BikePoa comemora 500 mil viagens

Sistema de aluguel de bicicletas já conta com 100 mil usuários cadastrados   Foto: Lucas Barroso/Divulgação PMPA

Sistema de aluguel de bicicletas já conta com 100 mil usuários cadastrados   Foto: Lucas Barroso/Divulgação PMPA

Criado em setembro de 2012, o BikePoa celebra, neste final de semana, 500 mil viagens realizadas pelas ruas de Porto Alegre. Ao todo, o sistema oferece 39 estações, com 390 bicicletas à disposição dos usuários, já 100 mil pessoas cadastradas. A 39ª estação entrou em funcionamento recentemente, junto ao Shopping Total. O evento comemorativo, com ações educativas, ocorre a partir das 10h deste domingo, 30, nas imediações da Usina do Gasômetro, dentro da programação dos 242 anos de Porto Alegre.

Serviço oferece 390 bicicletas, distribuídas em 39 estações   Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Serviço oferece 390 bicicletas, distribuídas em 39 estações Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

A previsão da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) é oferecer mais um ponto para estação, junto ao Estádio Beira-Rio, em data a ser marcada conforme o andamento das obras para a Copa do Mundo. De acordo com avaliação do arquiteto Antônio Vigna, coordenador de Projetos Especiais da EPTC, o BikePoa representa sucesso absoluto no perfil desta mobilidade na Capital. “Neste período de um ano e seis meses do BikePoa, constatamos êxito absoluto na implantação desse sistema de deslocamento. São muitos os pedidos de ampliação, com avaliação positiva pela EPTC para novas instalações de estações e mais bicicletas para deslocamento dos usuários”.

Além do uso das “magrelas” do BikePoa, a cultura da utilização da bicicleta em Porto Alegre avança com mais de 20 km de ciclovias e ciclofaixas já implantadas, espaços espalhados em diversos pontos da cidade. A projeção é alcançar 50km até o final de 2014.

Prefeitura de Porto Alegre

 



Categorias:Aluguel de biciletas, Bicicleta

Tags:, , ,

10 respostas

  1. Também me impressionei pelo número.

    Curtir

  2. Pena que o serviço anda fraco, muitas estações fora do ar e muitas bicis com pneu murcho, etc.

    Curtir

    • Felipe X, concordo plenamente contigo. Nas últimas duas semanas, todas as vezes que tentei pegar bicicletas não consegui porque 1) a estação estava quebrada; 2) a estação estava vazia; 3) as únicas bicicletas disponíveis não tinham condições de uso (pneu murcho, banco quebrado…uma média de duas bicicletas nessas condições em cada estação); 4) A bicicleta estava disponível mas o sistema não registrava ou liberava ela; 5) o número de telefone pra ligar não estava no ar.
      Gosto muito do projeto e do serviço, mas considerando todas essas notícias sobre ser a cidade do país em que o sistema é mais usado, sobre o grande número de usuários e viagens, tá faltando algum jornal perguntar porque é que, então, todas as estações prometidas ainda não foram instaladas (já perderam o prazo de entrega prometido no mínimo umas 3 vezes) e qual o percentual reinvestido em manutenção, porque está bem aquém do necessário.

      Curtir

  3. Impressionante e maravilhoso!!!

    Curtir

  4. E tem gente que jura que não vê os porto-alegrenses pedalando.

    Curtir

    • Eu vejo maioritariamente 3 tipos de ciclista em Porto Alegre: 1) pessoas humildes sem outras possibilidades, principalmente perto de vilas, 2) pessoas passeando (transitando devagar e observando o passeio), 3) ativistas (reconhecidos por mim pelo investimento na bicicleta + roupas de ciclista + apetrechos)

      Na Europa eu via maioritariamente pessoas vestidas normalmente, com bicicletas simples, transitando em velocidade média, que me passarem a impressão de que estavam usando a bicicleta simplesmente por ser o meio de transporte mais conveniente.

      Penso que a grande maioria da população ainda não acha a bicicleta conveniente para uso cotidiano, ficando seu uso aqui restrito aos pequenos nichos descritos acima.

      Curtir

      • Te enganas começando pela vestimenta. Muitos ativistas não usam uniforme, quem usa uniforme é que faz treino (em vez de apenas se transportar).

        Fora isso faltou uma categoria, pessoas que usam a bicicleta como meio de transporte no dia a dia e não são ativistas.

        Curtir

  5. “100 mil pessoas cadastradas”. Poxa, esse dado me surpreendeu positivamente…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: