial. Os projetos não perderam, porém, as condições especiais que tiveram no início, como os juros especiais, os parcelamentos ampliados e as simplificações nos processos de licitação.

A campeã de fracassos foi Porto Alegre, que retirou da Matriz nada menos do que 11 obras de mobilidade urbana.

No total, todas as obras de mobilidade urbana projetadas para a competição da Fifa, concluídas ou não, custariam aproximadamente R$ 11,9 bilhões, ou cerca de R$ 3 bilhões a mais do que foram gastos na costrução dos estádios. A Copa começa no dia 12 de junho.

Nos aeroportos, a situação é melhor, mas nem tanto. O novo terminal do aeroporto de São Paulo vai ficar pronto a tempo do Mundial, mas, pela falta de tempo para testes completos, irá operar com capacidade reduzida. Já o aeroporto do Rio de Janeiro não terá a reforma de um de seus terminais completas até a Copa.

VEJA A LISTA DAS OBRAS DE MOBILIDADE DA COPA DO MUNDO:

MANAUS
Monotrilho Norte/Centro – R$ 290,7 milhões
Não foi iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
BRT Eixo Leste/Centro – R$ 1,307 bilhão
Não foi iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades

SALVADOR
BRT: Corredor Estruturante Aeroporto/ Acesso Norte – R$ 567,7 milhões
Não foi iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades

FORTALEZA
Eixo Via Expressa/Raul Barbosa – R$ 151,6 milhões
Não foi iniciada
VLT Parangaba/Mucuripe – R$ 265,5 milhões
Iniciada – Entrega prevista para primeiro semestre de 2014
BRT Avenida Dedé Brasil – R$ 41,6 milhões
Iniciada – Entrega prevista para primeiro semestre de 2014
BRT Avenida Alberto Craveiro – R$ 33,7 milhões
Iniciada – Entrega prevista para primeiro semestre de 2014
BRT Avenida Paulino Rocha – R$ 34,6 milhões
Iniciada – Entrega prevista para primeiro semestre de 2014
Estações de metrô Padre Cícero e Juscelino Kubitscheck – R$ 35 milhões
Iniciada – Entrega prevista para primeiro semestre de 2014

BRASÍLIA
VLT Linha 1 – Trecho 1 (Aeroporto/Asa Sul) – R$ 276,9 milhões
Não foi iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Ampliação da DF-047 – R$ 103,1 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014

BELO HORIZONTE
BRT Antônio Carlos/Pedro I – R$ 588,2 milhões
Iniciada – Entrega prevista para março/2014
BRT Área Central – R$ 56 milhões
Concluída, mas ainda não operacional
BRT Cristiano Machado – R$ 52,6 milhões
Concluída, mas ainda não operacional
BRT Pedro II – R$ 158,8 milhões
Não foi iniciada
Expansão da Central de Controle de Trânsito – R$ 31,6 milhões
Concluída
Via 210 (Ligação Via Minério/Tereza Cristina) – R$ 106,2 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014
Via 710 (Andradas/Cristiano Machado) – R$ 174,9 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Boulevard Arrudas/Tereza Cristina – R$ 234,2 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014

CUIABÁ
BRT Mário Andreazza – R$ 32,6 milhões
Iniciada – Entrega prevista para primeiro semestre de 2014
BRT Aeroporto/Centro Político Administrativo – R$ 1,4 bilhão
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
BRT Coxipó/Centro – R$ 132,3 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades

CURITIBA
Sistema Integrado de Monitoramento (SIM) – R$ 69,1 milhões
Concluído
Corredor Avenida Cândido de Abreu – R$ 14,2 milhões
Não foi iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Corredor Metropolitano – R$ 137,6 milhões
Não foi iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Corredor Marechal Floriano Peixoto – R$ 52,2 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014
BRT Extensão da Linha Verde Sul – R$ 20,6 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014
Reforma do Terminal Santa Cândida – R$ 12,1 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014
Requalificação da Rodoferroviária e acessos – R$ 48,9 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014
Vias de Integração Radial Metropolitanas
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014

RECIFE
Corredor Caxangá (Leste-Oeste) – R$ 74 milhões
Iniciada – Entrega prevista para março/2014
Corredor Via Mangue – R$ 433,2 milhões
Iniciada – Entrega prevista para abril/2014
BRT Norte/Sul – R$ 180,9 milhões
Iniciada – Entrega prevista para março/2014
Estação de Metrô Cosme e Damião (Entorno) – R$ 7,4 milhões
Concluída

RIO DE JANEIRO
BRT Transcarioca (Aeroporto/Penha/Barra) – R$ 1,883 bilhão
Iniciada – Entrega prevista para março/2014

NATAL
Implantação da Via Prudente de Morais – R$ 27,7 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014
Reestruturação da Av. Eng. Roberto Freire – R$ 221,7 milhões
Não foi iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Corredor Estruturante – Zona Norte/Estádio – R$ 338,8 milhões
Iniciada – Entrega prevista para maio/2014

PORTO ALEGRE
Corredor Avenida Tronco – R$ 156 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Corredor da Terceira Perimetral – R$ 194,1 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Corredor Avenida Beira-Rio/Padre Cacique – R$ 144,3 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Monitoramento de Corredores de BRT – R$ 14,4 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
BRT Avenida Protásio Alves – R$ 77,9 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
BRT Avenida João Pessoa – R$ 64,5 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
BRT Bento Gonçalves – R$ 52,7 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
BRT Assis Brasil – R$ 28 milhões
Não foi iniciada
Corredor Voluntários da Pátria/Estação S. Pedro – R$ 95,3 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Prolongamento da Av. Severo Dullius – R$ 83 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Complexo da Rodoviária – R$ 31,5 milhões
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades

SÃO PAULO
Monotrilho Linha 17-Ouro do Metrô – R$ 1,881 bilhão
Iniciada – Retirada da Matriz de Responsabilidades
Reforma e urbanização em torno do Estádio do Morumbi – R$ 315 milhões
Não foi iniciada

Fonte: ESPN Brasil



Categorias:COPA 2014, Obras da Copa 2014

Tags:, ,

18 respostas

  1. Há muitos anos eu ouvia da esquerda que quem plantava viadutos colhia congestionamentos a exemplo basicamente de São Paulo na época do Maluf e agora?

    Curtir

  2. O legado da Copa vai ser este, muito dinheiro no bolso de construtoras e politicos e uma divida a longo prazo para os brasileiros pagarem, Nada de mais.Agora é cedo para discutir a sucessão na prefeitura,mas tudo indica que tem nuvens escuras no horizonte.

    Curtir

    • E aposto contigo que vai ter muita gente contente com viadutos caros e inúteis e alguns bretes nas paradas dos corredores de ônibus.

      Curtir

  3. Fortunati, Manuela e Adão Villaverde. Infelizmente, para nossa tristeza, caso essa eleição se repeti-se, o boneco de Olinda, embora péssimo prefeito, se elegeria de novo. Com todo respeito, mas na Manuela, principalmente, eu não votaria nem para síndico do meu condomínio !
    E o pior é que ela vem com tudo para próxima eleição, oremos por um candidato !! Alguém se habilita ?

    Curtir

    • Votar em qq um destes três é votar nos de sempre, não faz diferença.

      Curtir

      • Por essas e outras q eu digo q vivemos em uma democracia de fachada, ou numa ditadura travestida de democracia: os políticos se reelegem ad infinitum e muitas vezes transmitem seu curral para os filhos, netos e bisnetos. A alternância é fachada, pois na prática são sempre os mesmos candidatos. Quem manda é o capital (e isso não é opinião esquerdóide, e sim uma mera constatação): políticos não passam de seus fantoches.

        Curtir

  4. Um beijo para quem continua votando nos mesmos de sempre e daí fica reclamando que tudo continua a mesma m*.

    Curtir

  5. Interessante que se criou a Matriz de Responsabilidades e na hora H tudo saiu dali. A retirada de obras da Matriz de Responsabilidades deveria ser um caso de escândalo, mas tem sido tratada de uma forma bem branda pela mídia.

    Curtir

  6. Finalmente estamos diante do resultado da administração do Sr. Fortunati (Prefeito) que se elegeu prometendo tudo a todos, o mesmo se achava o máximo, mas pelo andar da carruagem o que vemos é algo inacreditável, uma cidade versus um caos total, a falta de planejamento, o oba oba do Paço Municipal em tratar tudo e todos, este o cidadão que paga impostos, como mero expectador, em que se pegou e se utilizou recursos públicos para atender o ente privado.

    Não temos como alegar que isso não ocorreu, senão vejamos, o entorno do Beira-Rio, em que se encontra o Estádio Particular, foi totalmente remodelado, claro que isso com dinheiro público, digo, as obras viárias, em que o ente privado não alocou nenhum recurso, e ainda, se achou no direito de alegar que certas obras são de responsabilidade do erário público, do cidadão que paga impostos.

    Agora, vem o papo de obras particulares, que são de responsabilidade do ente privado, para alegar que o ora legado, tem que se bancado pelo erário público municipal e estadual, claro, não esquecendo, com dinheiro dos impostos do cidadão.

    Enfim, uma orgia com dinheiro público.

    Fico a imaginar o resultado da Copa do Mundo e o famoso legado.

    Se o Brasil não ganhar, evidente, que não ganhará, a não ser que haja manipulação, como será a ira do povo, que assistiu a maior orgia com dinheiro público sendo usada e o foi para agradar a vários políticos desta cidade, estado.

    Só o tempo dirá os rumos que deveremos seguir a partir destes resultados.

    O tempo será o dono da verdade.

    Curtir

    • Incrível tudo em Porto Alegre é difícil e complicado mas isto prova a inoperância, fraco e péssimo governo, se pode se dizer governo, do Sr.Fortunati e vereadores. Pode se dizer que são matrizes de INRESPONSABILIDADE.

      Curtir

  7. É engraçado ver como as coisas no Nordeste andam mais rápido do que aqui… o dinheiro público flui melhor junto com a corrupção endêmica naquela região…

    Curtir

  8. Se o BRT da Assis Brasil é o mais barato e se a Assis Brasil é um eixo importante que mais sofre com a sobreposição de linhas, por que o BRT da Assis Brasil nem começou? Será que é porque é muito barato e porque o dinheiro vai mais para paradas e logística ao invés de empreiteiras financiadoras de campanha?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: