Valcke critica pavimentação no entorno do Beira-Rio

Secretário da Fifa mostra preocupação com prazo apertado para instalar estruturas da Copa

Padre Cacique começou a receber asfalto em frente ao estádio Crédito: Bernardo Bercht/Especial CP

Padre Cacique começou a receber asfalto em frente ao estádio
Crédito: Bernardo Bercht/Especial CP

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, não deixou de criticar o atraso das obras da Copa do Mundo no Brasil nem em vídeo institucional da entidade. Em publicação desta quinta-feira, no site da Fifa, ele disparou contra o entorno do Beira-Rio: “Fora do estádio de Porto Alegre não existe pavimentação”.

A aplicação da cobertura asfáltica, por conta das obras de ampliação da avenida Padre Cacique, começou apenas nesta semana, depois de Valcke visitar o estádio e outros trabalhos ainda serão realizados até a via ficar pronta. “Não podemos instalar toda a estrutura de TV e os centros de hospitalidade sem pavimentação”, reforçou o secretário.

“Estamos falando de mais de 140 mil metros quadrados, o que leva de dois a três meses para fazer”, alertou Valcke, acrescentando que o prazo ficará muito exíguo para a instalação de estruturas importantes para o Mundial. “Estamos a três meses da Copa”, lembrou Valcke. “Não é apenas a Fifa que está numa corrida, é o Comitê Organizador, o governo e todas as cidades, que ainda têm que correr com seus estádios e a infraestrutura para estarem prontas.”

Valcke não perdoou as outras sedes atrasadas. “Para ser honesto, a boa notícia teria sido receber os estádios em dezembro de 2013 e não em março de 2014. Agora, a boa notícia é que nós podemos trabalhar nas questões técnicas que precisamos para a Copa do Mundo. Nós recebemos os estádios e precisamos aprontá-los para a Copa.”

Correio do Povo



Categorias:COPA 2014

Tags:, , ,

6 respostas

  1. Cai fora Valcke, volta pro teu país.

    Curtir

  2. Vamos ser sinceros. O único objetivo da direção no Inter com a copa (notem que não me refiro ao time – portanto não estou grenalizando) foi construir um estádio “novo”. Venderam a ideia de beleza nos renders blablabla… Assinaram um contrato assumindo pagar pelas estruturas temporárias e agora ficam blefando dizendo que não vão pagar (até porque sabem que a impunidade do Brasil está do lado deles)… Mal-caratismo é apenas um apelido carinhoso pra esse tipo de gente.

    Curtir

    • Eu me lembro daquela história de autofinanciamento para reformar o Beira-rio, ou seja, pagar a reforma com receitas da venda de camarotes e outros, como pode terem acreditado que aquilo poderia dar certo? Não pode ser só ingenuidade das “autoridades” acreditar numa ideia dessas, deixando evidente que tinha algo a mais por trás.

      Curtir

  3. Quando esse senhor emissário da Fifa fala em falta de pavimentação no entorno, quer dizer que falta a calçada interna (no caso do Beira Rio vai ser com asfalto). Óbvio que é responsabilidade total do Internacional a colocação da calçada interna do estádio.

    Curtir

  4. Esse valcke ladra, ladra mas não morde… cara chato.

    Curtir

  5. Bom, podem ficar tranquilos. Eventos internacionais no Brasil nunca mais depois disso tudo… quem viria para cá?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: