Deputados aprovam isenção fiscal para obras temporárias no Beira-Rio

Projeto de lei para Copa do Mundo recebeu 31 votos favoráveis, contra 19

 Projeto recebeu 31 votos favoráveis, contra 19  Crédito: Marcelo Bertani / ALRS / CP


Projeto recebeu 31 votos favoráveis, contra 19
Crédito: Marcelo Bertani / ALRS / CP

A Assembleia Legislativa aprovou na noite desta terça-feira a proposta de isenção fiscal para empresas que financiarem estruturas temporárias da Copa do Mundo. O projeto recebeu 31 votos favoráveis dos deputados, contra 19. Antes da votação, a maioria criticou um “atropelamento” do governo e da prefeitura de Porto Alegre quanto ao assunto, que colocaram como essencial a medida para garantir o Mundial.

O projeto de lei estabelece que a empresa instalada no Rio Grande do Sul que apoiar o programa poderá compensar até 100% do valor aplicado no pagamento de ICMS, desde que repasse 15% desse total ao Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte. O teto para a isenção de impostos também foi fixado em R$ 25 milhões.

Durante a análise dos deputados, foi aprovada uma emenda ao projeto que torna obrigatória a divulgação online da aplicação dos recursos da isenção do ICMS.

Antes da decisão dos parlamentares, o Ministério Público (MP) havia se mostrado contrário à utilização de recursos públicos para financiar estas estruturas. O governador Tarso Genro chegou a admitir que Porto Alegre poderia ficar de fora do Mundial se a proposta não fosse aprovada.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

16 respostas

  1. O clube que assinou o contrato incluindo as estruturas temporárias e após faz jogo de cena para ganhar dinheiro público, novamente levou vantagem na velha Lei de Gérson!

    O negócio é assinar e comprometer-se com a intenção de não assumir para depois ganhar dinheiro de graça do povo, que papelão S.C. Internacional! Não quis honrar o compromisso assumido.

    Ou seja, na hora de assumir e garantir a Copa pra si o tal clube o fez, mas agora em cima da hora fica com este jogo nojento recusou-se a fazer o que prometeu, ato digno de qualquer político brasileiro, promete mas não cumpre!

    O governador tem a prerrogativa de vetar o projeto, mas como sabemos qual é o partido e quais são as cores dele, sabermos que isto não será feito.

    Enquanto isto o povo morre na fila do SUS, nas UTIs dos hospitais públicos, a violência continua aumentando, a bandidagem vê a roubalheira dos grandes e segue o exemplo, a educação é uma porcaria, sem falar no custo de vida que está subindo, este país é um paraíso para as falcatruas, a FIFA que sabemos ser corrupta está rindo a toa da cara do povo gaúcho que não merecia este mico, lamentável!

    Curtir

  2. Não é incompetência do Internacional, é sem-vergonhice da sua diretoria. Há um contrato assinado no qual eles se comprometeram a bancar as tais estruturas na condição de proprietários do estádio.
    É claro que haveria uma comoção na esfera pública para que Porto Alegre não perdesse a Copa, e, se valendo desta premissa, o presidente do Inter decidiu por não custear às obras.
    O tal ‘legado da copa’ é desculpa esfarrapada para se esbanjar dinheiro público com questões que a população ano passado, através das manifestações, já deixou claro que não deveriam ser tratadas como prioridade.

    Curtir

  3. Alguem tinha alguma duvida quanto ao resultado final desta novela? Isto aqui é Brasil, não estamos na Dinamarca. Acho hipocrisia as manifestações contrarias ao evento Copa nesta altura do “jogo”. Quanto a indignação dos gremistas a suposta ajuda do governo ao Beira Rio, parece que os tricolores não entenderam. Não é para o Beira Rio é para o evento da FIFA.

    Curtir

    • Cara, a FIFA é a única que não é vilã nesta história toda.
      Ela sempre foi muito clara, desde o início, quanto às condições impostas a quem fosse sediar os jogos da Copa.
      O governo aceitou todas elas e, em se tratando das obras temporárias, o Internacional também anuiu.
      A questão é: por que a população tem que ser onerada com isto? Mais uma vez! (e não falo só do caso colorado)
      E acho que a população não é contra o ‘evento da FIFA’, mas sim em relação a como tudo vem sendo tratado para a sua realização.
      Não seria também hipocrisia do Internacional questionar o pagamento pelas estruturas temporárias também só agora?!

      Curtir

    • Esse processo todo foi CRIMINOSO, com chantagem, lobby, clubismo e pressão política, e você vem me falar em hipocrisia. Quem deixou para última hora para decidir sobre isso o fez intencionalmente, porque queria tornar inevitável o uso de dinheiro público para pagar essas contas privadas.

      Agora, vamos ver se o MP é isento, porque legalmente essas “isenções” não se sustentam na Justiça. Alguém terá de ressarcir os cofres públicos logo ali adiante, aguardem.

      Curtir

  4. Estão premiaram a incompetência e a irresponsabilidade colorada em todo esse processo.

    Curtir

  5. Tem algum lugar com a lista dos irresponsáveis que votaram por bancar a incompetência do internacional com o dinheiro do povo?

    Curtir

    • Incompetencia do governo que assinou contrato com o COL em 2013 se responsabilizando pelas estruturas. O Inter foi muito competente.

      Curtir

      • Ouvi diferente no radio. Posso estar equivocado.

        O inter foi incompetente fazendo beijinho doce e perdeu a copa das confederacoes. Isso é inquestionavel.

        Curtir

        • Lembro do Inter ter se comprometido com a Copa do Mundo e nao com a das Confederaçoes, mas tambem posso estar errado.

          Me preocupa mais o fato de terem dado isençao fiscal pra Arena do Gremio, foi a terceira maior isençao fiscal (so perde pra arena SP e arena Curitiba) pra ser um simples campo de treinamento.

          Curtir

        • Arena recebeu a terceira maior isenção ? Mas da onde tirou essa merda. As isenções da Arena são locais e limitadas, não envolvem impostos federais (IPI, Imposto de importação, contribuições…) , o grosso dos impostos cobrados numa obra desse tipo.

          Curtir

      • Ser competente com a ajuda do Governo é fácil. Não esqueçam que a reforma do estádio só começou com um empurrãozinho da PresidAnta. E de novo o governo precisa dar isenções para arcar com uma responsabilidade que o Inter havia assinado e se comprometido.

        Curtir

        • Fica muito facil o Inter ter que bancar tudo e o estado se beneficiar do turismo e movimentaçao de economia durante a copa

          Curtir

        • Como se o inter tivesse sido forçado a assumir essa “obrigação” da Copa. Parem de ingenuidade falsa.

          Curtir

  6. Bons tempos, os da Yeda.

    Curtir

  7. Essa notícia foi boa só mesmo pro prefeito pavão, que tirou a batata quente das mãos.
    Enquanto isso o povo e o estado quebrado com essa porcaria de administração se fodem.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: