TJ dá 4 anos para a EPTC aplicar 20% em ciclovias

bici1

 

bici2

 

Jornal Metro – Porto Alegre, 13/03/2014



Categorias:Bicicleta, Plano Diretor Cicloviário

Tags:, , , ,

32 respostas

  1. Não tem como gastar esse dinheiro em ciclovias, a menos que finalmente comecem a alargar ruas para para estabelecer vias decentes para as bicicletas, sem atrapalhar o trânsito do resto da cidade.

    Curtir

    • A grande maioria das avenidas troncais de POA já não permite alargamento (a menos que demulirem os predios/casas).

      Não tem logica continuar incentivando o transporte motorizado individual. Os portoalegrenses vao fica decadas pagando o emprestimo dessas “obras de mobilidade” da copa, que nada mais são construção de viadutos e nova freeway (com quebramola) na orla do guaiba. E o problema vai continuar (até mesmo aumentar).

      Bicicleta é o meio mais eficiente de transporte, faz um suporte com o sistema de transporte coletivo. Por isso que o fundamental é melhorar e incentivar o uso do onibus.

      Mas pros politicos que nem sabem que tem que cumprir o que a lei manda, fica dificil os mesmos falarem “NAO” pras empreiteiras. Que se dane a população.

      Curtir

      • “Bicicleta é o meio mais eficiente de transporte”. Principalmente quando chove, quando tem lomba, quando tu é velho….Chorei de rir aqui, tem coisa que só fanático mesmo para falar.

        O metro manda um abraço.

        Curtir

        • Carro é ótimo quando chove, quando tu é velho, quando tem lomba, mas não funciona quanto todos querem usar ao mesmo tempo.

          O bom senso manda um abraço.

          Curtir

    • Criar espaço para os outros modais não é atraplar o trânsito, é criar outras formas das pessoas transitarem.

      O que temos hoje é uma quase ditadora de um único modal.

      Curtir

    • E quando eu digo o trânsito do resto da cidade, eu falo em trânsito real, não o imaginário ou idealizado por uma minoria de fanáticos.

      Curtir

  2. “Nós conversamos com o prefeito, fizemos um exame né, Capellari, a equipe da EPTC, e nós todos juntos… E eu quero aqui em nosso nome, em nome do prefeito que nós vamos começar a cumprir essa lei integralmente, e porque não a partir desse ano?” – Cézar Busatto, setembro de 2011.

    Será que agora vai cumprir a lei mesmo?

    Curtir

  3. 1. A lei foi aprovada e não cumpriram.
    2. Tem um vídeo do Cézar Busatto dizendo que falou com o prefeito e que fez a análise junto ao Cepellari e que em nome do prefeito os 20% serão cumpridos… não cumpriram.
    3. Passou as eleições a própria prefeitura entrou na justiça contra ela mesma dizendo que a lei era inconstitucional… Perdeu e não cumpriu os 20%
    4. A prefeitura recorreu, perdeu e continua não cumprindo os 20%
    5. Em duas ocasiões onde deveria vir o prefeito para discutir o tema, ele não veio, não cumpriu a promessa.
    6. Nessas reuniões o Capellari e Busatto vieram pedir acordo com os ciclistas para não aplicar os 20%, tentando colocar junto desse valor compensações. Claro que ninguém confiou nesse história. Não cumpriram os 20%

    Esqueci alguma coisa?

    Curtir

  4. Lei é pra cumprir e ponto final. Se a lei obriga a prefeitura a algo que ela não pode cumprir, deveriam ter analisado melhor quando aprovaram a lei e devem modificar a lei com uma emenda ou revogá-la. Enquanto isso, é pra cumprir. Governante que não cumpre lei tem que ser julgado na justiça tal qual qualquer cidadão.

    Curtir

    • Isso eu falei pessoalmente pro vice Sebastião Melo. Falar com o Capelari é perda de tempo. O cara acho que vai morrer e ainda achar que é inconstitucional essa lei. Vai levar o prefeito e vice para serem processados por improbidade administrativa (isso o capelari fala abertamente – o que é incrível).

      Curtir

  5. E quando começa a cobrança do ipva pra bikes?
    pela insegurança, o seguro obrigatório vai ser igual ao de motos.

    Curtir

    • Sinceramente, cobrar IPVA de bikes só desistimularia o uso de um meio de transporte tão sustentável. Deixem que as bikes se tornem mais populares, que os cidadãos e motoristas tenham mais respeito, etc… daí sim, se pensa em cobrar taxas! Que mania de ficar cobrando imposto! Já não basta o preço altíssimo que temos hoje para comprar uma bicicleta.

      Curtir

    • Seria bem engraçado cobrarem um imposto sobre veículos AUTOMOTORES para bicicletas… mas enfim, deve fazer sentido na cabeça de alguém que quer brigar em vez de conversar civilizadamente hehehe.

      Curtir

    • O IPVA é um imposto em percentual do valor do veículo, o custo do imposto vai ficar bem menor do que a própria cobrança.

      Mas não te preocupa. Quem compra bike paga muito mais imposto do quem compra carro (mais de 40% nas bikes nacionais, fora os componentes do exterior).

      Agora deveriam cobrar um imposto para quem polui. Ou pelo menos incentivar menos o modal poluente. Ontem mesmo saiu a notícia que os franceses vão retirar a tarifa dos ônibus (e tb nas bikes publicas) no horario de maior poluição.

      Curtir

      • E mais de 70% de imposto nas importadas, se não me engano.

        Curtir

        • Deve ser algo nessa magnitude. Estive vendo algumas bicicletas no Uruguai e custam quase 1/3 do que pagamos aqui.

          Curtir

      • Essa coisa de poluição acho que é a maior quebra de paradigma que temos que enfrentar. Hoje todo nosso sistema econômico assume que a poluição é “gratuita” quando já sabe muito bem que não, pois impacta inclusive no sistema público de saúde.

        Curtir

    • Talvez porque bicicletas não são veículos (IPV)AUTOMOTORES…

      Curtir

  6. Eu só vejo piadas… até quando as administrações não fazem e recebem prazo para não fazer novamente…

    Curtir

  7. Poderiam usa um pouco dessa verba pra faze um programa de educação no transito para os motoristas de ônibus, lotação e táxis da cidade, quem sabe eles param de cometer tantas infrações.

    Curtir

    • Educação é um meio de gastar os 20%. Mesmo assim Capelari jura que a EPTC tem o dinheiro mas não consegue gastar. E ainda ontem mesmo a EPTC ganhou o Premio por cumprir metas estabelecidas pelo Fortunati.

      Curtir

  8. Agora falta processar o Capelari, o prefeito Fortunati (e até mesmo o vice Sebastião Melo) por improbidade administrativa.

    Esse é o grande receio do próprio descumpridor de lei, o famoso Capelari. Fala abertamente em audiências com a comunidade que está preocupado em receber processo.

    Conversei até com o vice sobre o não cumprimento de lei, um dia o processo de improbidade vem.

    Curtir

    • Que vontade de não fazer nada desses caras… E veja que campanha não elimina pistas de rolagem nem prejudica o sagrado fluxo de automóveis.

      Curtir

  9. Ainda não deu tempo de planejar uma cicloviazinha sequer, é?

    Só estou lembrando que alguém disse que ia renunciar se isso se mantivesse…

    Curtir

  10. Ainda não está claro esse prazo… São 4 anos a partir da decisão? Quer dizer que a aplicação dos recursos pode ficar para a próxima administração?

    Curtir

    • São 2 decisões:

      – Os valores retroativos serão investidos nos próximos 4 anos e 3 meses.

      – Os valores do ano, tem que ser investidos em 2 anos.

      Obviamente não precisa esperar o prazo total. Tem que ter projetos, tem que ter execução. Tem que aumentar a equipe.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: