Entulho no entorno do Beira-Rio deverá ficar até depois da Copa

Diante de impasse, Prefeitura estuda a possibilidade de compactar resíduos e cobrir área com britas

Prefeitura quer compactar resíduos e cobrir área com restos das obras de pavimentação  Crédito: Laion Espíndula / Especial / CP

Prefeitura quer compactar resíduos e cobrir área com restos das obras de pavimentação
Crédito: Laion Espíndula / Especial / CP

A Prefeitura de Porto Alegre encaminhou ao ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, uma correspondência solicitando a alteração do projeto destinado ao estacionamento de 1,4 mil vagas no entorno do Beira-Rio. Diante do impasse em relação ao entulho no local, o Executivo pretende compactar os resíduos e cobrir a área com britas. Desta forma, o terreno ficará um pouco mais alto que as partes que estão recebendo pavimento.

De acordo com a Secretaria de Gestão, se a mudança for autorizada, o material asfáltico a ser utilizado no local onde restam entulhos virá da fresagem das obras de pavimentação dos corredores BRT. Somente depois do evento esportivo é que deverão ser executados os ajustes do projeto de pavimentação.

No local onde estão os resíduos de obras serão criadas 900 vagas, sendo que 100 são reservadas para pessoas com necessidades especiais. As outras 500 vagas previstas serão disponibilizadas em área adjacente, em local já para pavimentação. O espaço destinado para as estruturas temporárias da Fifa está praticamente pronto.

Reponsável pela Pasta de Gestão, Urbano Schmitt explicou que o atual problema de avançar na pavimentação do estacionamento do Beira-Rio são os resíduos de construção da obra de reforma do estádio. Por isso, a Prefeitura propõe “mediante o estabelecimento de uma área em platô” na região.

AG se exime de culpa

Em nota, a Andrade Gutierrez se eximiu de responsabilidade pelos entulhos no entorno do Beira-Rio. A construtora informou que não iria retirar o material por não tê-lo produzido. Segundo a empresa, apenas os resíduos gerados pela reforma do estádio colorado são de responsabilidade da empreiteira.

Correio do Povo

 



Categorias:COPA 2014

Tags:,

39 respostas

  1. O que aconteceu com isso:

    e isso?

    Curtir

    • Isso foi feito pra enganar a Fifa, que achou lindo, e acreditaram que ficaria igual. Mesmo assim, alguns acham que tudo esta lindo agora de qualquer maneira, ok, “cadum cadum”. Pena, eu apoio mais o projeto nivel Disneylandia que foi apresentado e nunca vai sair do papel!

      Curtir

  2. Essa AG é um lixo, pô!

    Curtir

  3. Agora não entendi uma coisa, construíram um edifício garagem junto ao estádio para não sei quantos mil automóveis que não será usado na Copa e agora terão de fazer outro estacionamento descoberto e mais distante para pessoas com necessidade especiais, quem entende isso?

    Curtir

  4. Concordo que é melhor colocar brita do que asfaltar tudo, porque depois de asfaltado vai ficar assim pra sempre, sem projeto urbanístico nenhum. E acho difícil ter certeza de que o entulho que está lá é mesmo da obra. Muita coisa parece ser lixo de anos que foi se acumulando naquele local.

    Curtir

  5. a vergonha agora vai ser internacional.

    Curtir

  6. Sabe porque o inter faz isso repetidas vezes? Porque qualquer crítica a todas as suas cagadas em relação a reforma do Beira-rio são taxadas de grenalização. Bendita grenalização! Tudo o que faltou nesse processo todo foi exatamente grenalização, ou uma disputa para escolher o melhor projeto para a cidade desde o início

    Um bando de colorados “poderosos” colocou o estádio do inter como única opção de estádio de Poa para a Copa; sem projeto, sem dinheiro, sem financiamento, sem viabilidade e sem garantias, mas ninguém podia dizer um “ai”, que logo era taxado de gremista querendo grenalizar.

    Essa era a ideia desde o início: indicar o BR e correr atrás do resto depois. Deu certo (para inter), porque aqui no RS chegou- se a um consenso que discussões e contendas são maléficas. Não, não são. O que é maléfico é a falta de alternativas e principalmente o radicalismo de posições. Mas foi exatamente isso que aconteceu: radicalizaram que deveria ser o Beira-rio e pronto, a cidade e a Copa que se exploda.

    Para Porto Alegre foi uma merda: perdemos a Copa das Confederações, espaço no Mundial, tempo discutindo contrato com AG, isenções para ETs e até a retirada de entulhos.

    Bem feito!

    Curtir

    • Perfeito comentário. É só ver as negativações, tratam tudo como grenalização.

      O Inter foi esperto e sem-vergonha.
      A prefeitura, “burra”. E o povo é que paga porque alguém aí deve estar se dando bem, e não é a AG.

      Curtir

    • E EXATAMENTE ISSO Julião, POLITICAGEM de GRENALISMO. Começa com A Presidente, Governador, Etc.Etc. O proprio ESTADIO ficou MATADO. Manda a Dilma tira esses ENTULIOS !!! A IMAGEM NEGATIVA e de TODOS os GAÚCHOS !!!!

      E ainda querem PASSAR os ROLOS por cima dos ENTULHOS ( A mesma coisa que VARRE pra BAIXO do TAPETE !!!! Por favor !!!

      Curtir

  7. absurdo deixarem isso acontecer…sujou limpa simples assim! prefeitura deveria ter uma atitude mais firme quanto a isso também.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: