Calçadovia do Gasômetro

 

Sr. prefeito Fortunatti:

calcado-via-gasometroComo sei de teu compromisso com as questões de mobilidade urbana, e humana, de nossa cidade solicito tua ajuda para um tema que considero grave. A prefeitura municipal tem tido uma política de implantação de ciclovias ou ciclofaixas nos últimos anos. Atitude louvável. Porém, por pressa, incompetência técnica, ou populismo tem cometido alguns erros neste processo (vide a ciclofaixa da Restinga). Outro exemplo é o que está em andamento na av. Beira Rio, entre o Gasômetro e a Rótula das Cuias. Está-se implantando uma ciclofaixa (?) simplesmente pintando o chão onde as pessoas caminham. Faz seguramente mais de duas décadas, talvez três, que esse espaço é tradicionalmente usado para caminhadas, corridas e para passeios com a família, cachorros, casais, crianças, idosos, etc.

Essa ação desastrosa, em andamento, portanto ainda reversível, vai criar um problema enorme, jogando pedestres contra ciclistas; se efetivada vai gerar acidentes, com crianças ou com idosos, e vai gerar um clima irreconciliável. Sou defensor do transporte em bicicletas, inclusive também pedalo, mas é preciso que se tenha critério, e se estude os aspectos culturais e históricos de um espaço antes de se começar a “pintar o chão”. É preciso ressaltar que existe uma hierarquia de prioridades na mobilidade urbana, e a primeira é para o pedestre. É importante que se construam mais ciclovias e ciclofaixas na cidade porém não em detrimento do pedestre, particularmente neste caso onde foi feita a duplicação de uma avenida para carros e foi prometida a construção de ciclovia.

Repito, simplesmente pintar o chão naquele espaço ou é um erro técnico ou uma atitude populista. Não vai funcionar.

Publicado em 25 de junho de 2014 por Felipe X
Copiado da publicação de Julio Pujol.

Este post é um REBLOG do Vá de Bici, sem qualquer alteração.



Categorias:Bicicleta, Ciclofaixas, ciclovias

Tags:, , , , ,

14 respostas

  1. Depois que vi essa “Calçadovia” prometi não fazer mais piadas com portugueses.

    Curtir

  2. Essas ciclovias são pra ficar bonitas nas fotos.

    Curtir

    • Nem na foto. É para ficar bonito quando sai um release da prefeitura: “Porto alegre tem 100km de ciclovias!”. Pois é, essa vai ser contada.

      Curtir

  3. Mas vcs esperavam o que das Ortoridades basta ver o transito em si os engenheiros da eptc , prefeitura e demais pseudo-intelectuais deveriam fazer reciclagem de mobilidade urbana ou não!!!!

    Curtir

  4. Estes dias estava caminhando por lá com minha esposa e filho sobre esta coisa no chão que ninguém sabe muito bem o que é. Uma guria passou por nós de bike e nos chamou de idiotas, do nada, sendo que já havíamos cedido caminho para ela.

    Curtir

  5. E o pior é que nesta região há espaço. Sai mais caro, óbvio, mas tem espaço para fazer todas mil pistas que querem para os carros, manter espaço para o pedestre e fazer ciclovia.

    Curtir

  6. Simplemente nestre trecho NÃO EXISTE CICLOVIA. A prefeitura consegue a proeza novamente de botar todos contra todos: Os ciclistas contra os pedestres conforme o “Amizade” acima falou. Os motoristas contra os ciclistas por que quem pedalar na faixa ali vai ser chingado por motoristas (“vai pra ciclovia!”). É de chorar.

    Curtir

  7. Pior que os ciclistas PASSAM numa velocidade e tirando FINOS dos pedestres !!!! e ainda ficam xingando… e dizendo que ali e para CICLISTAS!!! tudo bem, e os PEDESTRES COMO FICA .????? maior ERRO DA HISTORIA fazer essa PINTURA(Pista) BEM NO MEIO DA VIA DE CIRCULAÇÃO de PEDESTRE !!!! Porque NAO fizeram NUMA LATERAL??? E muita BURRICE !!!!!! FALTA DE PLANEJAMENTO!!!!!!vai ESTUDA!!!!!!!!!!!!

    Curtir

    • Olha, se isso é para ser mesmo uma ciclovia, os ciclistas estão “certos” que a ciclovia é para os ciclistas, e não para os pedestres. Obviamente, estão errados ao “xingar”, “tirar fino”, pois esses atos não dão razão à ninguém. Eu acho que o errado mesmo é realmente da prefeitura de querer pintar e achar que está tudo ok, sem o mínimo planejamento ou ações de educação para os pedestres. Na boa nenhum pedestre é obrigado a saber que essa faixa vermelha é para trânsito de ciclistas e SÓ.

      Ja pedalei diversas vezes nesse perímetro durante finais de semana, e vejo que é IMPOSSÍVEL pedalar em cima da faixa vermelha. Não há espaço, são muitos pedestres. Me obrigo a ir para a rua sempre.

      Alguém ja compartilhou alguma pista de corrida? Sou corredor. Criam-se regras, na ESEF, por exemplo, a 1ª raia de corrida é para velocidade alta. A medida que as faixas se distanciam, a velocidade abaixa. As pistas 5, 6 e 7 são para caminhada. Seguindo essa ordem, todos podem correr seguindo seu treino sem atrapalhar o outro. Tem uma placa bem grande sinalizando as regras na entrada. É uma amostra minúscula de pessoas (15-20) toda vez que vou lá, e o “desrespeito” ao “bom-senso” é imenso. Galera caminhando na primeira pista, e foda-se. “Tá vindo correndo com tudo atrás? TE RALA. DESVIA. ”

      Isso em proporções de uma cidade inteira, torna-se impraticável.

      Curtir

  8. Com 6 pistas era impossível tirar um espacinho dos carros? Acho que foi no Vá de Bici mesmo que disseram: imagina se a prioridade pra pedestres não fosse lei? Se eu morasse na Zona Sul e existisse uma boa ciclovia pela orla até o Centro, não pensaria duas vezes em largar o carro e vir de bicicleta. Na mesma obra outros dois absurdos: o viaduto da Pinheiro Borda que tem um pilar no meio da calçada e os pilares do aeromóvel que também ocupam o meio da calçada na João Goulart. E em todos, pistas para automóveis subutilizadas sobrando.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: