Principais mudanças da FIFA no Beira-Rio

Sob nova administração nos próximos 46 dias, sede gaúcha da Copa começará a sofrer várias mudanças para abrigar o torneio.

Beira-Rio passará por várias mudanças internas para receber a Copa (Foto: Alexandre Lops/Divulgação Inter)

Beira-Rio passará por várias mudanças internas para receber a Copa (Foto: Alexandre Lops/Divulgação Inter)

O Beira-Rio deverá mudar de cara nos próximos dias. Nesta quinta-feira, a Fifa assumiu a gestão da sede gaúcha da Copa e terá 24 dias para realizar uma série de trabalhos até o dia 15 de junho, quando será realizado o primeiro jogo do torneio na Capital, entre França e Honduras. O objetivo é deixar o estádio com o padrão de Copa do Mundo.

Conforme o arquiteto do Comitê Organizador Local (COL) da Copa, Airton Gianchini, o Beira-Rio “sofrerá uma mudança radical” para o torneio. As mudanças, no entanto, serão temporárias. A Fifa promete entregar o estádio do mesmo jeito que pegou, no dia 7 de julho, 46 dias depois.
– Vão ter alterações visuais e estéticas. Tem a parte das estruturas temporárias, as mudanças no interior para aumentar o espaço da imprensa, adesivos da Fifa da Copa. Vai ficar um estádio com a cara da Copa do Mundo – explicou Gianchini.

A partir desta sexta-feira uma equipe de 70 funcionários do COL e mais empresas enviadas diretamente pela Fifa trabalharão na remodelagem do Beira-Rio. As mudanças iniciam no entorno do estádio, que contará com uma nova proteção de cercas de 2,43 metros de altura em toda sua volta, pela Avenida Padre Cacique, Rua A e Rua B. Também serão instalados banners de 15 metros de altura entre as membranas translúcidas que ficam de fora do estádio.

Na parte de dentro, a mudança começa pela substituição dos bancos de reservas, que darão lugar a outros com padrão Fifa. No entorno do gramado, as muretas de proteção para o campo serão revestidas com adesivos com a identidade visual da competição. Já a publicidade dos patrocinadores do Inter será trocada pelos patrocinadores da Copa, que terão suas marcas exibidas em placas de LED em toda a volta do gramado. As saídas das arquibancadas também serão adesivadas com a marca da Copa, assim como o espaço acima dos camarotes do nível 4.

Outra alteração importante será a retirada de mil cadeiras do nível 5, do anel superior do estádio, para a implantação de 660 tribunas de imprensa, já que as disponíveis não serão capazes de suportar a presença massiva da imprensa nacional e internacional.

Na parte de alimentação, muda tudo. Bares e lancherias que ficam dentro do Beira-Rio terão todos os seus espaços comandados pela Fifa durante a competição. Conforme o COL, a entidade já está enviando suas próprias equipes, que produzirão as refeições durante os jogos do torneio.

GLOBO Esporte

Fonte: Globo Esporte



Categorias:COPA 2014, Reforma do Estádio Beira-Rio

Tags:, , , , ,

3 respostas

  1. A FIFA não permite bancos rebaixados no gramado, tal quais os dfo Beira-Rio e da maioria dos novos estádios. Os bancos tem que ficar no nível do gramado (para aparecer bem os patrocinadores) então vão colocar uns bancos bem bagaceiros (em todos os estádios).

    Curtir

  2. “substituição dos bancos de reservas, que darão lugar a outros com padrão Fifa” Uai, não tinham feito o estádio com os padrões da Fifa? Não entendi. (Sou colorado, não é flauta)

    Curtir

    • As coisas não são 8 ou 80, nem analisaveis numa simples linha reta que vai do não ao sim. O inter está entregando um estádio no “padrão fifa” mas não significa que todos os (sei lá) 7500 itens do caderno da FIFA foram seguidos à risca. Provavelmente a disposição em seguir o combinado variou com o tempo e com a diferença de preço entre o “seguir” e o “seguir aproximadamente” o indicado. A FIFA agora deve ter mesmo cansado de negociar e esperar e resolveu fazer algo que ela mesmo considera loucura: gastar do seu próprio bolso (para finalizar detalhes que ela já deve ter apontado como inapropriados).

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: