Inter anuncia empresa que fará o projeto das estruturas temporárias

LR Sport & Marketing e Strong Eventos foi aprovada por comissão de conselheiros do clube

Estruturas temporárias são exigidas pela Fifa para estádios da Copa  Crédito: Jonathas Costa / Especial CP

Estruturas temporárias são exigidas pela Fifa para estádios da Copa
Crédito: Jonathas Costa / Especial CP

O Inter anunciou na tarde desta terça-feira que a empresa LR Sport & Marketing e Strong Eventos foi escolhida para realizar o projeto e o acompanhamento da prestação de contas das estruturas temporárias exigidas pela Fifa para a Copa do Mundo. O clube informou que a escolha foi definida após análise de uma comissão de conselheiros formada para o recebimento e análise das propostas na última sexta-feira.

Além da LR Sport & Marketing e Strong Eventos, mais uma empresa se apresentou visando visando atender aos requisites da lei que concedeu incentivos fiscais para as estruturas temporárias. A comissão do clube que analisou as propostas foi formada por José Alfredo Amarante (vice de administração colorado), Paulo Rogério Silva dos Santos, Keller Dornelles Clós e Ubaldo Alexandre Licks Flores.

A Lei Nº 14.488, que Instituiu o Programa de Apoio à realização de Grandes Eventos Esportivos no Rio Grande do Sul foi aprovada no dia de 26 de Março na Assembleia Legislativa. A lei estabelece que a empresa instalada no Rio Grande do Sul que apoiar o programa poderá compensar até 100% do valor aplicado no pagamento de ICMS, desde que repasse 15% desse total ao Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte. O teto para a isenção de impostos também foi fixado em R$ 25 milhões.

Antes da decisão dos parlamentares, o Ministério Público (MP) havia se mostrado contrário à utilização de recursos públicos para financiar estas estruturas. O governador Tarso Genro chegou a admitir que Porto Alegre poderia ficar de fora do Mundial se a proposta não fosse aprovada.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

8 respostas

  1. Seems legit

    Curtir

  2. Dei um Google e não encontrei o site da tal empresa . Foi parida especialmente para o Remendão ?

    Curtir

  3. Ué, mas o SCI não tinha qualquer responsabilidade e agora são eles quem escolhem as empresas que vão erguer as ETs?

    Curtir

  4. Está tudo errado, desde quando o inter virou um entidade pública para poder escolher uma empresa que receberá benefício fiscal? Evidentemente, deveria haver uma licitação pública.

    Com a palavra o MP.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: