Formadores de opinião para Fortunati: “Abra a cabeça, trabalhe mais, pare de blá-blá-blá !”

fortunatiEstes são os recados para o prefeito José Fortunati:

Abra a cabeça, faça acontecer, modernize, corra, trabalhe mais, seja simples e eficiente, fique esperto, pare de blá-blá e faça, trabalhe, profissionalize a área de turismo, faça menos politicagem.

Na pesquisa que fez com 106 formadores de opinião,70% dos quais de Porto Alegre, intitulada “Retrato de Porto Alegre”, a Qualidata constatou que apenas “qualidade de vida” e “cidade hospitaleira”, de um total de 10 itens, lograram resultados positivos para a Capital do RS, sede de uma das séries de jogos da Copa do Mundo.

Eis os itens rejeitados:

  • Não há estímulo a passeios e circulação pelas vias públicas.
  • Não sabe se divulgar nos outros Estados
  • Promoção no exterior não existe
  • Inexiste prática de gestão eficiente para os habitantes.
  • Idem para os turistas e visitantes
  • Porto Alegre não tem visão de futuro.
  • Os políticos não se preocupam com o turismo.
  • Não existe preparação e meios para receber bem a Copa ou qualquer evento internacional.

Quando a Qualidata pede aos entrevistados para listar o que acham que a cidade precisa, são encontrados itens como limpeza, infraestrutura, sinalização de ruas , aeroporto, estação rodoviária, segurança, ciclovias, hotelaria, mobilidade urbana.

Na comparação com outras cidades, Porto Alegre também fica muito mal, e isto que a visão é majoritariamente de portoalegrenses. Os fatores urbanos são quase todos desmerecidos, como transporte público, aeroporto, calçadas, orla, segurança pública, postos de informação, guias de turismo, parques temáticos, placas de ruas, sinalização, trânsito e estação ferroviária.

Políbio Braga. Pesquisa: Qualidata.

Clique aqui para ler a pesquisa integral (pdf)



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , ,

17 respostas

  1. Ninguém elogia nada neste Blog.
    Eduardo Alves. Ha 25 anos Porto Alegre era uma cidade muito boa de se viver.
    Acho que quem não mora em Porto Alegre tem é que ficar quieto…..

    Curtir

  2. Ué, mas estão melhorando os corredores de ônibus e até video com dancinha maneirinha criticando ja criaram.

    hahah

    Se fizessem um de cada vez iriam reclamar pela demora, quando fazem varios ao mesmo tempo, reclamam igual (apesar dos atrasos e transtornos).

    Obras para melhorar o transito também reclamam igual, e se não fazem, reclamam.
    hahaha

    Curtir

  3. Sobre as demandas contidas no texto:

    • Sinalização de ruas – Cappellaria vai arrancar a sinalização que facilita o pedestre;
    • segurança – Foi instalado milhares de câmeras, mas não mudou nada;
    • ciclovias – A prefeitura quer mutilar o plano cicloviário;
    • mobilidade urbana – A licitação do transporte coletivo só saiu por causa da justiça. Quando o Fortunatti foi perguntado sobre a licitação em uma entrevista ele abandonou a mesma.

    Curtir

    • Adicionaria o seguinte:
      – Ciclovias: Faz ciclovias em cima de calçadas sem deixar espaço ao pedestre
      – Mobilidade: Até agora não inovou absolutamente nada. Se falava em portais/brt desde o tempo do fogaça mas até agora só vejo pista de concreto em obras e uma promessa de ônibus maiores.

      Curtir

  4. O povo de Porto Alegre é bipolar. Incrível.

    Reclamam de tudo isso, que tem que melhorar, etc… mas quando alguém apresenta projeto, idéias, etc, o que acontece?

    • Nunca está bom o suficiente;
    • “Vai mexer com o meio ambiente”
    • “Vai contra a nossa tradição”
    • E muito mais barreiras culturais…

    Enfim, é bizarro. Querem porque querem mudança, mas sempre que vem alguém com um projeto de futuro, torpedeiam. 😐

    Curtir

    • Nunca vi ninguém reclamar de ciclovias, melhoria no sistema de ônibus, colocação de placas que facilitem a circulação de pedestre, melhoria das calçadas…

      Você está querendo livrar a administração pública da péssima administração.

      Curtir

      • Não quero livrar a cara de ninguém. Nem moro mais aí em Porto, saí daí à 25 anos.
        Mas fico triste, porque continua tudo a mesma m*. O mesmo espírito atrasado, o mesmo “se a idéia não é minha, não presta”.
        E sobre o que citaste…
        Ciclovias:
        – “O projeto ficou horrível”
        – “Não teve concurso público”
        – “Não precisa de ciclovia aqui”
        Sistema de ônibus:
        – “É o melhor do Brasil, porque mudar”
        Placas:
        – “A placa está no lugar errado”
        Melhoria nas calçadas:
        – “Esse piso é ruim”
        – “Calçada tá muito larga”
        – “Calçada tirou espaço da rua”.
        Isso só de gente próxima a mim, que ainda mora aí… coisas que ouvi em visitas.
        Porto Alegre e linda, mas o povo só pensa em seu próprio umbigo. Não existe o MÍNIMO senso de comunidade.
        Porque digo isso? Porque quando saí, morei: 3 anos em Miami, 8 anos em São Paulo, 4 anos em Madrid, 2 anos em New York, 3 anos em Buenos Aires, e para finalizar, Florianópolis até hoje.
        E Porto Alegre, de longe, disparado, é que tem as pessoas mais chatas e retrógradas. Digo isso numa boa, mesmo, com tristeza! Sem querer ofender. É uma coisa até meio estranha de ver, essa mania de rebaixar, de detonar toda e qualquer idéia do outro, não existe um espírito comunitário, e principalmente, não existe uma coisa que em qualquer outro lugar do mundo, se usa para conseguir chegar a uma solução:
        SABER CEDER.
        Eu vejo, em Porto Alegre, que cada quer a sua idéia, a sua visão, e pronto. “Se não for e-x-a-t-a-m-e-n-t-e como eu quero, não presta.”
        Triste! Mas é um problema de atitude, cultural talvez?
        Até para ilustrar isso ainda melhor… sabem quem são considerados os grandes chatos, os maiores entraves ao desenvolvimento econômico de Florianópolis, que tudo travam, que criaram aqui um movimento que nada deixa ir pra frente? Sim, os gaúchos que moram aqui…

        Curtir

    • Tu esqueceu de mencionar outras respostas:
      – “Tu é xiita anti carro”
      – “Quer grenalizar o trânsito”
      – “Vai gerar caos” (by EPTC)

      Curtir

    • Ninguém iria torpedear se a prefeitura discutisse a idéia com a comunidade antes de fazer seus projetos.

      Curtir

      • A prefeitura discute, tanto esta quanto outras. Mas reitero o resultado invariável: Nunca está bom o suficiente.

        Curtir

  5. Na mosca. Alguém sabe o número de CCs na prefeitura?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: