Sala Sinfônica da Ospa: Sedac/RS assina contrato para terceira etapa das obras

SA_OSPA_EXTSOA Secretaria de Estado da Cultura (Sedac-RS) assina contrato com a porto-alegrense Cisal Construções Ltda, empresa vencedora de licitação para a execução da terceira etapa das obras da Sala Sinfônica da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa), nesta quinta-feira, dia 13 de março, às 14h, na sala de reuniões da Sedac/RS (Centro Administrativo do Estado – Borges de Medeiros, 1501, 19º andar).

A proposta orçamentária da Cisal para a construção da supraestrutura do prédio foi de R$ 22.336.303,34. Este custo será financiado por verba provinda de convênio firmado entre o Ministério da Cultura e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

A previsão de conclusão da terceira fase da construção é de dezoito meses. Nove meses após o início desta etapa, será possível começar a quarta fase das obras, que consiste nos acabamentos do prédio. A inauguração da Sala Sinfônica da Ospa deve ser realizada até março de 2016.

SUL21



Categorias:Teatro da OSPA

Tags:, ,

8 respostas

  1. Já está definido o local?

    Curtir

  2. Mas ja existe algo no terreno?
    haha

    Ao menos as obras estão andando.

    Curtir

  3. Ficou legal. Me lembra um pouco a de Amsterdam…

    Acho legal a arquitetura em Porto Alegre estar saindo um pouco da mesmice!

    Curtir

  4. Só em março de 2016? Que tristeza isso! Vemos a todo instante estruturas muito mais complexas sendo construídas em prazos muito menores que esse. Não aceito que digam que é falta de mão de obra qualificada… depois da construção de uma grande arena, e da reforma profunda de um grande estádio? Não sou da área e apenas posso especular, mas gostaria de entender melhor esse prazo todo.

    Curtir

  5. Isso mesmo, Porto Alegre sempre atrasada, mas pelo lado arquitetônico a obra é bonita e ousada, coisa rara por aqui.

    Curtir

  6. Outra obra lendária. Vai fazer quantos anos que se fala nesse projeto? Pelo menos parece que está andando. Espero que termine um dia e não fique como mais uma obra inacabada.

    Curtir

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: