Fifa inicia montagem das estruturas temporárias no Beira-Rio

Operários iniciam a montagem da HBS House onde será instalada a emissora que transmitirá as imagens da Copa do Mundo para a Fifa no estádio Beira-Rio Carmelito Bifano/UOL

Operários iniciam a montagem da HBS House onde será instalada a emissora que transmitirá as imagens da Copa do Mundo para a Fifa no estádio Beira-Rio Carmelito Bifano/UOL

A Fifa iniciou na manhã deste sábado a montagem das primeiras estruturas temporárias no entorno do estádio Beira-Rio para a Copa do Mundo. Após 11 dias de atraso para a pavimentação do local, operários iniciaram a instalação dos primeiros estúdios da Host Broadcast Services, empresa contratada pela instituição máxima do futebol para levar as imagens dos cinco jogos de Porto Alegre para o mundo.

Ao todo, 40 contêineres formarão o HBS House. Cada um deles terá um andar na parte da frente e dois na parte de trás. Junto à estrutura será construído um túnel para o cabeamento entre a HBS House e o campo de jogo. Isto evitará qualquer bloqueio entre a direção de transmissão, as cabines de imprensa e as 32 câmeras voltadas ao gramado. Os geradores de energia elétrica e outros equipamentos de transmissão virão da Alemanha e da Inglaterra, assim que as instalações forem concluídas.

O primeiro caminhão com o equipamento do HBS House chegou com atraso na última sexta-feira. A previsão inicial era desembarcar a carga na quinta-feira, porém, um congestionamento em Curitiba atrasou a chegada do material. Até a segunda-feira, outros 19 caminhões chegarão ao estádio Beira-Rio. A expectativa é que todo o equipamento de transmissão esteja instalado até o início de junho.

Enquanto isso, o Internacional corre contra o tempo para anunciar as empresas que irão arcar com os custos para as demais estruturas temporárias. Até o momento, uma empresa que trabalha com refrigerantes e outra que comercializa aço no Rio Grande do Sul se mostraram interessadas em bancar parte dos 25 milhões necessário para as instalações, porém, sem definir o quanto será investido na troca por isenção fiscal.

O clube sequer revelou a produtora que irá montar as estruturas. A intenção dos responsáveis pela busca de empresas é anunciar os interessados na isenção de ICMS até início da próxima semana. Os governos estadual e municipal se mostram tranquilos sobre o tema e acreditam em uma solução rápida. Porém, não afastam a possibilidade de levar até o Comitê Organizador Local as dificuldades e esperar por uma solução emergencial da Fifa, que pagaria pelas estruturas e depois cobraria do clube.

Carmelito Bifano
Do UOL, em Porto Alegre

UOL ESPORTES

________________________

  • Leia também:

Falta de obras de acessibilidade no Beira-Rio pode motivar ação do MP/RS



Categorias:COPA 2014

Tags:,

4 respostas

  1. “uma empresa que trabalha com refrigerantes e outra que comercializa aço no Rio Grande do Sul”, acho o máximo essas informações que não divulgam o nome (Vonpar e Gerdau), o mesmo que dizerem redes sociais, ao invés de facebook e twitter, não sei no que vai mudar a informação, mas é engraçado a posição que a midia adota pra isso.

    Curtir

    • Já que a Vonpar e a Gerdau não pagaram sua parcela, seus nomes são removidos. O contrário também acontece, te lembra do Tamiflu?

      Curtir

  2. Essa estrutura não tem ligação com a outra que teve tanta polêmica, né?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: