A nova alternativa para os ciclistas portoalegrenses é a pista de piche da orla

pista-piche

Ciclistas que passaram por ali dia 7 de abril pela noite ou no dia seguinte pela manhã tiveram a garantia de ter tênis, camisetas e outros trajes inutilizados pelo betume ainda morno. Para quem devem mandar a conta?

Não havia qualquer indicação da obra nem caminho alternativo. Na região não há sinaleiras para fazer travessia e os veículos trafegam em altíssima velocidade, tornando arriscado descer para a pista de rolamento.

Foto cedida por Eduardo Macedo.

Reblogado de Vá de Bici!



Categorias:Bicicleta, Ciclofaixas, ciclovias

Tags:, , , , ,

50 respostas

  1. A ciclovia deveria começar na Avenida Diário de Notícias com Wenceslau e ir até o Gasômetro, com iluminação, etc, mas ela não está interligada, ou seja, tem uma parte entre Diário e Beira Rio que inexiste (IBERÊ CAMARGO/ESTALEIRO SÓ) e uma parte na Beira Rio em que ela acaba, inclusive sem iluminação nos moldes existentes próximo ao Estádio colorado. Ok que foram várias construtoras da Beira Rio, mas não deveria haver uma harmonização de pista cicloviária e iluminação? Por que a área da Beira Rio próximo à Ipiranga não tem a continuação da bonita iluminação das proximidades do Beira Rio nos dois lados? Realmente uma escuridão só, como de resto é todo o Parque Marinha à noite.

    Curtir

  2. Pior que não tinha nem a plaquinha “desculpe, estamos trabalhando”, como se estivessem fazendo um imenso favor ou uma obra de caridade.

    Curtir

    • Não tinha nada e como não há iluminação pública ali eu passei de noite e só vi em cima.

      Curtir

  3. Sinalização zero, sem espaço para circulação de pedestres e ciclistas e vem CCzada falar em choradeira… má vá trabalhar fiscalizando o que acontece na cidade!

    Curtir

  4. Está demais a choradeira.

    Curtir

    • Afinal dá para passar de carro sem danifica-lo. Os desqualificados que não tem carro quense danem.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: