Grupo de Trabalho estudará revitalização do Centro Histórico

Fortunati defendeu a qualificação do espaço urbano em prol dos pedestres   Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Fortunati defendeu a qualificação do espaço urbano em prol dos pedestres   Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Fortunati defendeu a qualificação do espaço urbano em prol dos pedestres

A revitalização do Centro Histórico com foco no pedestre foi tema de uma segunda reunião nesta terça-feira, 22, entre o prefeito José Fortunati e representantes da Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (Mobicidade). Na ocasião, o grupo apresentou um estudo preliminar para qualificar o espaço urbano em prol dos pedestres numa área inicial que contempla as ruas Marechal Floriano, Vigário José Inácio e Doutor Flores. “Precisamos pensar o espaço urbano que respeite mais os cidadãos”, disse o prefeito, destacando que o Centro é uma área nobre que precisa ser valorizada.

Durante a audiência, foi estabelecida a criação de um Grupo de Trabalho que fará o projeto executivo de qualificações das ruas do Centro Histórico, valorizando os passeios e o mobiliário urbano. O grupo, que será estabelecido por meio de portaria, será composto por técnicos de secretarias municipais, pelos integrantes da Mobicidade, pela Associação de Moradores do Centro Histórico e entidades ligadas ao comércio. O grupo terá 45 dias para apresentar os estudos. “O poder público e entidades devem buscar soluções de forma criativa para recuperar o espaço público aos pedestres”, afirmou Fortunati, ressaltando que o projeto apresentado e que está em discussão é factível.

A Associação – A Mobicidade foi fundada em 10 de junho de 2012, durante encontro no espaço Cidade das Bicicletas. A Associação é apartidária, sem fins lucrativos, horizontal (tanto em sua gestão, como em sua atuação) e voltada para a construção coletiva de ideias para uma cidade mais humana, valorizando e incentivando o uso da bicicleta.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Revitalização do centro

Tags:,

37 respostas

  1. Parabéns e obrigado a quem fez esse projeto. Gostei de duas coisas. A segregação total dos carros, sem chance de se meterem onde não devem e a retirada das bancas de revista. Quem lê revista em 2014? Tirar a maioria dos orelhões seria uma boa também. Mas esperem sentados, que no serviço público “grupo de trabalho” é sempre só uma maneira de enrolar e não fazer nada.

    Curtir

  2. Horizontal, o que é isso?

    Esse palavreado eu conheço muito bem e sem que o domina.

    Curtir

  3. Comparar isso com Buenos Aires ? Com todo respeito, é apenas a simples colocação de paralelepípedo, um calçamento péssimo para mulheres de salto alto e mesmo sapatos masculinos de solado de couro, imagina em dia de chuva…

    Curtir

  4. Não adianta colocar um pavimento muito bonito se não aguentar os carros fortes que pesam toneladas.

    Curtir

  5. Muito coisa tem de ser feita e tomara que surja finalmente gente competente para enfrentar tal desafio. Pavimento a meu ver é um dos pontos chaves e deveriam retirar esta ardósia toda e empregar algo decente, contemporâneo, mais claro, interessante e belo na extensão da rua dos Andradas e arredores. Não faltam bons exemplos de revitalização de áreas cêntricas de cidades vindos de muitos lugares, então que os envolvidos desta vez tenham no mínimo vergonha na cara para fazer alguma coisa realmente bonita e positiva para este centro histórico.

    Curtir

  6. Pra melhorar o centro, muito prédio vai ter que ir pro chão, muita loja vai ter que se mudar.

    Muita coisa vai ter que mudar.

    E queiram ou não, esse tipo de comercio que temos no centro não vai ajudar com isso.

    Curtir

  7. “…Grupo de Trabalho estudará revitalização do Centro Histórico…”
    Ahhhh??
    Mais um grupo de trabalho, de estudos, de metas….blablabla…..e como sempre, nada de obras.
    Ja ouvi essa estoria de revitalizacao da Borges, Otavio Rocha, Rua da Praia, Ladeira etc desde os tempos do Fogaca.
    Escrevam ai: Nao vai dar em nada…pelo menos nos proximos 10 anos.

    Curtir

  8. Por que AGORA e não 5 ou 7 anos atrás ”pra Copa”?!
    Muito melhor – e mais barato – eliminar viaduto da Bento, da Rodoviária e da Pinheiro Borda e ter investido no SOS do centro.

    Francamente…

    Curtir

  9. Pra quem se interessar em saber mais sobre o projeto:

    http://www.mobicidade.org/?p=212

    A revitalização do centro de Buenos Aires foi referência utilizada pelos arquitetos que idealizaram o projeto e foi mostrada ao prefeito.

    Curtir

  10. O Centro de POA só será revitalizado se conjuntamente for fechado o comércio vulgar e de baixa qualificação que se instalou naquela parte do bairro. Dessa maneira, gente incivilizada deixa de frequentar a região a acaba se tornando um local mais agradável para as pessoas de bem.

    Curtir

    • Isso é uma ironia? “gente incivilizada”, “pessoas de bem”

      Esse comércio “popular” (nem tanto, tem muita coisa cara vendida na Voluntários… uma panela Tramontina às vezes custa menos numa Camicado do que no centro) deve gerar mais receita para o fisco do que o “qualificado comércio da Padre Chagas”. Só que como é centro e as pessoas estão acostumadas com a bagunça, dizem que o problema são as pessoas e o comércio. O problema é a falta de investimento em renovação, manutenção e fiscalização. Não se ouve falar de ninguém sendo multado pela sujeira despejada no chão… é só uma lei inócua.

      Curtir

  11. 3679847 grupo de trabalho criado na era Fo-Fo.

    Curtir

  12. No site da Mobicidade tem algumas imagens do projeto e a segunda fase lembra muito o centro de Buenos Aires!

    http://www.mobicidade.org/?p=212

    Curtir

    • Fiquei decepcionado ao ver que a revitalização era somente pintura do chão (espero que não seja a escorregatinta das ciclovias porto-alegrenses) e fradinhos (pelo menos não são aqueles feios em concreto, e quem sabe podem até ser pontos de iluminação). Porém ver que existe uma fase 2 me animou, só espero que ela não saia muito após a fase 1.

      Curtir

  13. “Precisamos pensar o espaço urbano que respeite mais os cidadãos”, disse o prefeito, o prefeito que alarga ruas reduzindo as calçadas em pleno centro de Porto Alegre

    Curtir

    • Foi o sindicato dos comerciantes que pediu isto. Segundo eles, quando se reduziu o trânsito de carros no centro (na época em que bloquearam ruas para o tráfego de carros) tiveram prejuízo.

      Curtir

      • Diversos grupos estão pedindo o centro para as pessoas e a prefeitura nada… ou seja, é culpa da prefeitura sim. Além do mais, as pessoas estão tendo prejuízo ao tentar se deslocar em um centro com calçadas de 1,5m.

        Curtir

  14. O Capellari aparece na foto, logo não esperem coisa boa por aí … Como foi dito acima, basta contratar algum técnico de Buenos Aires para idealizar a obra. Mas isso não irão fazer pois o objetivo é apenas político, criar notícia. Na prática, mais uma decepção para a população.

    Curtir

  15. A revitalização que estão realizando no microcentro da cidade de Buenos Aires é de nos matar de inveja… Calçamento impecável, nivelado, sem meio fio.

    Curtir

    • Veja o calçamento de Serafina Correa – RS, é simplesmente impecável e faz qualquer porto-alegrense morrer de inveja.

      Curtir

    • Verdade. Em Buenos Aires fizeram algo (visualmente) parecido com o que estão fazendo (não sei se a obra já andou, mas tava meio parada) na José Montaury, só que lá a mudança foi o contrário, em locais de uso exclusivo de automóveis deu-se espaço para os pedestres, aqui colocaram uma pista onde antes tinha um calçadão.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: